⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-12T10:42:59-03:00
Ricardo Gozzi
ELEIÇÕES 2022

Avanço de Ciro e Simone na pesquisa BTG/FSB ajuda Bolsonaro a forçar segundo turno contra Lula

Em segundo turno, porém, enquanto Lula venceria em todos os cenários, Bolsonaro sairia derrotado em todas as simulações da pesquisa BTG/FSB

12 de setembro de 2022
10:35 - atualizado às 10:42
Simone Tebet, Luiz Inácio Lula, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro pesquisa
Simone Tebet, Ciro Gomes, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva. - Imagem: Bandeirantes / Shutterstock / Agência Brasil / Montagem Brenda Silva

Restam menos de três semanas para as eleições presidenciais e as pesquisas de intenção de voto apontam cada vez mais para um possível segundo turno entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

Se realmente conseguir evitar a vitória de Lula no primeiro turno, Bolsonaro terá muito a agradecer a Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB).

As duas candidaturas alternativas encontram-se em seus níveis mais elevados desde o início da série de pesquisas do Instituto FSB, encomendada pelo banco BTG Pactual.

Entretanto, os motivos de gratidão de Bolsonaro param por aí. Além de Lula ter mantido vantagem de 13 pontos sobre o atual presidente em segundo turno, a sondagem mostra que Bolsonaro seria derrotado também por Ciro e Simone em um eventual tira-teima com qualquer um deles.

Confira a seguir os números mais relevantes da pesquisa BTG/FSB.

Pouca mudança em relação ao primeiro turno

A mais recente edição da pesquisa BTG/FSB, divulgada na manhã de hoje, traz poucas novidades quando comparada com a semana anterior.

Enquanto Lula oscilou um ponto para baixo, Bolsonaro, Ciro e Simone ganharam um ponto cada no período. Tudo dentro da margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Série histórica - Intenção de voto estimulada
Série histórica - Intenção de voto estimulada

Num horizonte de tempo mais longo, Ciro e Simone são os únicos que podem comemorar alguma melhora.

Em relação a 22 de agosto, data da primeira pesquisa posterior ao início oficial da campanha eleitoral, Lula perdeu quatro pontos porcentuais, passando de 45% para 41%. Já Bolsonaro oscilou de 36% para 35%.

Enquanto isso, Ciro subiu de 6% para 9% e Simone avançou de 3% para 7% no mesmo intervalo.

Lula mantém vantagem sobre Bolsonaro em segundo turno

As movimentações observadas desde o início da campanha podem ter distanciado Lula da vitória em primeiro turno, mas em nada alteraram as perspectivas do resultado final do processo eleitoral.

Lula mantém ampla margem sobre seus adversários em relação aos possíveis cenários de segundo turno.

No mais provável, contra Bolsonaro, o petista mantém 13 pontos de vantagem.

É verdade que ambos os candidatos perderam dois pontos percentuais em relação ao levantamento da semana anterior.

Série histórica – Lula vs. Jair Bolsonaro
Série histórica – Lula vs. Jair Bolsonaro

Lula marca agora 51% das intenções de voto no segundo turno, contra 38% de Bolsonaro.

Diante de Ciro Gomes, Lula manteve os 46% a 35% da semana anterior.

Série histórica – Lula vs. Ciro Gomes
Série histórica – Lula vs. Ciro Gomes

Frente a Simone Tebet, Lula venceria por 48% a 34%.

Série histórica – Lula vs. Simone Tebet
Série histórica – Lula vs. Simone Tebet

Bolsonaro perde em todos os cenários de segundo turno

Não é apenas de Lula que Bolsonaro perderia em segundo turno.

A alta rejeição ao presidente e candidato à reeleição (56%) cobra a conta nas simulações de segundo turno contra Ciro Gomes e Simone Tebet.

Em ambos os casos, a desvantagem do presidente cresceu dois pontos porcentuais em relação à semana anterior.

Se Bolsonaro fosse ao segundo turno contra Ciro, o pedetista venceria hoje por 50% a 38%.

Série histórica – Jair Bolsonaro vs. Ciro Gomes
Série histórica – Jair Bolsonaro vs. Ciro Gomes

Contra Simone, a emedebista ganharia por 48% a 40%.

Série histórica – Jair Bolsonaro vs. Simone Tebet
Série histórica – Jair Bolsonaro vs. Simone Tebet

Como foi feita a pesquisa

Para elaborar a pesquisa encomendada pelo BTG, o Instituto FSB consultou 2 mil eleitores de todo o país entre 9 e 11 de setembro. As entrevistas foram conduzidas por telefone. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Veja também: Lula ou Bolsonaro — quem investe melhor?

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEXTOU COM O RUY

A ação da 3R Petroleum (RRRP3) disparou mais de 20% em uma semana. E pode ser apenas o começo

7 de outubro de 2022 - 6:09

Apesar dos maiores riscos, o potencial de valorização das ações da 3R Petroleum (RRRP3) também é enorme com a expectativa de demanda forte pelo petróleo por mais algumas décadas

A FORÇA DO VENTO

Copel (CPLE6) desembolsa R$ 1,8 bilhão por complexos eólicos no Rio Grande do Norte; veja detalhes

6 de outubro de 2022 - 19:49

A companhia destaca que os dois complexos estão um região que é considerada como “uma das melhores do mundo para a geração de energia de fonte eólica”

ELEIÇÕES 2022

Lula cede espaço para Bolsonaro no Nordeste e perde 9 pontos, segundo pesquisa Genial/Quaest

6 de outubro de 2022 - 19:25

O petista ainda segue liderando as intenções de voto na região onde sempre foi líder absoluto nas pesquisas, mas avanço do rival é um movimento significativo

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa emplaca mais uma alta, a disparada da Mobly (MBLY3) e o Nobel de Literatura; confira os destaques do dia

6 de outubro de 2022 - 18:51

Ao longo desta semana, o Ibovespa e os principais índices de Wall Street estão seguindo caminhos distintos.  Enquanto na B3 a alta do petróleo e a repercussão positiva do primeiro turno das eleições seguem levando a bolsa a patamares cada vez mais próximos dos 120 mil pontos, Nova York continua de olho na inflação e […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa pega carona com o petróleo mais uma vez e vai na contramão de NY; dólar também avança

6 de outubro de 2022 - 18:35

Embora o dólar tenha acompanhado a tensão internacional, o Ibovespa voltou a ir na contramão de Nova York com a ajuda do petróleo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies