2022-03-31T13:49:27-03:00
Carolina Gama
TÁ DECRETADO

Putin decide poupar um país na troca de gás por rublo; saiba quem escapou da lei assinada pelo russo

Chefe do Kremlin ameaça rivais do Ocidente, afirmando que terão que pagar pelo custo econômico das sanções contra Moscou — novas punições foram anunciadas hoje

31 de março de 2022
13:33 - atualizado às 13:49
Presidente russo, Vladimir Putin, apoiado em uma mesa, com o dedão na boca
O presidente da Rússia, Vladimir Putin - Imagem: Flickr

Agora é lei: o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou nesta quinta-feira (31) o decreto que obriga os países não amigáveis a pagar pelas compras de gás natural russo com rublos e não mais em dólar, euro ou outras divisas. 

Quando foi anunciada, na semana passada, a medida adicionou uma dose extra de tensão entre Moscou e o Ocidente, já que muitos dos países afetados pela mudança têm uma dependência elevada da energia russa. 

Mas o que quase ninguém esperava é que um desses países considerados hostis conseguiria escapar da fúria de Putin na venda do gás. 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Uma ligação da Alemanha mudou o rumo dessa história

Uma ligação antes da assinatura do decreto desta quinta-feira mudou os rumos dessa história — pelo menos por enquanto. 

O chanceler alemão, Olaf Scholz, fez um telefonema para o presidente russo e ouviu dele o compromisso de manter o pagamento da Alemanha em euros ou dólares

De acordo com um comunicado do Kremlin, Putin disse a Scholz que "a decisão tomada não deve levar ao agravamento dos termos contratuais para as empresas importadoras europeias".

Mas por que Putin quer receber em rublos?

Desde que invadiu a Ucrânia, em 24 de fevereiro, Putin provocou uma reação em cadeia dos Estados Unidos e aliados em uma tentativa de frear o avanço das tropas russas sobre Kiev.

Embora rejeitem a ideia de pegar em armas e enfrentar Putin no campo de batalha, os países do Ocidente vêm anunciando sanções econômicas e financeiras para tentar estrangular a economia russa e acabar com os recursos que mantêm a invasão. 

Alguns efeitos das sanções foram imediatos: empresas internacionais deixaram o país, a bolsa de valores teve que ser fechada por semanas e o rublo se desvalorizou.

E é aí que o plano de cobrar na moeda russa pelo gás exportado se encaixa. Esse anúncio significa que os países que impuseram sanções à Rússia terão que comprar rublos a taxas fixadas pelo banco central russo para pagar pelo gás. A medida reforçaria o rublo, aumentando a demanda por ele.

A guerra fora do campo de batalha continua…

O entendimento entre Rússia e Alemanha sobre o pagamento pelo gás não significa uma trégua nesse front da guerra

Horas depois de Putin assinar o decreto sobre o rublo, os países do Ocidente contra-atacaram com novos anúncios de sanções contra Moscou

O Departamento do Tesouro norte-americano, por exemplo, incluiu nesta quinta-feira 13 pessoas e 21 entidades ligadas à Rússia na lista de punições. 

A medida envolve o setor de segurança cibernética e, segundo o Tesouro, deixou o Ozon Bank — voltado para transações de comércio eletrônico — de fora. 

O Reino Unido, por sua vez, mirou as sanções em grupos de mídia russo, incluindo a RT e a Sputnik, sob a alegação de propagação de notícias de narrativas falsas sobre a guerra e sobre Putin. 

Putin diz: vocês me pagam!

A nova rodada de sanções anunciada nesta quinta-feira por países do Ocidente não pegou Putin de surpresa. 

Mais cedo, o presidente russo chegou a dizer que seus rivais na guerra na Ucrânia iriam buscar cada vez mais novas razões para seguir impondo restrições às finanças e à economia de seus país.

E ele prometeu não deixar barato: “O Ocidente terá que pagar pela guerra econômica que deflagra contra o nosso país”, disse Putin sem especificar que medidas adotaria, além da cobrança pelo gás em rublos. 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele