Menu
2020-10-27T07:54:55-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanços

Santander tem recuperação em “V” e lucro sobe para R$ 3,9 bilhões no trimestre

A unidade local do banco espanhol supera expectativas de longe com lucro líquido de R$ 3,902 bilhões, alta de 5,3% em relação ao terceiro trimestre de 2019

27 de outubro de 2020
7:27 - atualizado às 7:54
Sede do Santander Brasil
Sede do Santander Brasil - Imagem: Shutterstock

Se a expectativa para o lucro do Santander Brasil já era alta antes da divulgação do balanço, o banco conseguiu superá-la. A unidade local do banco espanhol registrou lucro líquido gerencial de R$ 3,902 bilhões no terceiro trimestre.

O resultado representa um aumento de 83% no trimestre e de 5,3% em relação ao mesmo período do ano passado e ficou bem acima da estimativa média dos analistas compilada pelo Seu Dinheiro, que apontava para um lucro de R$ 2,764 bilhões.

Leia também:

Com esse resultado, o Santander precisou de apenas um trimestre para retomar os níveis de rentabilidade do pré-crise — ou seja, uma verdadeira recuperação em "V".

O retorno sobre o patrimônio líquido médio do banco (ROAE, na sigla em inglês) foi de 21,2% no terceiro trimestre deste ano, pouco acima dos 21,1% do mesmo período de 2019. Entre abril e junho, a rentabilidade havia sido de apenas 12%.

Crédito acelera

A queda nas despesas com provisões para calotes em consequência da crise do coronavírus ajudou no resultado do Santander. A chamada PDD ficou em R$ 2,916 bilhões, um recuo de 55% no trimestre e de 7,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Com crise e tudo, o Santander manteve o pé no acelerador no crédito. O saldo da carteira de financiamentos do banco atingiu R$ 491 bilhões, um crescimento de 20,2% em 12 meses e 5,3% em relação ao trimestre anterior.

O destaque ficou com as operações com pequenas e médias empresas, que avançaram 14,6% no trimestre e 40,5% em relação a setembro do ano passado.

O índice de inadimplência na carteira de crédito do Santander segue controlado e fechou o terceiro trimestre em 2,1%, uma queda de 0,3 ponto percentual no trimestre e de 0,9 ponto em 12 meses.

A margem financeira, que inclui as receitas do banco com concessão de crédito menos as despesas de captação com clientes, foi de R$ 12,4 bilhões no trimestre. Trata-se de uma alta de 3,4% em relação ao mesmo período de 2019, mas uma queda de 8,7% no trimestre.

As receitas com prestação de serviços e cobrança de tarifas atingiram R$ 4,746 bilhões, alta trimestral de 15,7% e de 0,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas as despesas também subiram e ficaram R$ 5,375 bilhões — avanço de 3,6% no trimestre e de 2,2% ante 2019.

Ações sobem

Na expectativa de um balanço positivo, as ações do Santander (SANB11) registram alta de quase 25% em outubro, a maior entre os grandes bancos listados na B3.

Embora o mercado tenha antecipado os bons resultados divulgados hoje, é possível que os papéis tenham espaço para reagir positivamente dependendo da mensagem da administração nas teleconferências com analistas.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies