O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-03T11:13:41-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
POR TEMPO INDETERMINADO

Não teve acordo: Servidores do BC retomam greve hoje; veja os impactos da paralisação

A greve dos servidores do BC segue por tempo de indeterminado. A categoria reivindica reajuste salarial de 27% e reestruturação da carreira

3 de maio de 2022
11:13
Fachada do Banco Central do Brasil (BC); greve servidores
Imagem: Arnaldo Jr./Shutterstock

Após tentativas frustradas de negociação, os servidores do Banco Central (BC) retomam a greve nesta terça-feira (03), por tempo indeterminado. A nova paralisação foi aprovada na assembleia geral do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) na última sexta-feira (29). 

A greve do BC começou em 1º de abril, mas foi suspensa por duas semanas, entre os dias 20 de abril e 02 de maio. O sindicato considera que faltou diálogo entre o governo e os servidores na negociação das reivindicações da categoria. 

“As principais razões [para a retomada da greve] foram o descumprimento por parte do presidente do BC [Roberto Campos Neto] em conseguir, em abril, uma reunião entre o sindicato e o Ministro [da Casa Civil] Ciro Nogueira, a não apresentação de uma proposta alternativa aos 5% e a não apresentação de uma proposta sobre a parte não-salarial de nossas demandas”, disse Fábio Faiad, presidente do Sinal. 

Os servidores reivindicam um reajuste salarial de 27%, após o anúncio de um pacote de “bondades” por parte do governo, em especial o aumento da remuneração dos policiais federais. Outras categorias de servidores públicos que não foram incluídas nesse amplo reajuste — entre eles, os trabalhadores do BC — passaram a reivindicar taxas semelhantes. 

Em meio à insatisfação, o governo tentou negociar um reajuste linear de 5% para todos os servidores, o que foi considerado “insuficiente” pela categoria. 

Greve do BC e reunião do Copom

Como já se esperava, a greve dos servidores, que já dura um mês - desconsiderando a suspensão -, atrasou a divulgação de relatórios e atividades do Banco Central. 

O Boletim Focus, que divulga as projeções do mercado financeiro sobre a economia, ficou duas semanas sem ser publicado. Atrasos na divulgação do Relatório de Poupança e o fluxo cambial também aconteceram. 

Já a segunda fase do sistema de valores a receber (SRV) ficou sem data para a retomada - a consulta e saque do “dinheiro esquecido” vai ter que esperar. 

Contudo, a reunião do Copom não deve ser afetada. Segundo o sindicato da categoria, “houve a transmissão de dados para que fosse realizado o Copom sem prejuízo nenhum”. 

Vale ressaltar que o Comitê se reúne entre hoje (3) e amanhã (4); o mercado projeta um aumento de 1 ponto na taxa Selic, que hoje está no patamar de 11,75% ao ano.

Protesto no BC   

Os servidores do BC farão uma manifestação nesta quarta-feira (04), em frente à sede do órgão, em Brasília. O protesto deve acontecer entre às 17h e 19h, segundo o sindicato. A decisão do Copom é anunciada a partir das 18h30.

Leia também

*Com informações de Agência Brasil e Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

BR Properties (BRPR3) vende 80% do portfólio para fundo canadense, em transação de quase R$ 6 bilhões

Além de representar um movimento importante no atual cenário macroeconômico brasileiro, a transação marca a saída de boa parte do capital do fundo soberano de Abu Dhabi (ADIA) da empresa

CAMINHO ABERTO

TCU aprova privatização da Eletrobras (ELET3); fique por dentro da decisão do tribunal

Uma das prioridades do governo federal, privatização da Eletrobras ainda enfrenta outros obstáculos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies