2021-09-22T11:45:53-03:00
Ricardo Gozzi
A RECOMENDAÇÃO AGORA É NEUTRA

Não é duplo, mas é dose: Depois do UBS, agora é a vez do BofA rebaixar a recomendação para a Vale (VALE3)

Reavaliação do BofA leva em consideração a desaceleração econômica na China e a queda na cotação do minério de ferro nos mercados internacionais

22 de setembro de 2021
11:45
prédios da Vale
Imagem: Shutterstock

Depois do duplo downgrade na recomendação do UBS para as ações da Vale (VALE3), agora são os analistas do Bank Of America (BofA) que rebaixam os papéis da mineradora brasileira.

Entretanto, ao contrário do UBS, que cortou a recomendação para a Vale de "compra" direto para "venda", os analistas do BofA trocaram a orientação de "compra" por "neutra".

Enquanto isso, a projeção de preço do banco para os papéis da Vale encontra-se agora em US$ 20 por ADR, ou R$ 105 por ação.

Ainda que se trate de uma redução de 26% em relação à estimativa anterior, o preço-alvo encontra quase 25% acima do fechamento da VALE3 ontem (R$ 84,12).

Para BofA, a culpa é da China

Ao justificarem o corte na recomendação, os analistas da instituição financeira norte-americana apontaram o dedo para a China.

Segundo os autores da análise, além da desaceleração do crescimento econômico chinês, o corte de 10% na produção de aço ordenado por Pequim prejudica a demanda por minério de ferro, assim como a cotação da commodity.

Os analistas do BofA afirmam ainda que só haverá uma reavaliação do cenário para a Vale no curto prazo se:

  • ocorrer alguma mudança na política chinesa para a produção de aço;
  • for implementada alguma política de estímulo aos setores de construção e infraestrutura do país asiático ou;
  • houver uma adequação da estratégia da empresa à situação atual.
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Nova variante vira a mesa nos mercados, bitcoin entra em ‘bear market’ e outros destaques do dia

Se você já estava pronto para tirar o pó da sua fantasia de Carnaval, talvez seja melhor esperar mais um pouco. Além de algumas cidades brasileiras terem decidido adiar a festança por mais um ano, uma reviravolta no andamento da pandemia deixou mais uma vez o mundo em pânico. A variante B.1.1.529 (batizada de ômicron […]