Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-02T11:13:22-03:00
Estadão Conteúdo
vai mudar?

Decisão sobre nova política de reajuste do mínimo é de Guedes, diz Bolsonaro

Ministro da Economia disse que o valor do mínimo será discutido ano a ano. Para ele, a decisão de governos anteriores de fixar uma regra que valia para vários anos “não foi boa para o País”

2 de janeiro de 2020
11:13
Bolsonaro conversa com a imprensa no Palácio da Alvorada
Imagem: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (2) que a decisão sobre propor ao Congresso Nacional uma nova política de reajuste do salário mínimo será do ministro da Economia, Paulo Guedes. "Quem trata deste assunto (a nova política) é o Paulo Guedes, que está fazendo bom trabalho", afirmou o mandatário.

Bolsonaro editou uma medida provisória (MP) na terça-feira (31) para reajustar o salário mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. O valor representa um aumento de R$ 8 do que estava previsto no Orçamento de 2020. O novo mínimo passou a vigorar nesta quarta-feira, 1º de janeiro.

Em entrevista no último dia 18 de dezembro, após o Congresso aprovar o Orçamento para 2020, o ministro da Economia disse que o valor do mínimo será discutido ano a ano. Para ele, a decisão de governos anteriores de fixar uma regra que valia para vários anos "não foi boa para o País". "Quando a gente pensa hoje em política salarial, você está fazendo demagogia", afirmou.

O Orçamento previa o valor do mínimo de R$ 1.031, sem aumento real (ou seja, com reajuste apenas para compensar a perda da inflação estimada para este ano).

O valor mais baixo havia sido proposto pelo próprio governo em novembro, após o Ministério da Economia revisar a estimativa do INPC, índice de inflação usado como base para o cálculo.

O Ministério da Economia informou, na segunda-feira (30), porém, que a recente alta do preço da carne pressionou a inflação e, assim, gerou uma expectativa de INPC mais alto, o que está refletido no salário mínimo de 2020.

"Ou você tem uma política… tinha, que acabou no ano retrasado, ou você todo ano regula. (o reajuste) Foi acima do que seria se a lei do PT estivesse em vigor", disse Bolsonaro.

A política de aumentos reais (acima da inflação) do salário mínimo vinha sendo implementada nos últimos anos, após ser proposta pela então presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso. Os reajustes pela inflação e variação do PIB vigoraram de 2011 a 2019, mas nem sempre o salário mínimo subiu acima da inflação.

Mínimo a 'R$ 10 mil'

Bolsonaro disse, ironicamente, que, se pudesse, elevaria o salário mínimo a R$ 10 mil mensais. "Tem que saber de onde vem o dinheiro, só isso", ponderou. As declarações do presidente foram feitas em frente ao Palácio da Alvorada.

O presidente elogiou manchete do jornal O Estado de S. Paulo sobre aumento de empregados na indústria da transformação, mas reclamou que não recebe créditos por avanços na economia.

"Parabéns ao Estado de São Paulo. Botou uma manchete sobre emprego aí na indústria. Poxa, é difícil uma matéria (positiva) né. Mas não bota o nome 'Jair Bolsonaro'. Parece que é: 'O Brasil tá indo bem, ministros também, apesar do presidente'", disse o presidente.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

ACIONISTAS FELIZES

‘Sextou’ com dividendos: Raia Drogasil (RADL3) e MRS Logística (MRSA3B) anunciam R$ 201 milhões em proventos

Ambas as companhias detalharam o valor por ação, a data de corte para receber os proventos e quando o dinheiro deverá cair na conta dos acionistas

FECHAMENTO DA SEMANA

Em semana de alta volatilidade, Ibovespa pega carona com PEC dos precatórios e sobe 2,78%; dólar também avança, mas juros passam por alívio

Variante ômicron, PEC dos precatórios e o futuro da política monetária americana dominaram a semana do Ibovespa

Evergrande vende parte de suas ações de empresa de tecnologia e obtém US$ 145 mi

O grupo chinês da Evergrande levantou cerca de US$ 145 milhões nos últimos dias com a venda de parte de suas ações em uma produtora de filmes e empresa de mídia na internet, a HengTen Networks. Assim, a gigante imobiliária vendeu cerca de 5,7% das ações da HengTen Networks e junta mais dinheiro à medida […]

Aperto monetário

Copom deve elevar Selic para 9,25% ao ano na próxima semana, aposta JP Morgan

Para o banco, a queda de 0,1% do PIB do terceiro trimestre e o avanço da PEC dos precatórios no Congresso fizeram com que as estimativas convergissem para a manutenção do ritmo de alta de 1,5 ponto

Intervenção estatal

Sob risco de novo calote, governo chinês envia ‘socorro administrativo’ para Evergrande

O movimento ocorre após a gigante imobiliária alertar que corria o risco de não cumprir mais uma grande obrigação financeira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies