Menu
2020-08-14T16:42:27-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mercados agora

Ibovespa sobe apesar de temor fiscal; dólar avança com aversão ao risco no exterior

Mercado financeiro avalia novas declarações de Bolsonaro e aumento da popularidade do presidente; balanços e exterior também guiam os investidores

14 de agosto de 2020
10:38 - atualizado às 16:42
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa opera em alta nesta sexta-feira (14) apesar do temor dos investidores com as questões fiscais do país ao mesmo tempo em que a aversão ao risco no exterior faz o dólar subir contra o real.

Por volta das 16h40, o principal índice da bolsa brasileira avançava 0,58%, aos 101.039 pontos, interrompendo pelo menos temporariamente uma série de três sessões em queda.

No exterior, as bolsas operam em queda nos Estados Unidos. Para os investidores, pesa o impasse em torno da aprovação de um novo pacote fiscal. Na Europa, os principais índices de ações fecharam em baixa.

Por aqui, os investidores monitoram a repercussão da saída de integrantes da equipe econômica e as declarações públicas do ministro Paulo Guedes em meio a sinais contraditórios emitidos pelo Palácio do Planalto.

O governo em alguns momentos dá sinais de que será mão aberta, liberando dinheiro para obras de infraestrutura, por exemplo, enquanto em outros sugere que manterá a disciplina fiscal.

Ontem, Bolsonaro disse que o mercado precisa ser "mais patriota". “A ideia de furar teto (de gastos) existe, o pessoal debate, qual o problema?", afirmou ele durante uma live.

Em meio à discussão, o Datafolha revelou uma aprovação recorde do presidente - uma das teses é de que ele teria ganhado popularidade com o auxílio emergencial demandado pela pandemia.

Pela manhã, o Banco Central informou que a economia brasileira recuou 10,94% no segundo trimestre de 2020 na comparação com os primeiros três meses do ano. No acumulado do primeiro semestre de 2020, a queda na atividade econômica foi de 6,28%.

Os dados são do IBC-Br, considerado pelo mercado como uma prévia do produto interno bruto no Brasil (PIB). Na avaliação do BC, se o IBGE confirmar a contração trimestral na próxima leitura do PIB, o Brasil terá entrado na chamada “recessão técnica”.

De olho nos balanços

O mercado também tem mais um dia repleto de balanços do segundo trimestre para digerir. São as empresas com bons resultados que sustentam a leva alta do Ibovespa: JBS sobe mais de 4% e Suzano avança mais de 5%.

A JBS apresentou uma alta expressiva no lucro, de 54,8%, com aumento de 32,9% das receitas. Já a Suzano teve prejuízo de R$ 2 bilhões, mas diminuiu as perdas do primeiro trimestre e registrou alta do Ebitda, a R$ 4,1 bilhões.

Também chama a atenção a Totvs. A empresa de tecnologia anunciou que enviou à Linx uma proposta de combinação de negócios, entrando na disputa com a Stone, que há poucos dias propos comprar a Linx.

Dólar e juro

Enquanto o Ibovespa busca uma recuperação, o dólar opera em alta em relação ao real, refletindo a aversão ao risco no exterior e também os temores fiscais.

Por volta das 16h40, a moeda norte-americana era cotada a R$ 5,42 (+1,1%).

Os contratos de juros futuros fecharam sem direção clara em meio à falta de gatilhos de curto prazo para uma queda nas taxas.

Confira as taxas negociadas de alguns dos principais contratos negociados na B3:

  • Janeiro/2021: de 1,890% para 1,905%;
  • Janeiro/2022: de 2,810% para 2,800%;
  • Janeiro/2023: de 4,000% para 4,010%;
  • Janeiro/2025: de 5,820% para 5,810%.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies