O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-31T13:49:27-03:00
Carolina Gama
TÁ DECRETADO

Putin decide poupar um país na troca de gás por rublo; saiba quem escapou da lei assinada pelo russo

Chefe do Kremlin ameaça rivais do Ocidente, afirmando que terão que pagar pelo custo econômico das sanções contra Moscou — novas punições foram anunciadas hoje

31 de março de 2022
13:33 - atualizado às 13:49
Presidente russo, Vladimir Putin, apoiado em uma mesa, com o dedão na boca
O presidente da Rússia, Vladimir Putin - Imagem: Flickr

Agora é lei: o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou nesta quinta-feira (31) o decreto que obriga os países não amigáveis a pagar pelas compras de gás natural russo com rublos e não mais em dólar, euro ou outras divisas. 

Quando foi anunciada, na semana passada, a medida adicionou uma dose extra de tensão entre Moscou e o Ocidente, já que muitos dos países afetados pela mudança têm uma dependência elevada da energia russa. 

Mas o que quase ninguém esperava é que um desses países considerados hostis conseguiria escapar da fúria de Putin na venda do gás. 

Uma ligação da Alemanha mudou o rumo dessa história

Uma ligação antes da assinatura do decreto desta quinta-feira mudou os rumos dessa história — pelo menos por enquanto. 

O chanceler alemão, Olaf Scholz, fez um telefonema para o presidente russo e ouviu dele o compromisso de manter o pagamento da Alemanha em euros ou dólares

De acordo com um comunicado do Kremlin, Putin disse a Scholz que "a decisão tomada não deve levar ao agravamento dos termos contratuais para as empresas importadoras europeias".

Mas por que Putin quer receber em rublos?

Desde que invadiu a Ucrânia, em 24 de fevereiro, Putin provocou uma reação em cadeia dos Estados Unidos e aliados em uma tentativa de frear o avanço das tropas russas sobre Kiev.

Embora rejeitem a ideia de pegar em armas e enfrentar Putin no campo de batalha, os países do Ocidente vêm anunciando sanções econômicas e financeiras para tentar estrangular a economia russa e acabar com os recursos que mantêm a invasão. 

Alguns efeitos das sanções foram imediatos: empresas internacionais deixaram o país, a bolsa de valores teve que ser fechada por semanas e o rublo se desvalorizou.

E é aí que o plano de cobrar na moeda russa pelo gás exportado se encaixa. Esse anúncio significa que os países que impuseram sanções à Rússia terão que comprar rublos a taxas fixadas pelo banco central russo para pagar pelo gás. A medida reforçaria o rublo, aumentando a demanda por ele.

A guerra fora do campo de batalha continua…

O entendimento entre Rússia e Alemanha sobre o pagamento pelo gás não significa uma trégua nesse front da guerra

Horas depois de Putin assinar o decreto sobre o rublo, os países do Ocidente contra-atacaram com novos anúncios de sanções contra Moscou

O Departamento do Tesouro norte-americano, por exemplo, incluiu nesta quinta-feira 13 pessoas e 21 entidades ligadas à Rússia na lista de punições. 

A medida envolve o setor de segurança cibernética e, segundo o Tesouro, deixou o Ozon Bank — voltado para transações de comércio eletrônico — de fora. 

O Reino Unido, por sua vez, mirou as sanções em grupos de mídia russo, incluindo a RT e a Sputnik, sob a alegação de propagação de notícias de narrativas falsas sobre a guerra e sobre Putin. 

Putin diz: vocês me pagam!

A nova rodada de sanções anunciada nesta quinta-feira por países do Ocidente não pegou Putin de surpresa. 

Mais cedo, o presidente russo chegou a dizer que seus rivais na guerra na Ucrânia iriam buscar cada vez mais novas razões para seguir impondo restrições às finanças e à economia de seus país.

E ele prometeu não deixar barato: “O Ocidente terá que pagar pela guerra econômica que deflagra contra o nosso país”, disse Putin sem especificar que medidas adotaria, além da cobrança pelo gás em rublos. 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies