O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-08T20:09:09-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
CARNE FORTE

Marfrig sobe mais de 6% hoje, mas ainda deve saltar 60% nos próximos meses, projeta Bank of America

O Bank of America recalculou as projeções financeiras para o próximo ano e vê a empresa lucrando muito mais do que o previsto no cálculo anterior

8 de dezembro de 2021
13:55 - atualizado às 20:09
Bandejas com carne sobre uma esteira na linha de produção do frigorífico | Marfrig
Um dos gatilhos para a performance no pregão é uma melhora na visão dos analistas sobre a empresa. Imagem: Shutterstock

Se a carne anda sumida da mesa dos brasileiros, na bolsa de valores ela é um dos destaques desta quarta-feira (8). A Marfrig (MRFG3) recupera parte da dura queda registrada no último mês e apareceu entre as maiores altas do Ibovespa hoje. Os papéis fecharam o dia com valorização de 6,31%, a R$ 22,59.

Um dos gatilhos para a performance no pregão é uma melhora na visão dos analistas sobre a empresa. O Bank of America elevou de neutra para compra a recomendação de MRFG3 após recalcular as projeções financeiras do próximo ano.

O banco de investimentos agora espera um Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, da sigla em inglês) de R$ 8,8 bilhões em 2022, uma alta de 15,5% em relação à estimativa anterior.

Com isso, o BofA elevou também suas perspectivas para os papéis, subindo o preço-alvo de R$ 29,50 para R$ 34,00. O potencial de alta é de cerca de 60% em relação à cotação atual.

Ruim, mas nem tanto

A razão por trás dos novos cálculos é o otimismo dos analistas com o ciclo da carne nos Estados Unidos, mercado responsável por 83% do Ebitda da Marfrig.

Eles admitem, em relatório divulgado mais cedo, que as margens devem recuar na comparação anual, mas acreditam que o declínio deve ser “gradual”.

O relatório destaca que os temores com o mercado norte-americano provocaram uma queda de 21% nas ações em novembro. Na opinião do BofA, o recuo foi injustificado: “as margens dos EUA ainda estão bem acima dos níveis históricos, e a normalização do ciclo deve ser muito mais gradual do que o esperado”.

Sob outra lente

Outro cenário que mudou, na visão dos analistas, foi a possível aquisição de uma rival. Em maio, a compra de ações da BRF (BRFS3) pela Marfrig foi um dos motivos que levou o Bank of America a rebaixar a recomendação dos papéis.

Na época, os analistas ficaram com o pé atrás em relação à alocação de capital e ao potencial aumento na alavancagem da Marfrig se ela adquirisse a BRF na totalidade.

Agora, com a melhora na projeção dos lucros e a recente queda nas ações da BRF, eles avaliam que, caso venha a ocorrer, a aquisição não representa mais um risco ao balanço da companhia.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

PERSONA NON GRATA

A lista de Putin: veja quem são as pessoas proibidas de entrar na Rússia — Trump escapa, mas Zuckerberg não

Essa lista está sendo considerada um movimento simbólico em resposta às duras sanções impostas pelos países ocidentais pela invasão da Ucrânia, em fevereiro

MADE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim e Guedes diz que não!

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies