🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-07-28T23:15:46-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
BALANÇO

Lucro líquido da Vale (VALE3) cai quase 50% no segundo trimestre, mas mineradora anuncia mais de R$ 16 bilhões em dividendos — veja os destaques do balanço

A bolada, que equivale ao valor bruto de R$ 3,572056566 por ação, será destinada aos detentores de papéis da companhia em 11 de agosto

28 de julho de 2022
18:32 - atualizado às 23:15
mineradora Vale (VALE3)
A mineradora acaba de anunciar o valor dos dividendos aos acionistas e, se você for rápido, pode investir na Vale sem tirar dinheiro do bolso e receber o pagamento; entenda - Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços é um grande desfile das empresas brasileiras, que se vestem com seus melhores números (ou tentam empurrá-los para debaixo do tapete vermelho) para impressionar os investidores. Mas, quando a Vale (VALE3) chega não tem para mais ninguém: a mineradora rouba os holofotes e atenção de todo o mercado.

O problema é que, no segundo trimestre, os holofotes jogam luz sobre resultados nos quais a companhia preferiria manter a discrição. O lucro líquido das operações continuadas, por exemplo, recuou 49,7% ante o mesmo período do ano anterior e ficou em US$ 4 bilhões. Já a receita líquida de vendas recuou 32,44%, para US$ 11,1 bilhões.

A derrapada do Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi ainda maior, na mesma base de comparação, e chegou a 53,1%. O indicador fechou o trimestre em US$ 5,2 bilhões e, segundo a Vale, refletiu a queda do minério de ferro e do cobre no mercado internacional.

Despesas crescem

Houve alta em uma linha do balanço, mas a notícia não é de se comemorar: os gastos com indenizações de Brumadinho e outros custos relacionados à descaracterização de barragens ficaram em US$ 280 milhões, ante US$ 185 milhões no segundo trimestre do ano passado.

Ao menos as intervenções nas estruturas com o objetivo de reincorporá-las ao meio ambiente têm dado resultado. A Vale informou que concluiu em junho as descaracterizações de duas das cinco barragens a serem eliminadas neste ano e avança nas obras das outras três.

As despesas com pesquisa e desenvolvimento e outros gastos também cresceram, elevando o custo operacional total da companhia para US$ 834 milhões, cifra 15,5% superior à do 2T21.

Vale (VALE3) anuncia dividendos

Além do resultado do segundo trimestre, a Vale (VALE3) também anunciou o pagamento de mais de R$ 16 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP).

A bolada, que equivale ao valor bruto de R$ 3,572056566 por ação, será destinada aos detentores de ações da companhia em 11 de agosto. Para quem possui ADRs, recibos de ações negociados nos Estados Unidos, a data de corte é no dia 15 do mesmo mês.

Vale lembrar que, após essas datas, as ações serão negociadas "ex-direitos" e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados. Então você pode optar por comprá-las agora e receber os dividendos ou esperar a data de corte e adquirir os papéis por um valor menor, mas sem o direito ao dinheiro.

O pagamento está marcado para 1º de setembro, no caso das ações VALE3, e 9 de setembro para os ADRs. Até lá o valor por ação informado pode sofrer alterações em decorrência do programa de recompra da companhia, que altera o número de papéis em tesouraria.

Por falar nisso, a Vale também anunciou o cancelamento de pouco mais de 220,1 milhões de papéis que estavam por lá. O capital social da mineradora não será alterado e agora passa a ser composto por 4.778.889.251 ações ordinárias e 12 ações preferenciais de classe especial, todas sem valor nominal.

Veja também - ALERTA DE COMPRA: esta ação pode quase dobrar seu patrimônio, está barata e já subiu 17.000% em anos

Vale (VALE3) vende participação em siderúrgica que tinha o selo de Lula

Mais cedo, a mineradora já havia sido destaque do noticiário com o anúncio da assinatura do contrato de venda da participação na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) para a ArcelorMittal.

Trata-se de um gesto emblemático e que pode ter repercussões políticas, já que o investimento na siderúrgica, em 2008, foi defendido pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na época, a entrada da Vale no setor provocou polêmica. Isso porque a decisão teria sido tomada por uma possível interferência do governo na companhia, e não por questões técnicas.

A mineradora passou para a iniciativa privada ainda nos anos 1990, mas manteve por vários anos fundos de pensão estatais entre os principais acionistas.

A Vale possui uma participação de 50% da CSP e tem como sócias as coreanas Dongkuk (30%) e Posco (20%). Do ponto de vista financeiro, o investimento na siderúrgica cearense de fato não parece ter sido dos melhores para a Vale.

A CSP fica no município de São Gonçalo do Amarante e ocupa uma área de 571 hectares do Complexo Industrial e Portuário do Pecém. A siderúrgica possui capacidade instalada de 3 milhões de toneladas de placas de aço por ano.

A ArcelorMittal avaliou a companhia em aproximadamente US$ 2,2 bilhões (R$ 11,6 bilhões, no câmbio atual). Mas a Vale não verá esse valor entrando no caixa, já que os recursos irão para o pagamento antecipado do saldo da dívida líquida de aproximadamente US$ 2,3 bilhões da CSP.

“Esta transação reforça a estratégia da Vale de simplificação de portfólio, com foco nos principais negócios e oportunidades de crescimento, pautados pela alocação de capital disciplinada”, informou a companhia, em comunicado. Por fim, o negócio ainda depende da aprovação dos órgãos reguladores.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Política monetária

Bancos centrais podem elevar riscos ao aumentar juros ao mesmo tempo

25 de setembro de 2022 - 16:37

Economistas alertam que os bancos centrais como um grupo irão longe demais e empurrarão a economia mundial para uma recessão mais profunda do que o necessário

Exclusivo Seu Dinheiro

Dividendos expressivos daqui para frente: fundo imobiliário (FII) está barato, tem potencial de disparar e pode se tornar a fonte de renda extra que você precisa; conheça

25 de setembro de 2022 - 15:00

Artigo produzido por colunista do Seu Dinheiro destaca 5 razões para você acreditar no crescimento de um FII que está bem descontado

Investigação

CVM muda entendimento e vê fraude em operações de criptomoedas do ‘Faraó dos Bitcoins’

25 de setembro de 2022 - 12:54

Mudança de postura da CVM é vista com atenção por sinalizar como o colegiado vai reagir em outros casos envolvendo criptoativos

Sem pânico

Nubank faliu? Entenda o que está acontecendo com a empresa

25 de setembro de 2022 - 11:41

A migração de BDRs do Nubank na bolsa brasileira se transformou num medo coletivo do banco digital fechar as portas no Brasil. Entenda

COM A PALAVRA, PROFESSOR BARONI

‘Já passou da hora de alguns gestores autoliquidarem fundos imobiliários’: o que pensa um dos maiores especialista de FIIs do país sobre a consolidação da indústria

25 de setembro de 2022 - 10:00

Professor Baroni, o analista e especialista em FIIs da Suno Research, discutiu o excesso de opções no mercado em evento do setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies