Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-05T18:38:09-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Oportunidade na bolsa

Confuso com a queda do Banco Inter (BIDI11)? Para o Itaú BBA e o Bank of America, é hora de aproveitar e comprar

Para as instituições, o Banco Inter (BIDI11) segue com um desempenho operacional sólido; sendo assim, a baixa é um bom ponto de entrada

5 de outubro de 2021
13:02 - atualizado às 18:38
Foto de uma mão segurando um cartão do Banco Inter (BIDI11 e BIDI4)
Cartão do Banco Inter - Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

O Banco Inter tem passado por um inferno astral na bolsa: nos últimos seis pregões, suas units (BIDI11) acumularam queda de 28%. Quem vê esse desempenho pode ter o impulso de ficar longe dos ativos; o Itaú BBA e o Bank of America, no entanto, recomendam exatamente o oposto. Para as duas casas, toda essa baixa abriu uma oportunidade interessante de compra.

O movimento mais intenso de realização se deve aos rumores de que o Banco Inter estaria considerando elevar suas provisões para perdas com inadimplência dos clientes. O boato foi prontamente negado — a companhia, inclusive, antecipou a divulgação de sua prévia operacional do terceiro trimestre para afastar qualquer dúvida.

O documento, tornado público nesta segunda-feira (4), não trouxe qualquer provisão extra e mostrou uma expansão de 14% na carteira de clientes em relação aos níveis de julho, chegando a 14 milhões de usuários cadastrados. Ainda assim, BIDI11 desabou mais de 13% ontem — nesta terça (5), os papéis tiveram um respiro no início do pregão, operando em alta, mas acabaram fechando novamente em baixa, desta vez de 2,80%.

Seja lá qual for o motivo da desconfiança do mercado, Itaú BBA e Bank of America ressaltam que o desempenho operacional do Inter no trimestre foi sólido, reforçando a percepção de que estamos diante de uma história bem-sucedida no campo dos bancos digitais. E, sendo assim, os dois mantiveram a recomendação de compra para os papéis.

Mais que isso: a queda intensa representa uma chance única de montar uma posição interessante, considerando as perspectivas de valorização dos ativos do Inter na bolsa. Veja os preços-alvo das duas instituições para BIDI11:

InstituiçãoRecomendaçãoPreço-alvoPotencial de alta
Itaú BBACompra83,0083,30%
Bank of AmericaCompra80,0076,70%

Banco Inter (BIDI11): uma boa oportunidade

Em relatório, a equipe de análise do Itaú BBA diz que os índices de cobertura do Banco Inter estão "sólidos", com um nível de provisões estável em 2,5% da carteira de crédito ampliada; a qualidade do crédito também mostrou um comportamento dentro do esperado no período.

"De maneira geral, os dados operacionais referentes ao terceiro trimestre indicaram que o Inter continua ganhando clientes de maneira saudável, e as métricas de engajamento reiteram nossa confiança na habilidade do banco de monetizar a base via serviços e crédito", diz o Itaú BBA.

O Bank of America segue linha semelhante, avaliando que as tendências operacionais do Inter permaneceram sólidas. Para os analistas Mario Pierry e Flavio Yoshida, a administração da companhia tem sido hábil: ao mesmo tempo em que entrega uma expansão na base de clientes e nos níveis de engajamento, também mantém a qualidade dos ativos sob controle.

"Vemos a recente fraqueza no preço das ações como um ponto de entrada atrativo", dizem os analistas do BofA. "A prévia operacional mostrou uma expansão firme na base de clientes e na originação de crédito, sem indícios de uma deterioração significativa na qualidade".

Apesar do mau desempenho recente, as units do Banco Inter (BIDI11) ainda acumulam alta de 38% desde o começo de 2021; no período de um ano, os ganhos chegam a 124%.

Gráfico de linha mostrando a evolução das units do Banco Inter (BIDI11) desde 2020
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa fecha semana no azul, Nubank valendo bilhões a menos e primeiro ETF cripto dos EUA: veja as principais notícias desta sexta

Em uma limousine brilhante, o Ibovespa chegou atrasado para a festa das bolsas globais — mas chegou.  Os balanços das empresas europeias e americanas abriram as portas do salão de baile: com o bom resultado das companhias, dados mistos da economia e um desenho mais nítido da retirada de estímulos monetários, Wall Street brilhou.  O […]

CRIPTOMOEDAS

Quais as dificuldades na regulamentação do Bitcoin e demais criptomoedas?

Analista de criptomoedas, Valter Rebêlo, comenta sobre o processo de regulamentação das criptomoedas ao redor do mundo

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tira uma lasquinha da festa das bolsas globais e sobe mais de 1% na semana; dólar recua após atuações do BC

Com uma bolsa descontada após as turbulências recentes, o Ibovespa tinha tudo para chegar cedo nessa festa, mas foi preciso que o Banco Central assumisse a condução para que a B3 tivesse uma chance.

ALGUNS BILHÕES A MENOS

Nubank prepara IPO com listagem na Nasdaq e na B3 até o fim deste ano, mas deve baixar a pedida no valuation

Meses atrás, a startup buscava ir a mercado avaliada em cerca de US$ 100 bilhões; veja o novo valor de mercado segundo o Broadcast

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies