🔴 +30 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – ACESSE GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Balanço

XP tem queda nos ativos sob custódia, mas mercado de crédito fortalece as receitas no 2º trimestre

Vale notar que durante a Expert XP 2022, que aconteceu na semana passada, notou-se uma presença expressiva de gestores de fundos de crédito no evento

Flavia Alemi
Flavia Alemi
9 de agosto de 2022
17:49 - atualizado às 20:21
Guilherme Benchimol, fundador da XP, durante a abertura da Expert XP 2022
Guilherme Benchimol, fundador da XP, durante a abertura da Expert XP 2022 - Imagem: Divulgação

O balanço da XP (XPBR31) do segundo trimestre, publicado nesta terça-feira (9), mostrou uma retomada das receitas da companhia com o mercado de capitais, a despeito de um ambiente complicado para a bolsa.

Isso porque o fator que puxou a alta de 74% das receitas desse segmento no trimestre, para R$ 210 milhões, foi, na verdade, o mercado de crédito.

"Após um trimestre de atividade moderada no Mercado de Capitais no 1T22, a demanda reprimida e o pipeline robusto previstos em março foram confirmados e o fluxo de negócios de DCM [Debt Capital Market] foi forte no 2T22", disse a companhia no press release de resultados.

Vale notar que durante a Expert XP 2022, que aconteceu na semana passada, foi possível notar uma presença expressiva de gestores de fundos de crédito no evento.

No total, a receita líquida da XP no segundo trimestre somou R$ 3,4 bilhões, o que representa uma alta de 14% na comparação anual e de 10% em relação ao primeiro trimestre.

No after-hours da Nasdaq, as ações da XP caíam 2,16%, a US$ 23,15.

Ativos sob custódia e captação voltam a cair

Confirmando a prévia de resultados publicada no mês passado, a XP registrou uma queda de 4% no total de ativos sob custódia entre o primeiro e o segundo trimestre de 2022, para R$ 846 bilhões.

No entanto, comparando o segundo trimestre deste ano com o mesmo período de 2021, os ativos sob custódia tiveram alta de 4%.

O balanço da XP representa um resumo perfeito do que vem acontecendo com os mercados, que passam por turbulência em meio a alta da inflação e dos juros mundialmente.

Isso se reflete também na captação de novos recursos, que registrou queda considerável tanto na comparação trimestral quanto na anual.

No total, a XP captou R$ 43 bilhões entre abril e junho, o que representa uma queda de 43% em relação ao mesmo período do ano passado e de 7% no trimestre.

XP tem queda no lucro líquido

O momento complicado dos mercados se traduziu em queda no lucro líquido da XP, que caiu 2% na comparação com o segundo trimestre do ano passado, para R$ 913 milhões. A margem líquida também recuou, de 30,9% para 26,6%.

Comparando com o primeiro trimestre, houve alta de 7% no lucro líquido, mas queda de 0,8 ponto percentual na margem.

Vale notar que a XP preza por divulgar também um cálculo ajustado no qual a empresa teria aumentado o lucro líquido para R$ 1,046 bilhão em relação ao segundo trimestre de 2021. A conta considera um acréscimo de R$ 214 milhões correspondentes a "share based compensation", ou remuneração baseada em ações, e uma dedução de R$ 81 milhões em impostos.

Veja também:

Compartilhe

MAQUININHA DE LUCRO

PagSeguro (PAGS34) dispara após balanço e puxa ações da Cielo (CIEL3); veja os números do resultado do 2T22

25 de agosto de 2022 - 17:28

A lucro da PagSeguro aumentou 35% na comparação com o mesmo período do ano passado e atingiu R$ 367 milhões

FIM DE TEMPORADA

Nos balanços do segundo trimestre, uma tendência para a bolsa: as receitas cresceram, mas os custos, também

19 de agosto de 2022 - 16:18

Safra de resultados financeiros sofreu efeitos do aumento da Selic, mas sensação é de que o pior já passou

Investidores gostaram

Nubank (NU; NUBR33) chega a subir 20% após balanço, mas visão dos analistas é mista e inadimplência preocupa

16 de agosto de 2022 - 12:03

Investidores gostaram de resultados operacionais, mas analistas seguem atentos ao crescimento da inadimplência; Itaú BBA acha que banco digital pode ter subestimado o risco do crédito pessoal

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, o que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

Holding lucrou R$ 3 bilhões no segundo trimestre e vai distribuir juros sobre capital próprio no fim de agosto

Resultados

Nubank (NUBR33) tem prejuízo acima do esperado no 2º tri, e inadimplência continuou a se deteriorar; veja os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 18:42

Prejuízo líquido chegou a quase US$ 30 milhões, ante uma expectativa de US$ 10 milhões; inadimplência veio dentro do esperado, segundo o banco

Bife suculento

Marfrig (MRFG3) anuncia R$ 500 milhões em dividendos e programa de recompra de 31 milhões de ações; veja quem tem direito aos proventos e os destaques do balanço

12 de agosto de 2022 - 13:15

Mercado reage positivamente aos números da companhia nesta sexta (12); dividendos serão pagos em setembro

Balanço

Oi (OIBR3) sai de lucro para prejuízo no 2T22, mas dívida líquida desaba

12 de agosto de 2022 - 6:45

Oi reportou prejuízo líquido de R$ 320,8 milhões entre abril de junho, vinda de um lucro de R$ 1,09 bilhão no mesmo período do ano anterior

Balanço do 2º tri

Cenário difícil para os ativos de risco pesa sobre o balanço da B3 no 2º trimestre; confira os principais números da operadora da bolsa

11 de agosto de 2022 - 19:56

Companhia viu queda nos volumes negociados e também nas principais linhas do balanço, tanto na comparação anual quanto em relação ao trimestre anterior

BALANÇO

Apelo de Luiza Trajano não foi à toa: Magazine Luiza tem prejuízo de R$ 135 milhões no 2T22 — veja o que afetou o Magalu

11 de agosto de 2022 - 19:26

O Magalu conseguiu reduzir as perdas na comparação com o primeiro trimestre de 2022, mas em relação ao mesmo período de 2021, acabou deixando o lucro para trás

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies