Menu
2019-04-04T14:00:33-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Em novo Datafolha, Bolsonaro sobe mais do que Haddad

Números divulgados nesta quinta-feira seguem apontando para um segundo turno entre o candidato do PSL e o petista

4 de outubro de 2018
20:16 - atualizado às 14:00
640px-Jair_Bolsonaro_paz_e_amor
Datafolha segue apontando para um segundo turno entre Bolsonaro e Haddad - Imagem: Wikimedia Commons

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira, 4, sua penúltima pesquisa de intenção de voto para presidente antes do primeiro turno das eleições. Segundo os números da pesquisa, Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança da disputa e cresceu três pontos em relação ao levantamento anterior. Fernando Haddad aparece na segunda posição e oscilou de 21% para 22%.

No terceiro pelotão aparecem Ciro Gomes (PDT), que manteve os 11% da pesquisa anterior e Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou de 9% para 8%.

Veja os números completos do Datafolha:

Jair Bolsonaro (PSL): 35%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 6%
Não sabe/não respondeu: 5%

Candidatos sobem nos votos válidos

Bolsonaro, Haddad e Ciro oscilaram um ponto para cima cada nas simulações de votos válidos, que descartam Brancos, Nulos e Indecisos. O candidato do PSL aparece com 39%, seguido por Haddad (25%) e Ciro (13%).

Veja os números completos:

Jair Bolsonaro (PSL): 39%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

No total, foram ouvidos 10.930 eleitores entre 3 e 4 de outubro. A pesquisa, segundo o Datafolha, tem nível de confiança de 95%. Na prática isso significa que há 95% de chance de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Cenários de segundo turno

Em três das quatro simulações de segundo turno feitas pelo Datafolha mostram uma disputa dentro da margem de erro. Bolsonaro empata na margem com Haddad e Alckmin, e perde para Ciro Gomes. Já Haddad empata com Alckmin e Bolsonaro na margem de erro.

Veja os números:

Bolsonaro 44% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 9%; não sabe: 2%)
Alckmin 43% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Alckmin 42% x 38% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Rejeições praticamente estáveis

O Datafolha também fez um levantamento da rejeição dos presidenciáveis. Nesse cenário, Bolsonaro segue liderando a lista, sendo rejeitado por 45% da população, seguido por Haddad (40%).

Confira os números:

Bolsonaro: 45%
Haddad: 40%
Marina: 28%
Alckmin: 24%
Ciro: 21%
Meirelles: 15%
Boulos: 14%
Cabo Daciolo: 14%
Alvaro Dias: 13%
Vera: 13%
Eymael: 12%
Amoêdo: 11%
João Goulart Filho: 11%
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 2%
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%
Não sabe: 4%

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DE OLHO NOS EMPRÉSTIMOS

BNDES aprova empréstimos a exportações de Embraer, Marcopolo, Mercedes e Scania

A maior das operações foi para a fabricante de aviões Embraer, que tomou empréstimo de US$ 285 milhões para financiar a exportação de 11 aeronaves modelo E175 para a American Airlines, nos Estados Unidos

FUNDOS DE PENSÃO

Assessores de Guedes e mais 28 viram réus por rombo em fundos de pensão

“O Ministério Público Federal produziu e apresentou a este Juízo peça acusatória formalmente apta, acompanhada de vasto material probatório, contendo a descrição pormenorizada contra todos os denunciados”, anotou Vallisney.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

De volta para o futuro

Quando escrevi aqui na newsletter que não é possível prever o futuro, um leitor me corrigiu. Em alguns casos podemos sim antecipar com razoável grau de precisão o que vai acontecer: que o diga a previsão do tempo. Ele tem razão, mas a mesma premissa válida para a meteorologia não se aplica ao mercado financeiro. […]

Bolsa forte

Otimismo externo se sobrepõe à hesitação local e Ibovespa sobe 2,58% na semana

Apesar do viés “misto” dos mais recentes dados da atividade doméstica, o otimismo em relação ao acordo EUA-China e a força mostrada pela economia chinesa sustentaram o bom desempenho do Ibovespa

É HORA DE TER CALMA

Estágio atual recomenda cautela na política monetária, repete presidente do BC

Esta avaliação já constou nos documentos mais recentes do BC, inclusive na comunicação de dezembro do colegiado, quando a Selic (a taxa básica de juros) recuou de 5,00% para 4,50% ao ano

O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A economia brasileira no centro das atenções

A equipe do Seu Dinheiro comenta as principais notícias da semana

Eleições

Lula já descarta candidatura de Haddad em SP

A escolha do candidato está marcada para o dia 15 de março. O ex-presidente quer uma definição antes desse prazo

Gestora estrelada

SPX espera alta da Selic ainda neste ano e segue comprada em dólar

Para a gestora fundada por Rogério Xavier, que possui R$ 40 bilhões sob gestão, o país saiu da beira do abismo com aprovação da reforma da Previdência e deve crescer 2,5% neste ano

o que acontece em um ano

Expectativa positiva do governo Bolsonaro recua, aponta pesquisa

Levantamento mostra que a expectativa positiva para o restante do mandato caiu 23 pontos porcentuais em um ano

população cresce

Bancos brasileiros ampliam participação em Portugal para atender maior demanda

Itaú Unibanco vai inaugurar um novo escritório no país neste mês, enquanto o BTG Pactual recebeu o aval do regulador local; XP Investimentos e o Bradesco também rondam o mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements