Menu
2020-08-24T11:30:34-03:00
Reação ao balanço

Suzano dispara na bolsa com dados operacionais animadores apesar de mais um prejuízo bilionário

A última linha do resultado da Suzano foi afetada pela desvalorização cambial que pesa sobre a dívida. Mas o Ebitda superou de longe as estimativas do mercado

14 de agosto de 2020
14:39 - atualizado às 11:30
Linha de produção da Suzano
Linha de produção da Suzano - Imagem: Clayton de Souza/Estadão Conteúdo

O segundo trimestre foi marcado por um prejuízo bilionário da Suzano Papel e Celulose. Mais precisamente de R$ 2,1 bilhões. Mas as ações da companhia reagem em forte alta hoje na B3 diante dos dados operacionais bem acima do esperado pelos analistas.

A última linha do resultado foi afetada pela desvalorização cambial que pesa sobre a dívida. Mas o Ebitda, que representa o lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização, superou de longe as estimativas do mercado.

No pregão de hoje, as ações da Suzano (SUZB3) fecharam em forte alta de 5,92%, a R$ 50,49. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

O Ebitda de R$ 4,18 milhões da companhia no segundo trimestre ficou 20% acima das projeções do BTG Pactual. Para os analistas, trata-se de um feito, ainda mais considerando o cenário de preços da celulose deprimidos.

O aumento da dívida líquida da Suzano em decorrência da alta do dólar foi compensada pelos surpreendentes resultados operacionais, segundo os analistas. Com a demanda acima do esperado, a empresa aproveitou para reduzir os estoques no trimestre. Embora a dívida elevada seja um problema, o BTG entende que a alavancagem chegou ao pico.

Leia também:

“Considerando o ponto do ciclo, acreditamos que esses são resultados relativamente fortes e esperamos que a alavancagem caia gradualmente nos próximos trimestres”, escreveram os analistas, que reiteraram a recomendação de compra para as ações.

Na análise da XP Investimentos, os resultados da Suzano também surpreenderam positivamente, com destaque para os volumes mais altos de celulose e preços melhores em consequência do dólar mais alto.

“Mantemos nossa visão positiva para os preços da celulose no futuro (US$ 490/t em média para 2020), com continuidade na recuperação da demanda na China e a falta de novos projetos para frente”, escreveu o analista Yuri Pereira.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

dinheiro estrangeiro

Sem reformas, fim da pandemia pode não trazer investimentos

Desde 2015, a participação de estrangeiros nos títulos de dívida pública caiu de 20,8% para 9%; quadro fiscal piorou com a pandemia

coronavírus

Doria anuncia que São Paulo receberá 5 milhões de doses de CoronaVac

Segundo o governador de São Paulo, previsão é de que haja 46 milhões de doses até dezembro

o app dos jovens

TikTok banido dos EUA? Entenda a polêmica em torno do aplicativo

Trump prometeu tirar o aplicativo chinês do país neste domingo, mas medida não deve ser colocada em prática; entenda as razões por trás da ofensiva americana

entrevista

‘Não se pode esperar para cortar privilégio’, diz ex-secretário do Ministério da Economia

Paulo Uebel defende que o Congresso aprove uma regra de transição na proposta da reforma administrativa para incluir o fim dos privilégios que grupo de servidores atuais ainda goza

Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)

100 dias entre o fundo e topo do mercado

Até aqui, 2020 foi o ano de Amyr Klink, em que aqueles que souberam capotar (entre janeiro e o final de março), passaram pela tempestade sem afundar de vez em mar aberto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements