Menu
2020-04-23T18:39:13-03:00
Para onde vai o dólar?

UBS vê dólar a R$ 4,95 no fim do ano, mas em cenário pessimista pode atingir R$ 7,35 em 2021

Uma depreciação adicional de 32% do real frente ao dólar no cenário pessimista estaria dentro das faixas históricas calculadas desde 2000, segundo o UBS

23 de abril de 2020
12:34 - atualizado às 18:39
Dólar real câmbio
Imagem: Shutterstock

Para onde vai o dólar? Os economistas do UBS revisaram as estimativas para a trajetória da moeda norte-americana. No cenário-base do banco suíço, o câmbio deve encerrar o ano em R$ 4,95 – abaixo, portanto, do nível de R$ 5,40 alcançado nesta semana.

A estimativa do UBS também considera que o dólar deve se manter em queda ao longo do próximo ano, até o patamar de R$ 4,60 em dezembro de 2021.

Tudo isso, é claro, no cenário-base dos economistas Tony Volpon e Fabio Ramos, que leva em conta um enfraquecimento do dólar frente a outras moedas, uma leva queda do risco-país e um pequeno aumento no diferencial de juros entre o Brasil e o exterior.

Se essas variáveis melhorarem, o dólar pode cair para até R$ 4,30 no fim de 2021. Mas diante da crise e das altas sucessivas da moeda norte-americana, a pergunta mais pertinente é: e se as coisas piorarem?

No cenário pessimista, o UBS projeta o câmbio a R$ 5,75 no fim deste ano, mas a escalada da moeda não pararia por aí e poderia alcançar inacreditáveis R$ 7,35 em dezembro de 2021.

Para chegar a esse valor para o câmbio, os economistas consideraram que o risco-país medido pelo CDS subiria para 450 pontos (contra os 315 atuais) e a manutenção do diferencial de juros nos níveis atuais e um maior nível de prêmio de risco.

Mas o quão factíveis são esses cenários alternativos? De acordo com os economistas do UBS, uma desvalorização adicional de 32% do real estaria dentro das faixas históricas calculadas desde 2000.

“Acreditamos que esses cenários alternativos poderiam se materializar dependendo da reação da política pós-crise, principalmente em relação ao crescimento e à trajetória fiscal”, escreveram os analistas do UBS, em um relatório para clientes.

Na sessão de hoje, o dólar manteve a trajetória firme de alta e fechou o dia a R$ 5,5287 (+2,22%), cravando mais um recorde nominal de encerramento. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements