Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-25T17:36:39-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
saúde na bolsa

Bank of America: Com foco em saúde, ação da SulAmérica está barata e tem perspectiva positiva

Para o banco, a companhia opera 70% abaixo do potencial e tem espaço para crescer e se aproximar dos outros players do mercado de saúde

25 de novembro de 2020
14:30 - atualizado às 17:36
Saúde
Imagem: Shutterstock

Com a venda de seus braços de seguros de automóvel e de ramos elementares para a Allianz, a SulAmérica (SULA11) caminha para se tornar uma empresa com o foco total na área de saúde. Para o Bank of America, a mudança na direção dos rumos do negócio deve se refletir também na forma como a empresa é avaliada.

Em relatório assinado pelos analistas Giovanna Rosa, Mario Pierry, Antonio Ruette e Ernesto Gabilondo, e que marca a retomada da cobertura da empresa por parte do banco, o BofA defende que a SulAmérica seja comparada com outras companhias do segmento de saúde e justifica sua perspectiva positiva para os papéis.

Tá barato

Na visão do banco, quando utilizada essa base de comparação, a operadora apresenta um desconto expressivo com relação aos outros players do segmento e com grande oportunidade para crescer e ter um desempenho acima da média de mercado. Por isso, o BofA retomou a cobertura da companhia com a recomendação de compra (outperform) e um preço-alvo de R$ 60, 16% acima do fechamento desta terça-feira (24).

Na comparação com outras empresas de saúde, os analistas levam em consideração aspectos particulares que incidem sobre a seguradora, como despesas tributárias características e o perfil de crescimento focado em expansão orgânica, ao contrário da estratégia de fusões e aquisições adotada pelas operadoras de saúde. "Isso mostra a resiliência do modelo de negócios da SulAmérica e sua capacidade de aumentar sua receita organicamente, que acreditamos que deve continuar".

Na avaliação do banco, hoje a seguradora opera com um desconto de 70% se comparado a operadoras como Hapvida e NotreDame Intermédica. O crescimento orgânico forte deve ser uma das características que deve estreitar as diferenças existentes entre as companhias hoje, principalmente no valor de mercado.

Recentemente a SulAmérica anunciou que vai distribuir ações aos acionistas, após o conselho aprovar o aumento do capital social mediante a capitalização de parte do saldo da conta de reserva estatutária, no valor de R$ 300 milhões.

Força para crescer

Não são só a força do crescimento da sua base e o valor descontado que seduzem os analistas do Bank of America.

A expectativa é que, com a melhora da pandemia do coronavírus, o quadro econômico se recupere e se reflita no crescimento do prêmio — no radar estão o reajuste dos planos (adiado pela Agência Nacional de Saúde) e a perspectiva de um crescimento no número de beneficiários.

Com relação à gestão da companhia, o BofA também destaca a estratégia da SulAmérica de focar no desenvolvimento de produtos mais populares, como o SulAmérica Direto, o que pode impulsionar o ganho de mercado da seguradora.

Durante a crise, a administração aproveitou para reforçar o caixa da companhia, aumentando as reservas técnicas, o que se refletiu em um balanço classificado como forte pelo banco. Segundo cálculos dos analistas, a medida pode se traduzir em um crescimento de 9% a 18% na receita em 2021.

No terceiro trimestre, já contabilizando a venda para a Allianz, a SulAmérica teve um lucro líquido de R$ 1,727 bilhão, um crescimento de 603,8% em relação ao ano passado.

Bank of America: Valor de mercado atrativo e balanço forte

Recomendação: Compra
Preço-alvo: R$ 50 (16% acima da última cotação)

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro sobe após a abertura com boas perspectivas para os balanços e dólar avança hoje

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a semana conta com importantes balanços

O melhor do Seu Dinheiro

O Tesouro Direto virou tesouro de tolo? O que mexe com os mercados na semana e outros destaques

O investidor devia estar contente no começo deste ano com o que parecia uma grande oportunidade: investir no Tesouro Direto com um retorno garantido de quase 3,5% ao ano mais a variação da inflação. Naquele momento, as aplicações mais conservadoras de renda fixa estavam com rentabilidade real negativa e o Banco Central indicava que os […]

SEGREDOS DA BOLSA

Esquenta dos mercados: risco fiscal é pano de fundo para semana de Copom, IPCA-15 e balanços domésticos e no exterior

Os próximos dias serão tensos para os investidores, que devem ficar de olho na votação da PEC dos precatórios e medidas do Banco Central contra a inflação

REFORÇANDO O CAIXA

Depois de anunciar emissão de debêntures, 3R Petroleum lança oferta de ações. Entenda o que a empresa pretende fazer com quase R$ 4 bilhões a mais em seu caixa

Empresa de óleo e gás fará ofertas primária e secundária; a previsão é de que o processo de prospecção de investidores interessados se encerre em 4 de novembro

Renda fixa também varia

Terra arrasada no Tesouro Direto: sinônimo de renda fixa, títulos públicos têm perda de até 30% no ano; hora de vender ou de comprar mais?

Tensão nos mercados na última semana jogou juros para cima e preços dos títulos para baixo, mas não é de hoje que o Tesouro Direto sofre com a deterioração fiscal. Entenda o que está acontecendo e o que fazer

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies