Menu
2020-05-30T12:52:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
quem é quem

Como fica o conselho da Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, após saída de Bill Gates

Conglomerado segue com forte posição de caixa em meio à crise; saiba quais são as mentes por trás das decisões da empresa

30 de maio de 2020
12:10 - atualizado às 12:52
O megainvestidor Warren Buffett
O megainvestidor Warren Buffett - Imagem: Shutterstock

O bilionário Bill Gates deixou o conselho da Berkshire Hathaway, conglomerado do lendário Warren Buffett, em março deste ano. À época, disse que queria focar esforços na filantropia.

Sem um importante membro do conselho, a empresa de Warren Buffett continua com um caixa gordo em meio à crise do novo coronavírus: US$ 137,3 bilhões, segundo o balanço do primeiro trimestre da empresa.

Abaixo, você confere quem ainda faz parte do conselho do conglomerado, além do próprio Buffett, após a saída de Gates. As informações são da Securities and Exchange Commission (regulador do mercado norte-americano) e da Business Insider.

Greg Abel

Aos 57, Abel faz parte da diretoria da Berkshire desde 2018. O executivo também é CEO da Berkshire Hathaway Energy há doze anos e ainda faz parte da diretoria da Kraft Heinz desde 2015.

Ajit Jain

Jain está na diretoria do conselho da Berkshire desde 2018. Acumula o papel com o de vice-presidente de operações de seguros da Berkshire (2018 - atualmente). Tem 68 anos.

Howard Buffett

No conselho desde 1993, Howard Buffett é presidente da Howard G. Buffett Foundation. Ele é filho do bilionário fundador do conglomerado e tem 65 anos.

Stephen Burke

No conselho do conglomerado de Warren Buffett desde 2009, Burke é também presidente da NBCUniversal desde este ano. Ele já foi vice-presidente executivo da Comcast e hoje ainda atua como diretor do JPMorgan.

Charlie Munger

Diretor e vice-presidente da Berkshire (1978 - atualmente). Foi CEO da Wesco Financial, uma antiga instituição financeira, entre 1984 e 2011. Trabalha desde 1997 como diretor da varejista Costco. Aos 96 anos, Munger é o braço direito de Warren Buffett e parceiro de investimentos de longa data do bilionário.

Charlie Munger, vice-presidente da Berkshire Hathaway, em 2 de maio de 2015.

Kenneth Chenault

Aos 68, Chenault é também presidente da General Catalyst. Foi CEO da American Express, entre 2001 e 2018, e diretor do Facebook de 2018 até 2020.

Susan Decker

Aos 57, Decker faz parte do conselho do conglomerado desde 2007. Ela ainda compõe a diretoria da Cotsco, SurveyMonkey e Vox Media. A executiva é fundadora da rede social Raftr e foi presidente do Yahoo! entre 2007 e 2009.

David Gottesman

No conselho da Berkshire desde 2004, Gottesman alcançou o status de bilionário após um investimento inicial no conglomerado. Com uma fortuna de US$ 2,2 bilhões, segundo a Forbes, o executivo ainda é fundador da empresa de consultoria de investimentos First Manhattan.

Charlotte Guyman

Aos 63 anos, a executiva está no conselho do conglomerado desde 2003, mas ela também já ocupou algumas posições executivas na Microsoft, do bilionário Bill Gates, e ainda hoje é consultora estratégica da CameoWorks e integrante do conselho da Brooks Running, empresa que projeta tênis.

Thomas Murphy

Com 94 anos, Murphy está na diretoria da Berkshire desde 2004. Ele foi presidente da Capital Cities/ABC entre 1990 e 1996.

Ronald Olson

Desde de 1997 Olson faz parte da Berkshire. O executivo é um dos fundadores do escritório de advocacia Tolles & Olson e chegou a fazer parte da diretoria do Washington Post, entre 2003 e 2017.

Walter Scott Jr.

No conselho diretor do conglomerado desde 1988, Scott foi CEO da Peter Kiewit Sons nos anos 1980 e 90. Ele é um dos amigos de infância de Warren Buffett.

Meryl Witmer

Uma das mais jovens do grupo, com 58 anos, Witmer fez parte do conselho do conglomerado desde 2013. A executiva é uma das fundadoras da empresa de consultoria Emerald Partners e, recentemente, comprou US$ 2,2 milhões em ações da Berkshire.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Novo nome no MEC

Bolsonaro anuncia pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

Decreto presidencial nomeou professor para o cargo nesta sexta-feira

Investimento para o cliente

Corretora Warren recebe aporte de R$ 120 milhões para investimento em plataformas digitais

Fintech visa multiplicar por cinco patrimônio sob gestão até o fim de 2021 e aumentar alcance da marca: ‘Nossa meta é seguir investindo em tecnologia’

Chegou lá

E o Ibovespa, quem diria, voltou aos 100 mil pontos. O que isso significa?

Depois de mais de quatro meses, o Ibovespa finalmente reconquistou o patamar dos três dígitos. Algumas boas notícias da economia doméstica ajudam a explicar o otimismo na semana, mas há mais fatores que influenciaram esse movimento

Crise se afastando?

Barômetros globais sinalizam retomada gradual da economia mundial, diz FGV

Melhoras ainda estão condicionadas a um ‘grau elevado’ de incerteza diante da pandemia, pondera pesquisador

desconfiança justa?

Amazon pede que funcionários excluam TikTok por questões de ‘segurança’

Segundo uma captura de tela obtida pelo The New York Times, a empresa de e-commerce enviou um e-mail solicitando a exclusão do app

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements