O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-22T18:16:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
FATO RELEVANTE

Natura (NTCO3) confirma reportagem do Seu Dinheiro e compartilha números parciais do primeiro trimestre: não houve vazamento de balanço, mas situação não é animadora

Depois de reportagem publicada pelo Seu Dinheiro em meio ao tombo das ações da Natura na quarta-feira, empresa se manifesta por meio de fato relevante

22 de abril de 2022
8:44 - atualizado às 18:16
Zoom em um frasco de perfume Natura (NTCO3), com o logo da empresa em destaque
Ações da Natura caíram 15,3% na última quarta-feira. Imagem: Shutterstock

Um boato provocou um grande estrago nas ações da Natura na sessão de quarta-feira. NTCO3 encerrou o último pregão em queda de 15,3% depois de um suposto vazamento do balanço da companhia para o primeiro trimestre de 2022. E os números teriam vindo ruins.

Conforme noticiado pelo Seu Dinheiro na própria quarta-feira, porém, não houve vazamento. O que ocorreu foi uma bateria de reuniões entre o departamento de relações com investidores e analistas de sell-side para alinhar as expectativas do mercado.

Uma série de informações sobre o desempenho da empresa no primeiro trimestre foi realmente compartilhada com os analistas. Entretanto, os números são preliminares, ainda estão sujeitos a ajustes e precisam ser devidamente auditados.

A informação veio de um gestor de ações de uma asset paulista, sob a condição de anonimato. ‘Sell-side’ é o termo usado no mercado para identificar os bancos e casas de análise que soltam relatórios com recomendações de investimento.

O que diz a Natura (NTCO3)

Em fato relevante divulgado no fim da noite de ontem, a Natura confirmou a notícia publicada pelo Seu Dinheiro.

“Em 20 de abril de 2022, a área de Relações com Investidores da companhia manteve reuniões com analistas de mercado, visando prestar esclarecimentos e informações de forma a auxiliar tais analistas a entender os negócios e as perspectivas da companhia”, disse a Natura.

Nessas reuniões, os representantes da Natura compartilharam resultados financeiros e não auditados, prossegue a nota. Na avaliação da empresa, as informações divulgadas na mídia refletem as “inferências e projeções dos próprios analistas de mercado”.

A Natura explicou que continua “a enfrentar pressões de custos como resultado do aumento da inflação e dos preços mais altos das commodities”.

Além disso, a empresa considera que a base de comparação é alta.

“Experimentamos um primeiro trimestre de 2021 particularmente forte, com um aumento de 25,8% na receita líquida em relação ao primeiro trimestre de 2020 em reais e 8,1% em termos de moeda constante no mesmo período, além de registrar uma Margem EBITDA Ajustado de dois dígitos”, diz o fato relevante.

Avon preocupa

A Natura aponta para um “progresso sequencial no Brasil”. O que preocupa os analistas é a situação da Avon.

Segundo a empresa, as operações da Avon International na Europa Central e Oriental foram impactadas pela guerra entre a Ucrânia e a Rússia. A Natura também adiantou queda nas vendas da The Body Shop na Europa.

Pelas informações apresentadas aos analistas, a Natura prevê receita líquida entre R$ 8,20 bilhões e R$ 8,25 bilhões. Trata-se de uma queda em relação ao primeiro trimestre de 2021 entre 12,7% e 13,3% em reais e entre 4,6% e 5,2% em dólar. A divergência resulta da forte valorização do real no primeiro trimestre de 2022.

A divulgação do resultado financeiro da Natura no primeiro trimestre está prevista para 5 de maio.

Natura entre as maiores altas de hoje

Iniciada a sessão deste meio de feriado prolongado, as ações da Natura rapidamente passaram a figurar entre os poucos ativos em alta hoje no Ibovespa.

Entretanto, o tom negativo do mercado nesta sexta-feira limitou a recuperação de NTCO3 depois da forte queda no pregão anterior, e o papel acabou fechando em baixa de 3,39%, a R$ 20,50.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies