O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-03T15:19:18-03:00
Carolina Gama
ALÉM DO GÁS

Rússia vai passar a cobrar em rublos por outras exportações; entenda os motivos de Putin para a mudança

Na semana passada, o presidente russo assinou decreto que determina que países não amigáveis paguem pela energia na moeda local

3 de abril de 2022
15:19
Vladimir Putin, presidente da Rússia
Vladimir Putin, presidente da Rússia - Imagem: Sergei KarpukhinTASS/Getty Images

Quando a esmola é demais, o santo desconfia. Quando o presidente da Rússia, Vladimir Putin, decidiu na quinta-feira (31) poupar um país do pagamento do gás natural russo em rublos, poucos imaginavam o que estava por vir neste capítulo envolvendo a guerra na Ucrânia. 

Com um telefonema na semana passada, o chanceler alemão, Olaf Scholz, obteve de Putin um compromisso de manter o pagamento da Alemanha — um dos países europeus mais dependentes da energia russa — em euros ou dólares. 

Na ocasião, o presidente da Rússia disse a Scholz que "a decisão tomada não levaria ao agravamento dos termos contratuais para as empresas importadoras europeias".

A decisão a qual Putin se referiu era o decreto assinado por ele na quinta-feira (31), obrigando os países não amigáveis a pagar pelas compras de gás natural russo com rublos e não mais em dólar, euro ou outras divisas. 

Quando foi anunciada, no fim de março, a medida adicionou uma dose extra de tensão entre Moscou e o Ocidente, já que muitos dos países afetados pela mudança têm uma dependência elevada da energia russa. 

O segundo capítulo da guerra dos rublos

A Alemanha e outros países europeus nem bem desfrutaram da conquista sobre o gás natural e, neste domingo (03), foram surpreendidos com mais uma decisão do governo de Vladimir Putin. 

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, foi o mensageiro das novidades. Em entrevista ao canal de televisão Russia-1, ele disse que o sistema criado por Moscou para o pagamento de gás natural em rublos deve ser usado em outros produtos exportados.

Ele não explicou quais produtos seriam incluídos na medida, mas, além do gás, a Rússia é uma das maiores produtoras agrícolas do mundo, com uma presença forte nos mercados globais de cereais – sobretudo trigo, centeio, cevada e aveia. 

Além disso, o país também é um dos maiores fornecedores do mundo de metais utilizados em todo tipo de produtos, de latas de alumínio até cabos de cobre e componentes de automóveis. 

Segundo o porta-voz do Kremlin, os compradores pagarão em euros, conforme os termos dos atuais acordos.

"No entanto, dito isso, o pagamento final será apresentado ao vendedor precisamente em rublos, comprando rublos com esses euros", explicou.

Peskov disse também que o formato de pagamento significa a garantia de segurança do comércio russo, e não é uma ofensa a outros países. 

Mas por que a Rússia quer receber em rublos?

Desde que invadiu a Ucrânia, em 24 de fevereiro, Putin provocou uma reação em cadeia dos Estados Unidos e aliados em uma tentativa de frear o avanço das tropas russas sobre Kiev.

Saiba mais sobre as sanções impostas à Rússia:

Embora rejeitem a ideia de pegar em armas e enfrentar Putin no campo de batalha, os países do Ocidente vêm anunciando sanções econômicas e financeiras para tentar estrangular a economia russa e acabar com os recursos que mantêm a invasão.

Alguns efeitos das sanções foram imediatos: empresas internacionais deixaram o país, a bolsa de valores teve que ser fechada por semanas e o rublo se desvalorizou.

E é aí que o plano de cobrar na moeda russa pelo gás exportado se encaixa. Esse anúncio significa que os países que impuseram sanções à Rússia terão que comprar rublos a taxas fixadas pelo banco central russo para pagar pelo gás. A medida reforçaria o rublo, aumentando a demanda por ele.

Touros e Ursos #102 — terceira via nas eleições

A chamada terceira via ainda tem chances nas eleições depois da saída de Sergio Moro e a polêmica sobre a candidatura de João Doria? Aperte o play e ouça o comentário dos repórteres do Seu Dinheiro:

*Com informações da agência Tass

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

CHAPÉU NA RECEITA

Criador da Terra (LUNA), criptomoeda que virou pó, deve cerca de US$ 78 milhões ao governo da Coreia do Sul e Terraform Labs deixa investidores com prejuízo de US$ 1,1 milhão

As acusações acontecem em meio a uma reformulação do protocolo, que pretende pagar os usuários que perderam dinheiro

CHAMOU PRA BRIGA

Vai encarar? Finlândia diz não ao rublo e Putin não deixa barato — Rússia reage e recebe uma forcinha de gigante europeu

O centro dessa disputa é a entrada dos finlandeses na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan); a ampliação da aliança levou a Rússia a invadir a Ucrânia em fevereiro deste ano

Starlink no Brasil

Elon Musk no Brasil: tudo o que sabemos sobre a visita do dono da Tesla e SpaceX até o momento

A visita do bilionário Elon Musk ao Brasil tem como motivo principal inovações tecnológicas relacionadas a internet

China corta juros para estimular setor imobiliário e commodities operam em forte alta

A medida adotada pelo banco central chinês visa impulsionar o mercado imobiliário, o que favorece as produtoras de commodities

EXILE ON WALL STREET

Menu às cegas: Você investiria em um ETF que não é transparente? Conheça as oportunidades em ANTs

Os ANTs (Actively Non-Transparent, em inglês) surgiram no final de 2019 e vêm ganhando tração desde então, como uma alternativa aos mutual funds

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies