Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-12T08:00:43-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsa brasileira caminha para semana positiva à espera de dados do setor de serviços e relatório de emprego nos EUA

Os analistas esperam que o avanço dos serviços confirme uma tendência de mudança no padrão de consumo brasileiro que reflete a alta da inflação

12 de novembro de 2021
8:00
homem limpa a mesa
Setor de serviços deve confirmar tendência em cenário de alta da inflação - Imagem: Shutterstock

A bolsa brasileira caminha para fechar a segunda semana de setembro no campo positivo, com o alívio da pressão do teto de gastos movimentando os negócios locais. Na sessão de ontem (11), o Ibovespa fechou em alta de 1,54%, a 107.594 pontos, enquanto o dólar à vista fechou em baixa de 1,74%, a R$ 5,4042.

A perspectiva de uma alta mais intensa nos juros pressionou os resultados do varejo, o que coloca ainda mais pressão nos números de serviços, divulgados hoje pelo IBGE.

O avanço da vacinação e a reabertura da economia devem impulsionar os resultados do setor, mas uma alta acima das projeções pode ser o primeiro sinal de que a inflação virá ainda mais salgada nas próximas leituras.

No exterior, os números do sentimento do consumidor em novembro devem movimentar os negócios, enquanto o mercado espera a abertura de vagas do relatório Jolts de empregos privados. Confira o que movimenta os negócios hoje:

Balanços mexem com a bolsa

Depois da aprovação da PEC dos precatórios em segundo turno na Câmara dos Deputados, o investidor nacional teve um certo alívio do panorama político. Entretanto, os balanços seguem a todo vapor e não devem dar trégua no último pregão da semana. Confira alguns destaques: 

Ainda hoje, os balanços do dia devem movimentar os negócios mais uma vez, com Cogna, Cosan, CVC, Enjoei, Saraiva entre outros divulgando os resultados do terceiro trimestre (confira a agenda completa de balanços mais abaixo). 

O que vem pela frente

Após o dado decepcionante do varejo de ontem, pior do que o esperado pelo mercado, o indicador mais importante do dia ficou para a pesquisa mensal de serviços em setembro, divulgada pelo IBGE pela manhã. A mediana das projeções aponta para um avanço de 0,5% da atividade, frente a uma alta de igual magnitude em agosto.

Para os analistas, isso pode significar uma alteração no padrão de consumo brasileiro durante a retomada da economia para encarar uma alta da inflação, o que derruba o consumo do varejo mas aquece o setor de serviços. 

A inflação que assusta

Os Estados Unidos viram o índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) registrar o maior valor em mais de 30 anos, o que assustou os investidores pelo mundo. Com isso, o mercado espera que o “plano de voo” do Banco Central americano inclua uma turbulência de alta de juros nos próximos meses. 

Além da alta de juros, o tapering, a retirada de estímulos da economia também deve afetar as bolsas, com a redução de dinheiro em circulação e da liquidez dos mercados. 

E de olho na alta da inflação, os juros dos títulos do Tesouro americano, os chamados Treasuries, também avançam nesta manhã, com o T-note de 10 anos avançando 1,575% e o T-bond de 30 anos em alta de 1,922%. 

Na sessão de hoje, o relatório Jolts de empregos deve ter efeito limitado no mercado. De acordo com as projeções, a abertura de novas vagas deve recuar para 10 milhões de novos postos de trabalho em setembro. O dado mais importante lá fora fica para o índice do sentimento do consumidor preliminar de novembro, que deve subir de 71,7 em outubro para 72,5 neste mês.

Bolsas pelo mundo

O mercado asiático fechou o último pregão da semana no campo positivo, puxada principalmente pelas ações da indústria na China e montadoras em Tóquio. 

Já as bolsas da Europa abriram sem um único sinal, após o balanço da AstraZeneca vir abaixo do esperado pelos analistas. Os investidores ainda esperam dados locais de produção industrial da Zona do Euro e falas do economista-chefe do Banco Central Europeu, Philip Lane.

Por fim, os futuros de Nova York apontam para uma abertura de ganhos, após uma sessão sem direção definida ontem. Os investidores devem esperar os dados do relatório Jolts de emprego e de olho no índice do sentimento do consumidor da Universidade de Michigan.

Agenda do dia

  • IBGE: Pesquisa mensal de serviços em setembro (9h)
  • CNI: Índice de confiança do Empresário Industrial (ICEI) em novembro (10h)
  • Estados Unidos: Relatório sobre empregos Jolts de setembro (12h)
  • Estados Unidos: Índice do sentimento do consumidor preliminar em novembro (12h)
  • Banco Central: Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, deve palestrar no seminário "O Agronegócio Sustentável no Brasil", em Lisboa, Portugal (12h55)

Balanços do dia

Confira o calendário completo de balanços aqui

BrisanetBRIT312/11Antes da abertura16/11, 11h
Cogna EducaçãoCOGN312/11Antes da abertura12/11, 14h
InfracommerceIFCM312/11Antes da abertura12/11, 13h
Ser EducacionalSEER312/11Antes da abertura12/11, 10h
BiommBIOM312/11Após o fechamento16/11
BrisanetBRIT312/11Após o fechamento16/11
CelescCLSC412.11Após o fechamento19/11, 16h
CosanCSAN312/11Após o fechamento16/11, 12h
CVC BrasilCVCB312/11Após o fechamento16/11, 14h
EnjoeiENJU312/11Após o fechamento16/11, 14h
Kora SaúdeKRSA312/11Após o fechamento16/11, 18h
LupatechLUPA312/11Após o fechamento19/11
MMXMMXM312/11Após o fechamento19/11
ParanapanemaPMAM312/11Após o fechamento16/11, 10h
PDG RealtyPDGR312/11Após o fechamento16/11, 11h
Priner Serviços IndustriaisPRNR312/11Após o fechamento16/11, 09h30
RestoqueLLIS312/11Após o fechamento16/11
SaraivaSLED312/11Após o fechamento--
Terra Santa AgroLAND312/11Após o fechamento15/11, 11h
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies