Menu
2021-02-23T18:29:49-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
olhe os números

Na contramão do mercado, UBS reitera recomendação de compra para Petrobras

Analistas avaliam que investidor não deve se levar por ‘fantasmas do passado’ e que a empresa vive um bom momento

23 de fevereiro de 2021
10:31 - atualizado às 18:29
Petrobras
Imagem: Shutterstock

A interferência promovida pelo presidente Jair Bolsonaro no comando da Petrobras (PETR4) foi rejeitada e duramente criticada por praticamente nove em cada dez analistas que acompanham a empresa.

Um dos poucos bancos que não recomendou a venda das ações foi o UBS, que reiterou sua recomendação de compra, afirmando que “os números da companhia falam mais alto que as palavras” do governo. O preço-alvo para as ações preferenciais é de R$ 31,00.

Para os analistas Luiz Carvalho e Gabriel Barra, a queda de mais de 20% das ações no pregão de segunda-feira (22) foi exagerada, com a percepção dos investidores ainda muito influenciada por “fantasmas do passado”, no caso, o uso da estatal como mecanismo para contenção da inflação durante o governo da presidente Dilma Rousseff.

A comparação com o que ocorreu no passado recente com a estatal e o que aconteceu nos últimos dias não é cabida, diante da evolução do mercado e dos reguladores, que aprenderam com os erros do passado, de acordo com o UBS.

Os analistas citam como diferenciais a reação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que abriu um processo administrativo para apurar a indicação do general Joaquim Silva e Luna para o comando da estatal, escritórios de advocacia manifestando a intenção de abrir processos contra o governo brasileiro e a Justiça de Minas Gerais questionando a troca na Petrobras.

“Acima de tudo, a Lei das Estatais e a forte governança da empresa sugerem que potenciais mudanças que prejudiquem os interesses da companhia e dos acionistas minoritários são mais desafiadoras atualmente, com um custo político potencialmente maior”, diz trecho do relatório.

Olhando para os números

Os analistas do UBS afirmam que o momento operacional da Petrobras vale muito mais do que as interferências do governo federal neste momento, e isso tem que estar no radar do investidor.

Entre os pontos que sustentam a recomendação de compra das ações da petroleira estão:

  • a paridade entre os preços de produtos importados e os valores praticados internamente;
  • a perspectiva de que a empresa vai entregar uma rentabilidade do fluxo de caixa livre ao acionista (o FCFE yield, que sinaliza o potencial de retorno aos acionistas) de 35% em 2021;
  • o fato de as ações estarem sendo negociadas com um múltiplo EV/Ebitda (indicador que mostra se uma empresa está sub ou supervalorizada) de 3,5 vezes;
  • que ela se tornou uma exportadora de petróleo bruto e;
  • as melhoras promovidas em sua governança corporativa.

Os analistas reconhecem que a avaliação pode virar caso a Petrobras enfrente elevada volatilidade nos preços do petróleo e no câmbio, caso a estratégia de desinvestimentos seja deixada de lado e se o governo forçar a empresa a subsidiar o preço dos combustíveis.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Acordo firmado

EUA confirmam acordo com UE que suspende disputa comercial por Boeing e Airbus

Por meio do pacto, os dois lados concordaram em cancelar por cinco anos todas as tarifas autorizadas pela Organização Mundial do Comércio (OMC) relativas ao caso

China

Investindo na China: conheça os riscos e oportunidades

Sendo um titã no mercado mundial há décadas, a China promete continuar crescendo consistentemente nos próximos anos. Vale a pena investir ou é arriscado? Esse é o tema do vídeo de hoje de Matheus Spiess, analista da Empiricus

MERCADOS HOJE

De olho no Copom e na Eletrobras, Ibovespa abre o dia em queda; dólar sobe

Na sessão passada, o otimismo com a perspectiva de mais vacinas disponíveis e a aceleração do calendário de vacinação levaram o Ibovespa a fechar em alta

Em clima de disputa

Dez empresas brigam por usinas da EDP Brasil

Segundo analistas, faz sentido a EDP Brasil vender suas hidrelétricas, uma vez que sua prioridade no País será a geração distribuída e a transmissão de energia

O melhor do seu dinheiro

Freud, Itaú e o ETF dos millennials, o que esperar da Super Quarta, o preço da passagem espacial e outros destaques

Freud dedicou parte de seus estudos a tentar desvendar a tal “alma feminina”. Até que um dia jogou a toalha e reconheceu estar longe de responder o que, afinal, querem as mulheres. Se o pai da psicanálise vivesse hoje, imagino que o objeto de curiosidade talvez fosse outro: os chamados millennials. A expressão surgiu para […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies