Menu
Ruy Hungria
Sextou com o Ruy
Ruy Hungria
É formado em Física e especialista em bolsa e opções na Empiricus
2020-08-14T05:59:08-03:00
Sextou com o Ruy

Com a Selic a 2%, você terá que esperar 50 anos para recuperar investimento na renda fixa

Não quer tomar risco? Então vai ter que esperar até 2070 para receber o dinheiro investido de volta com investimento na renda fixa mais conservadora. “No pain, no gain.”

14 de agosto de 2020
5:57 - atualizado às 5:59
Touros e Ursos CAPA MATERIA caracol moedas dinheiro
Imagem: Shutterstock

Na semana passada, falamos sobre a avaliação por múltiplos e algumas armadilhas que você deve prestar atenção quando está utilizando esta ferramenta.

O principal erro é utilizar o tal "preço/lucros" para analisar empresas que estão em elevado ritmo de crescimento.

Isso porque boa parte do valor dessa empresa estaria nos resultados futuros, e como o "p/l" utiliza os lucros atuais, as duas coisas não conversam.

Contudo, quando se trata de resultados estáveis, ainda podemos usar e abusar desse método útil e definir a atratividade de um investimento em poucos minutos.

Podemos inclusive entender – e aproveitar – uma mudança estrutural que tem acontecido no mercado financeiro brasileiro.

Preço/Lucros na renda fixa

Podemos facilmente adaptar o modelo de avaliação por múltiplos de ações para a Renda Fixa, quer ver?

Em 2016, a Taxa Selic rondava os 14% ao ano e cada R$ 100 reais investidos em uma LFT renderia R$ 14 reais no final do ano.

Podemos tratar o rendimento como um lucro e, com base naquela continha que aprendemos na semana passada, concluímos que esse título estava negociando a 7,1 vezes lucros em 2016.

Ou seja, você demoraria 7 anos para reaver o investimento realizado nelas e sem correr qualquer risco.

Nada mal, considerando que o próprio Ibovespa tem negociado bem acima de 10 vezes preço/lucros nos últimos anos e ainda carrega o risco de se investir em ações.

Acabou-se o que era doce

Mas se você está a par das últimas notícias do mercado, já deve ter visto que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic para 2% ao ano na semana passada.

Fonte: Banco Central do Brasil

Neste momento, o mesmo investimento de R$ 100 em um título LFT vai render para o seu bolso R$ 2 no fim de um ano.

Isso significa o mesmo que pagar 50 vezes lucros em um ativo.

Não quer tomar risco? Então vai ter que esperar até 2070 para receber o dinheiro investido de volta. "No pain, no gain."

Mudança de paradigma

É por esse motivo que, em poucos anos, o Brasil passou de paraíso dos rentistas – aqueles que ganhavam um bom dinheiro sem precisar se arriscar – para um país onde investir em ações não só faz sentido, como passa a ser necessário para qualquer um que busca garantir tranquilidade financeira no longo prazo.

Não é à toa que a indústria de investimentos virou de pernas para o ar desde o início dos cortes de juros, em outubro de 2016.

A alocação média dos fundos em renda variável (ações, opções, fundos imobiliários, etc) tem subido bastante.

E uma enxurrada de pessoas físicas têm tirado o dinheiro da poupança e do Tesouro Direto em busca de investimentos com maior rentabilidade na bolsa.

Fonte: B3

As maiores beneficiadas

Com o fim da aberração da Taxa Selic "negociando" a 7x lucros, a maior vencedora é a própria economia brasileira.

Em um país onde a renda fixa sem risco traz mais retorno que ações, por que alguém vai correr o risco de comprar ações ou abrir uma empresa?

Não existe o menor incentivo!

No entanto, agora que a taxa básica de juros está em níveis decentes, mais gente está disposta a investir em ações ou abrir empresas, mais dinheiro as companhias terão para investir, mais empregos serão gerados e quem ganha é o país.

Também podemos aproveitar esse movimento como investidores. Como você já deve ter notado, as ações da B3 serão uma das grandes beneficiadas dessa mudança estrutural, com mais gente migrando para a bolsa e mais fundos investindo em ações – ambos os processos ajudando os resultados da companhia por vários anos.

Mas há outras oportunidades que devem aproveitar o momento atual pra apresentar uma valorização ainda maior, como é o caso da empresa que Max Bohm identificou na série As Melhores Ações da Bolsa.

Segundo o Max, ela tem tudo para se transformar NA ação do segundo semestre, se beneficiando, inclusive, das eleições norte-americanas que acontecem em novembro.

Deixo aqui o convite caso queira conhecer a série que, além dessa sugestão, ainda traz outras 15 indicações para investir agora e começar a capturar a recuperação da bolsa.

Um grande abraço e até a próxima!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Lançamento

Livro de fundador da Empiricus defende o valor da estratégia para o investidor de sucesso

Escrito por Felipe Miranda e pelo jornalista Ricardo Mioto, “Princípios do Estrategista” une os cânones da academia à “sabedoria das ruas” para mostrar como ganhar dinheiro no mercado

Covas ou Boulos?

Como a eleição para prefeito mexe com o investimento em imóveis em São Paulo

Com revisão do Plano Diretor em 2021, investidor de ações de construtoras, fundos imobiliários e imóveis deve ficar de olho no resultado eleitoral. Há risco se Guilherme Boulos ganhar? E se Covas levar, setor pode ser beneficiado?

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 333 milhões em JCP do 4T20

Dessa forma serão pagos no dia 30 de dezembro e terão como base a posição acionária do dia 11 de dezembro de 2020

seu dinheiro na sua noite

Maradona e o rali da bolsa

O baixinho Maradona passa por dois marcadores, toca para o companheiro e depois corre para disputar a bola na área. Ele dá um salto e, de alguma forma, consegue subir mais que o goleiro inglês Peter Shilton para empurrar (literalmente) a bola para as redes. O lance do antológico gol de mão do craque argentino […]

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies