2022-04-08T00:00:56-03:00
Ricardo Gozzi
PROJEÇÕES OTIMISTAS

Por que o Ibovespa vai terminar 2022 aos 135 mil pontos, segundo analistas do Bank of America

Caso a projeção se confirme, o Ibovespa chegará ao fim do ano acumulando ganhos de quase 29% em relação ao último pregão de 2021

7 de abril de 2022
15:42 - atualizado às 0:00
Placa indica alta no Ibovespa
Analistas do BofA elevaram projeção para o Ibovespa ao fim de 2022. - Imagem: Shutterstock

Quando 2022 começou, os analistas do mercado financeiro tinham apenas uma certeza em relação aos rumos do Ibovespa no ano: será um período de extrema turbulência.

Depois de um início de ano realmente complicado, o Ibovespa começa o segundo trimestre com ganhos acumulados de 13% no que vai de 2022, rondando hoje a casa dos 118 mil pontos.

E se os analistas do Bank of America (BofA) estiverem corretos, 2022 pode terminar com um resultado ainda mais surpreendente para o principal índice de ações da B3.

BofA vê Ibovespa subir quase 29% em 2022

Mesmo com o período eleitoral pela frente, os analistas David Beker, Paula Andrea Soto e Carlos Peyrelongue elevaram consideravelmente as projeções do bancão norte-americano para o Ibovespa.

Eles acreditam que a bolsa brasileira fechará 2022 na casa dos 135 mil pontos. Em outras palavras, eles acreditam que o índice avançará mais 14% apenas nos próximos nove meses. A projeção anterior do BofA para o Ibovespa este ano indicava 125 mil pontos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Caso a projeção se confirme, o Ibovespa chegará ao fim do ano acumulando ganhos de quase 29% em relação ao último pregão de 2021.

Impulso virá de commodities e bancos

Os analistas do BofA ressaltam que os ingressos estrangeiros e o desempenho no acumulado do ano estão acima das expectativas, mas ainda há outras vantagens a serem observadas.

Segundo eles, o Brasil deve se manter como um destino relevante entre os mercados emergentes devido ao peso de nomes de valor.

Já o impulso deve vir das ações dos bancos e daquelas vinculadas a commodities. “Estamos mais otimistas do que o consenso em várias commodities (especialmente petróleo, alumínio e celulose) e ganhos para os bancos”, afirmam.

Ações já não estão tão descontadas

Os analistas do BofA consideram que o cenário é favorável ao crescimento dos ganhos por ação no Ibovespa. Entretanto, as avaliações já não estão tão descontadas quanto no início do ano.

Diante do avanço da inflação e dos custos mais altos de captação, os analistas do BofA informaram que mantém as alocações orientadas a ações geradoras de valor, uma vez que os papéis ligados a crescimento enfrentam dificuldades.

Além disso, o blend de riscos e os potenciais efeitos de sua ressaca são velhos conhecidos dos investidores. São eles os ruídos políticos de um ano eleitoral, a deterioração do cenário fiscal e eventuais decepções dos participantes do mercado com a agenda de reformas.

Suzano e Arezzo entram na carteira recomendada do BofA

O BofA adicionou as ações da Suzano (SUZB3) e da Arezzo (ARZZ3) a sua carteira de ações recomendadas no mercado latino-americano.

CPFL (CPFE3), Usiminas (USIM5), Caixa Seguridade (CXSE3) e Lojas Renner (LREN3) saíram do portfólio do banco.

Bancos em destaque no Ibovespa

Ações dos setores de petróleo, minério de ferro e financeiro permanecem na carteira, com destaque para Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3).

“Os grandes bancos podem ter um desempenho superior devido ao crescimento dos lucros e a uma pequena reavaliação para aqueles com avaliações abaixo dos níveis históricos”, dizem os analistas.

Eles ressaltam que as estimativas são “conservadoras quando comparadas às expectativas de nossos analistas, especialmente para nomes relacionados a commodities, pois estamos considerando apenas cerca de metade do upside estimado implícito em seus objetivos de preço”.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

OS SOBREVIVENTES

Putin vê mais um primeiro-ministro britânico cair, mas ainda precisa comer muita farinha antes de alcançar a rainha Elizabeth II

7 de julho de 2022

Boris Johnson é o quinto primeiro-ministro a cair com Putin na presidência da Rússia, mas a monarca britânica já viu muito mais que isso

FINO EQUILÍBRIO

Bitcoin (BTC) tenta começar o segundo semestre com o pé direito e criptomoedas acumulam altas na semana; confira oportunidades

7 de julho de 2022

Na semana, a maior criptomoeda do planeta acumula avanço de mais de 8%, mas investidores continuam à espera de um milagre

REESTRUTURAÇÃO

TIM anuncia plano de transformação: confira se as mudanças vão atingir os negócios da TIM Brasil (TIMS3)

7 de julho de 2022

A reestruturação tem o objetivo de reduzir a dívida da operadora na Itália; as operações no Brasil não serão afetadas, de acordo com a TIM

RECONECTANDO

Após três semanas fora do ar, Binance volta a negociar criptomoedas em reais; problemas com BC serão resolvidos com nova parceira?

7 de julho de 2022

Em nota enviada à reportagem, a exchange afirma que “atua em total acordo com o cenário regulatório do Brasil”

O PIOR JÁ PASSOU?

As ações da Cielo (CIEL3) já subiram 74% neste ano. Para o JP Morgan, o papel pode avançar ainda mais

7 de julho de 2022

O banco americano revisou o preço das ações da Cielo (CIEL3) para R$ 5,50, um potencial de valorização de 44,3%; a recomendação é de compra