Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-14T17:06:10-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Pessimismo com a bolsa

O Ibovespa pode voltar aos 130 mil pontos neste ano? Os gestores de fundos acham pouco provável

Percentual de gestores que esperam o Ibovespa acima de 130 mil pontos no fim deste ano caiu de 49% para 16%, segundo pesquisa do Bank of America (BofA)

14 de setembro de 2021
12:06 - atualizado às 17:06
Imagem ilustrando o mercado de bolsa de valores
Gestores também esperam dólar e juros mais altos - - Imagem: Shutterstock

Na máxima do ano, alcançada no começo de junho, o Ibovespa atingiu a marca histórica de fechamento de 130.776 pontos. De lá pra cá, o principal índice de ações da B3 foi ladeira abaixo com o agravamento da crise política e riscos fiscais.

Em meio a esse cenário, quais as chances de a bolsa brasileira reviver seus melhores momentos ainda em 2021? Pelo menos na visão de gestores de fundos de investimento, elas são pequenas.

Uma pesquisa realizada pelo Bank of America (BofA) mostra que apenas 16% deles esperam que o Ibovespa volte a ficar acima de 130 mil pontos no fim deste ano. No mês passado, 49% dos gestores acreditavam na recuperação da bolsa até as máximas históricas.

As projeções para o dólar também pioraram. O percentual de gestores que espera a moeda norte-americana abaixo de R$ 5,10 no fim de 2021 caiu de 45% para 29%.

O dólar deve ficar mais alto e os juros também. Para 71% dos gestores de fundos, a taxa básica de juros (Selic) deve ficar acima dos 7,5% ao ano até dezembro. Na pesquisa anterior do BofA, 58% dos entrevistados apostavam nesse cenário.

Antes de continuar, um convite: explicamos no nosso Instagram como os pontos do Ibovespa são calculados e quais ações que mais pesam para o sobe e desce do índice. Confira abaixo e aproveite para nos seguir na rede social (basta clicar aqui). Lá entregamos aos leitores análises de investimentos, notícias relevantes para o seu patrimônio, oportunidades de compra na bolsa, insights sobre carreira, empreendedorismo e muito mais.

Voltando... a política afeta o Ibovespa

O Brasil acabou surpreendendo positivamente ao conseguir altas taxas de vacinação da população, o que deveria favorecer o Ibovespa com uma perspectiva de reabertura mais rápida da economia.

O problema é que a pandemia da covid-19 já não é mais o principal fator de preocupação do mercado. A política na América Latina é apontada como principal fator de risco para 61% dos gestores.

Especificamente em relação ao Brasil, a pesquisa do BofA aponta que visibilidade sobre a questão política e a continuidade das reformas são mais relevantes do que a reabertura da economia nas decisões de investimento.

A questão fiscal e, em particular, o efeito da despesa com precatórios na sustentação do teto de gastos, também afetam o desempenho do Ibovespa e dos mercados brasileiros, de acordo com a pesquisa.

Leia também:

VEJA TAMBÉM: RRRP3 análise: 3R Petroleum VALE A PENA, ações estão baratas e são vistas como nova PRIO3

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Evergrande injeta temor no mercado global e bolsas têm dia de fortes perdas; Ibovespa fecha no menor nível desde novembro

Temor de que os problemas da incorporadora chinesa gerem uma reação em cadeia no mercado global afundou as bolsas nesta segunda-feira (20)

Ruído político

Congresso não participou de debate sobre aumento no IOF, revela presidente da Câmara

Arthur Lira também declarou que quer avançar com a reforma administrativa e uma solução para a questão dos precatórios ainda nesta semana

Na onda do minério

Mercado Livre (MELI34) ultrapassa Vale (VALE3) e se torna a empresa mais valiosa da América Latina

A gigante de comércio eletrônico argentina conquistou o posto após a mineradora brasileira perder R$ 43,6 bilhões em valor de mercado na última semana

Vídeos

Investir em IPOs vale a pena? Saiba as causas dessa febre do mercado

O ano de 2021 está mostrando a força do setor dos IPOs. São diversas empresas que abriram seu capital e fizeram sua oferta primária. Matheus Spiess, analista da Empiricus, explica neste vídeo sobre este cenário. Confira

desaceleração a caminho

Renda fixa: Por que a Evergrande derruba o Ibovespa, mas alivia o mercado de juros

Desempenho é oposto ao que se poderia esperar quando há pânico no mercado, diz especialista; contratos DIs para janeiro de 2022 caem de 7,09% para 7,08%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies