Menu
2019-04-04T14:00:33-03:00
Eleições 2018

Em novo Datafolha, Bolsonaro sobe mais do que Haddad

Números divulgados nesta quinta-feira seguem apontando para um segundo turno entre o candidato do PSL e o petista

4 de outubro de 2018
20:16 - atualizado às 14:00
640px-Jair_Bolsonaro_paz_e_amor
Datafolha segue apontando para um segundo turno entre Bolsonaro e Haddad - Imagem: Wikimedia Commons

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira, 4, sua penúltima pesquisa de intenção de voto para presidente antes do primeiro turno das eleições. Segundo os números da pesquisa, Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança da disputa e cresceu três pontos em relação ao levantamento anterior. Fernando Haddad aparece na segunda posição e oscilou de 21% para 22%.

No terceiro pelotão aparecem Ciro Gomes (PDT), que manteve os 11% da pesquisa anterior e Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou de 9% para 8%.

Veja os números completos do Datafolha:

Jair Bolsonaro (PSL): 35%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 6%
Não sabe/não respondeu: 5%

Candidatos sobem nos votos válidos

Bolsonaro, Haddad e Ciro oscilaram um ponto para cima cada nas simulações de votos válidos, que descartam Brancos, Nulos e Indecisos. O candidato do PSL aparece com 39%, seguido por Haddad (25%) e Ciro (13%).

Veja os números completos:

Jair Bolsonaro (PSL): 39%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

No total, foram ouvidos 10.930 eleitores entre 3 e 4 de outubro. A pesquisa, segundo o Datafolha, tem nível de confiança de 95%. Na prática isso significa que há 95% de chance de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Cenários de segundo turno

Em três das quatro simulações de segundo turno feitas pelo Datafolha mostram uma disputa dentro da margem de erro. Bolsonaro empata na margem com Haddad e Alckmin, e perde para Ciro Gomes. Já Haddad empata com Alckmin e Bolsonaro na margem de erro.

Veja os números:

Bolsonaro 44% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 9%; não sabe: 2%)
Alckmin 43% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Alckmin 42% x 38% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Rejeições praticamente estáveis

O Datafolha também fez um levantamento da rejeição dos presidenciáveis. Nesse cenário, Bolsonaro segue liderando a lista, sendo rejeitado por 45% da população, seguido por Haddad (40%).

Confira os números:

Bolsonaro: 45%
Haddad: 40%
Marina: 28%
Alckmin: 24%
Ciro: 21%
Meirelles: 15%
Boulos: 14%
Cabo Daciolo: 14%
Alvaro Dias: 13%
Vera: 13%
Eymael: 12%
Amoêdo: 11%
João Goulart Filho: 11%
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 2%
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%
Não sabe: 4%

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

fora do Executivo

Bolsonaro diz que BB, Caixa e Casa da Moeda não serão privatizados em seu governo

Ele afirmou que não está “segurando privatizações” e que qualquer processo é “demorado”

mudança

BC altera assinatura no câmbio e permite conta pré-paga em compra internacional

No caso da assinatura eletrônica em contratos de câmbio, será permitido usar soluções como a gravação de imagem ou de voz, o registro de sinalização gráfica de concordância e o envio ou recebimento de e-mail

Sextou com o Ruy

Como investir bem em um país que insiste em não dar certo

Para não depender do sucesso do Brasil nem da boa vontade dos governantes, o Felipe Miranda decidiu procurar por um ativo que desse grandes lucros e não estivesse ligado a nenhum desdobramento macroeconômico

projeções da corretora

XP Investimentos amplia cobertura e recomenda compra para dois FIIs de lajes corporativas

Cotas dos fundos PVBI11 e RECT11 têm potencial de alta de no mínimo 12% e oferecem rendimento de dividendo de até 8,4%

pandemia no país

Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes

O Brasil chegou a 4.455.386 casos de covid-19 desde o início da pandemia. Em 24 horas desde o boletim de ontem (16), foram registrados 36.303 novos diagnósticos positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements