O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-28T11:35:25-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
MAIS UMA CHANCE

BC divulga nova repescagem para ‘dinheiro esquecido’ nos bancos; veja quais são as novas datas

Começa hoje a repescagem do dinheiro esquecido, com o prazo até 16 de abril. A segunda rodada de consultas só acontece a partir de 2 de maio

28 de março de 2022
11:35
notas de 50 e de 100, que pode fazer parte do dinheiro esquecido no Banco Central
Imagem: Shutterstock

Para quem perdeu o prazo e não conseguiu pegar o ‘dinheiro esquecido’ nos bancos na primeira rodada, saiba que ainda dá tempo. A nova chance começa hoje, 28, com um novo cronograma de agendamento de saques conforme o ano de nascimento ou de fundação da empresa

Os brasileiros terão até o dia 16 de abril para resgatar o dinheiro na repescagem, mas não só isso: quem já sacou também poderá fazer novas consultas — e o Banco Central (BC) estimula que todos acessem novamente o sistema. Isso porque as instituições financeiras acrescentaram novas informações, e há a possibilidade de novos recursos estarem disponíveis.

Vale ressaltar que essa nova etapa faz parte da primeira rodada — a segunda fase de pagamentos deve começar em 2 de maio. 

Até agora, cerca de 114 milhões de pessoas e 2,7 milhões de empresas acessaram o site de consultas do ‘dinheiro esquecido’. Destes, apenas 4,83 milhões de pessoas físicas e 6.172 empresas fizeram o pedido de retirada do recurso, até a última quinta-feira, 24, de acordo com as informações do BC. 

Novo calendário para consulta do dinheiro esquecido

Pelo calendário inicial, divulgado em fevereiro, hoje começaria a liberação de saques para correntistas de todas as idades. 

Porém, o BC mudou as regras de pagamento e divulgou um novo cronograma para agendamento de saques, em etapas escalonadas de acordo com o ano de nascimento ou fundação da empresa. 

A partir de agora, o brasileiro que tem algum ‘dinheiro esquecido’ poderá agendar o saque a qualquer hora na data prevista pelo calendário. Antes, isso só era possível em horários determinados pelo sistema. 

Aos sábados, continua valendo a repescagem para quem perdeu a chance de agendar a retirada. As próximas datas serão nos dias 2, 9 e 16 de abril. 

Confira o calendário: 

  • Março
Data de nascimento (pessoa física) ou de criação da empresa (pessoa jurídica)Período para consulta e resgate
Até 194728 de março
Entre 1948 a 195429 de março
1955 a 198930 de março
1960 a 1963 31 de março
Fonte: Banco Central
  • Abril
Data de nascimento (pessoa física) ou de criação da empresa (pessoa jurídica)Período para consulta e resgate
1964 a 196701 de abril
1968 a 197104 de abril
1972 a 197505 de abril
1976 a 1979 06 de abril
1980 a 198107 de abril
1982 a 198308 de abril
1984 a 198511 de abril
1986 a 198812 de abril
1989 a 199213 de abril
1993 a 199714 de abril
A partir de 199815 de abril em diante
Fonte: Banco Central

Nesse mês de março, os nascidos antes de 1968 puderam pedir o agendamento entre os dias 7 e 12. Para nascidos entre 1968 e 1983, o processo ocorreu dos dias 14 a 19. Na semana passada, foi a vez dos nascidos a partir de 1984, entre os dias 21 a 26. As mesmas datas valeram para a criação das empresas.

Essa primeira repescagem, entre os dias 28 de março e 16 de abril, é para quem já fez o agendamento ou perdeu o prazo para a consulta. Na primeira rodada, estão sendo liberados R$ 3,9 bilhões, de acordo com o BC

Depois disso, de 17 de abril a 1º de maio, haverá uma reformulação do sistema. As consultas serão retomadas em 2 de maio, na abertura da segunda fase do programa, que incluirá mais fontes de recursos esquecidos no sistema financeiro. Ao todo, cerca de R$ 4,1 bilhões serão disponibilizados para saques. 

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui 

Como consultar e pedir o resgate do 'dinheiro esquecido'

Para consultar se existe algum dinheiro “esquecido”, o cidadão deve acessar o Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central, no endereço https://valoresareceber.bcb.gov.br/ 

Em seguida, deve-se inserir o CPF ou CNPJ e a data de nascimento ou fundação da empresa. Se ainda não houver valores disponíveis, a autarquia orienta que uma nova consulta seja feita a partir de 2 de maio. 

Com a inserção dos dados, o sistema informa uma data para consultar os valores e solicitar a retirada. Na data informada, o correntista precisa clicar no botão “acessar meus valores a receber” e fazer login na plataforma gov.br, do governo federal – o cadastro deve ser feito anteriormente. 

Por fim, o cidadão deve conferir o valor a receber, a instituição em que está o ‘dinheiro esquecido’ e informações adicionais para solicitar o saque do recurso.

Cuidado com golpes

O Banco Central alerta que não envia links e nem entra em contato com o correntista para falar sobre valores ou confirmar dados pessoais. Além disso, só é possível consultar se há ou não recurso disponível no site valoresareceber.bcb.gov.br

Lei também

*Com informações de Agência Brasil e Banco Central

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies