O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-15T10:13:12-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O PRESENTE NÃO VEIO

China frustra o mercado e mantém juros apesar dos riscos ao crescimento da economia

A ampla expectativa era por um corte de juros na segunda maior economia do mundo. Afinal, o país passa por um processo de desaceleração econômica diante das medidas adotadas pelo governo para conter novos surtos de covid-19

15 de abril de 2022
10:13
Bandeira da China com gráfico ao fundo
Bandeira da China com gráfico ao fundo - Imagem: Shutterstock

O presente de Páscoa que os investidores esperavam da China não veio. O Banco do Povo da China (PBoC, o banco central chinês) frustrou o mercado ao anunciar a manutenção das taxas de juros no país.

A ampla expectativa era por um corte de juros na segunda maior economia do mundo. Afinal, o país passa por um processo de desaceleração da atividade diante das medidas adotadas pelo governo para conter novos surtos de covid-19.

Com os sucessivos lockdowns em grandes cidades, o crescimento do PIB da China pode ficar abaixo da meta do governo de 5,5% para este ano. Então, parte do mercado apostava em uma redução de juros como forma de estimular a economia.

Em breve comunicado, o PBoC informou que injetou no sistema financeiro 150 bilhões de yuans (cerca de US$ 23,5 bilhões) em liquidez por meio de sua linha de crédito de médio prazo.

Os recursos foram colocados a uma taxa de 2,85%, a mesma da operação anterior. O BC da China também injetou 10 bilhões de yuans por meio de acordos de recompra reversa de sete dias, com juros de 2,1%, também a mesma da última operação.

Em compensação pela frustração com a manutenção dos juros, o PBoC anunciou a redução da taxa de compulsórios bancários em 25 pontos-base no próximo dia 25. Com isso, o BC da China prevê a liberação de 530 bilhões de yuans (US$ 83,2 bilhões) em liquidez na economia.

Bolsas asiáticas caem com decisão da China

As bolsas asiáticas que funcionaram nesta sexta-feira reagiram mal à decisão da China de manter os juros. Os dois principais índices chineses — Shanghai e Shenzhen — fecharam em queda, assim as bolsas do Japão e Coreia do Sul.

Os mercados em Hong Kong, Austrália, Singapura, Índia e Nova Zelândia não funcionaram em razão do feriado da Sexta-Feira Santa.

Leia também:

*Com Estadão Conteúdo e CNBC

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies