Menu
2020-10-14T17:52:45-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Barrados no baile

Com apenas duas brasileiras, UBS lista 40 ações de países emergentes para investir

As únicas ações brasileiras na lista são Itaú Unibanco (ITUB4) e a empresa de maquininhas de cartão e meios de pagamento PagSeguro (PAGS), cujos papéis são negociados na Nyse

14 de outubro de 2020
12:59 - atualizado às 17:52
ações gráficos empresários bolsa
Imagem: Shutterstock

Que o Brasil perdeu muita relevância perante os investidores estrangeiros já não é novidade. Mas essa visão foi reforçada hoje por um relatório publicado pelo UBS.

O país conta com apenas duas ações entre as “top 40” de mercados emergentes, na seleção do banco suíço. E apenas uma delas é listada na B3.

As ações brasileiras na lista são Itaú Unibanco (ITUB4) e a empresa de maquininhas de cartão e meios de pagamento PagSeguro (PAGS), cujos papéis são negociados na Nyse. Cada uma delas aparece com um peso de 1,9% na carteira do UBS.

Antes da mudança, o Brasil contava com cinco ações entre as “top 40” do banco suíço, mas Banco do Brasil, IRB Brasil, TIM e Petrobras deixaram a lista, que na nova edição contou com a entrada dos papéis do Itaú.

O grupo das ações de países emergentes favoritas do UBS é estrelada pelas empresas chinesas. As principais apostas são Alibaba, com um peso de 12% na carteira recomendada, e Tencent, com 9%.

Em relatório a clientes, o banco suíço justificou as escolhas apontando nomes da “nova economia” e que possam se beneficiar do crescimento esperado após a pandemia do coronavírus. Pouco mais da metade do peso da carteira das top 40 vem de empresas de tecnologia ou comércio eletrônico.

Entre as ações de “crescimento” e as de “valor”, o UBS optaram claramente pelas primeiras, que representam 59% da lista. “A capacidade dessas ações de atingir as expectativas de resultados deve dar suporte a uma valorização adicional do preço das ações”, escreveram os analistas do banco.

A seleção anterior do UBS, válida desde agosto do ano passado, apresentou retorno de 21,7%, contra 15,9% do MSCI EM, índice de ações de países emergentes.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Não gostou

Conselheira da Petrobras critica forma da demissão de Castello Branco

Segundo ela, está havendo uma desintegração vertical e nacional da Petrobras, com a única finalidade de remunerar os acionistas, o que precisa ser mudado.

Esperança

Mundo pode crescer em 2021 mais que 5,5% previstos em janeiro, diz FMI

Kristalina Georgieva também defendeu crédito para empresas e famílias, a partir das circunstâncias de cada país, até a crise de saúde ser superada.

Necessidade econômica

Reação do mercado de trabalho na pandemia depende de condição sanitária, diz IBGE

A população ocupada encolheu em 8,373 milhões de pessoas em um ano, enquanto o total de desempregados aumentou em 2,294 milhões.

Subindo

Insumo no atacado tem forte alta em 12 meses, diz FGV

Em 12 meses, registraram a maior alta da série iniciada em agosto de 1995.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies