🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-15T07:08:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ATENÇÃO!

Cuidado com o golpe: Sistema para consulta de dinheiro ‘esquecido’ em bancos entra na mira de cibercriminosos; veja como se proteger dos golpistas

Seu lançamento foi seguido pela criação de dezenas de sites falsos, e os golpistas também utilizam o WhatsApp para enganar consumidores

15 de fevereiro de 2022
7:01 - atualizado às 7:08
1920x1080 Matéria WebStory Data Science Dinheiro Hacker
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Após quase três semanas suspenso, o Sistema de Valores a Receber (SVR) voltou a funcionar na última segunda-feira (14). Mas, antes mesmo de estar novamente no ar, a ferramenta do Banco Central para consulta de dinheiro "esquecido" em bancos já era utilizada em golpes financeiros.

O anúncio de seu lançamento, em 24 de janeiro, foi seguido pela criação de dezenas de sites falsos. Segundo informações do Valor Investe, os golpistas também utilizam o WhatsApp para enganar os consumidores. Uma formas de fraude pede que a vítima repasse uma mensagem a 10 contatos de sua rede no aplicativo

Quem compartilha a mensagem é encaminhado para sites falsos que sempre apontam que há um valor entre R$ 1 mil e R$ 4 mil "esquecido" em seu nome. Ao usuário também é solicitado que registre o nome completo, CPF e sua chave Pix com a promessa de saque instantâneo do dinheiro.

Não caia nessa

Em comunicado enviado na semana passada, o Banco Central reforça que a instituição não pode pedir que o cidadão informe seus dados pessoais ou sua senha de acesso para regaste dos valores no SVR. É importante manter isso em mente para evitar golpes financeiros.

O BC reforça que não envia a links nem entra em contato com o cidadão para tratar sobre valores a receber ou para confirmar seus dados pessoais.

Além disso, também não é preciso fazer qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. Portanto, nunca clique em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

Como funciona o SVR

O Sistema de Valores a Receber permite que cidadãos e empresas consultem se têm algum dinheiro "esquecido" a receber em bancos e demais entidades do sistema financeiro.

Para acessá-lo, é preciso entrar no site oficial do serviço e possuir um login Gov.br nível prata ou ouro. O Banco Central salienta que não será possível acessar o sistema com o login do Registrato: "Se o cidadão ainda não possuir login Gov.br, ele pode fazer seu cadastro gratuito neste link ou pelo App Gov.br".

Segundo o BC, as informações disponibilizadas no novo serviço são de responsabilidade das próprias instituições, mas o órgão estima que há cerca de R$ 8 bilhões de recursos nesta condição.

Na época do anúncio do sistema, em junho de 2021, a autarquia disse que é comum que as pessoas não saibam ou não se lembrem da existência dos saldos.

"Em algumas situações, os saldos a receber podem ser de pequeno valor, mas pertencem aos cidadãos que agora possuem uma forma simples e ágil para receber esses valores", afirmou o BC.

Resgate no Pix

As pessoas físicas e jurídicas que têm valores a receber poderão solicitar o resgate via Pix no Registrato, sistema do BC em que a população pode consultar informações financeiras como empréstimos em seu nome, dívidas com órgãos públicos, entre outras.

Para essa opção, é necessário, contudo, que os bancos ou instituições financeiras tenham aderido a um termo específico junto ao BC. A outra alternativa é informar os dados de contato no Registrato e, em seguida, a instituição financeira deve informar o meio de pagamento ou transferência.

Segundo o órgão, as instituições autorizadas que tenham valores a devolver receberão documento com os dados dos usuários que já solicitaram a devolução com indicação de chave Pix, e terão 10 dias úteis para fazer a transferência.

"No caso das instituições que não aderiram ao Termo de Adesão, a devolução deverá ser feita na forma acordada entre as partes após o contato do usuário pelos canais da instituição informados no sistema", disse o BC.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

AGORA É PRA VALER

Petrobras (PETR4) conclui a venda de participação na Deten Química — veja quanto entrou no caixa da estatal

5 de julho de 2022

O negócio, que tinha sido anunciado em abril, encerra a presença da petroleira na fabricante das principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies