🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Preço-alvo cortado

Ação da SulAmérica é elevada a compra por UBS com expansão de planos

Preço-alvo do papel, no entanto, foi cortado de R$ 62 para R$ 54, com base na redução para os lucros projetados de 2020 e 2021

Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
19 de junho de 2020
15:35 - atualizado às 15:57
SulAmérica
Imagem: Divulgação

A ação da companhia de seguros SulAmérica (SULA11) teve a sua recomendação elevada de neutra para compra pelo UBS, de acordo com relatório assinado pelos analistas Vinicius Ribeiro e Mariana Taddeo.

Uma das razões para a elevação para compra é a expansão do portfólio do "Direto", que traz mais opções aos clientes, na visão do UBS. O Direto é uma linha de planos de saúde regionais da empresa.

Atualmente, a ação da SulAmérica negocia com um desconto "injustificado" em relação aos pares verticais — ou seja, empresas que atuam em toda a cadeia do setor, segundo o UBS.

O preço-alvo do papel, no entanto, foi cortado de R$ 62 para R$ 54, com base na redução para os lucros de 2020 e 2021 em 12% e 30%, respectivamente, por causa dos desinvestimentos da empresa e do menor resultado financeiro da companhia em razão de menores taxas de juros.

O declínio esperado de 5% e 9% nos prêmios nos preços dos planos de saúde também deve impactar o resultado da empresa e sustenta o novo preço para a ação.

A ação da SulAmérica sobe 4,50%, para R$ 45,71, na sessão desta sexta-feira (19) no Ibovespa. O índice acionário tem leve alta, de 0,25%, operando acima dos 96 mil pontos.

Mais participação

O UBS vê que a SulAmérica ganhou consistentemente participação no mercado através de preços mais baixos devido à eficiência de suas medidas.

"Mesmo em um cenário terrível para os planos de saúde privados, acreditamos que a maior flexibilidade da SulA e o lançamento do portfólio 'Direto' permitirá continuar ganhando participação", diz o banco.

Com as novas projeções para a covid-19 no Brasil, o UBS estima impacto de R$ 370 milhões sobre os custos médicos da Sul América e de 2 pontos percentuais na razão de perdas (que é a fração das perdas de uma seguradora por causa do direito ao recebimento como uma porcentagem dos prêmios obtidos).

Além disso, como a venda das unidades de seguros para automotivos e property and casualty deve ser concluída no 3º trimestre de 2020, o UBS prevê um impacto positivo de 40 milhões nos direitos reclamados com base nos dados de abril da Superintendência de Seguros Privados.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar