Menu
2020-11-05T08:01:02-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço

Banco do Brasil tem lucro de R$ 3,5 bi no 3º trimestre, abaixo das projeções

Ainda com peso grande das despesas com provisões, lucro do Banco do Brasil tem queda de 23,3% na comparação com o mesmo período de 2019

5 de novembro de 2020
7:19 - atualizado às 8:01
Banco do Brasil
Imagem: Shutterstock

Ainda com peso grande das despesas com provisões para perdas no crédito em meio à crise do coronavírus, o Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,482 bilhões no terceiro trimestre deste ano.

Trata-se de uma queda de 23,3% na comparação com o mesmo período de 2019 e um avanço de apenas 5,2% ante o trimestre anterior, no auge da quarentena.

Leia também:

Com isso, o resultado ficou abaixo das estimativas dos analistas compiladas pelo Seu Dinheiro, cuja média apontava para um lucro de R$ 3,735 bilhões. Dos quatro grandes bancos com capital aberto, o BB foi o único a apresentar lucro inferior à estimativa do mercado.

O Banco do Brasil ficou mais uma vez na lanterna no quesito rentabilidade no terceiro trimestre, com um retorno sobre o patrimônio líquido de 12% — contra 18% do mesmo período do ano passado e 11,9% do trimestre anterior.

Peso das provisões

O balanço do BB continuou sendo afetado provisões para potenciais perdas com calotes. As despesas líquidas das recuperações de créditos que estavam em atraso atingiram R$ 5,508 bilhões no terceiro trimestre, um avanço de 40,5% em relação ao mesmo período de 2019.

Na comparação com o trimestre anterior, houve um recuo de 6,8% nas provisões. A redução, contudo, foi menor do que a registrada pelos concorrentes privados.

Crédito e inadimplência

A carteira de crédito ampliada do Banco do Brasil encerrou setembro em R$ 730,9 bilhões, um avanço de 6,4% nos últimos 12 meses, um ritmo inferior ao dos bancos privados no mesmo período.

Ainda assim, a margem financeira, linha do balanço que contabiliza as receitas com a concessão de crédito menos os custos de captação, somaram R$ 14,017 bilhões, alta de 3,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

O BB acompanhou a tendência de redução da inadimplência dos demais bancos. O índice de atrasos acima de 90 dias na carteira da instituição fechou o trimestre em 2,43%, contra 2,84% em junho e 3,47% em setembro do ano passado.

A tendência, contudo, é que a inadimplência comece a subir nos próximos trimestres, já que a queda dos calotes é resultado principalmente dos processos de renegociação e prorrogação do pagamento de parcelas promovidos pelos bancos no auge da crise do coronavírus.

O Banco do Brasil contava em setembro com R$ 109,2 bilhões em financiamentos prorrogados de 1,7 milhão de clientes.

Tarifas e despesas

Com o aumento da concorrência nos serviços bancários e a paralisação da economia, o Banco do Brasil apresentou uma queda de 2,5% nas receitas com a cobrança de tarifas em relação ao terceiro trimestre do ano passado, para R$ 7,281 bilhões. Houve, contudo, uma melhora de 4,5% sobre o trimestre anterior.

As despesas, por outro lado, ficaram relativamente comportadas e somaram R$ 7,835 bilhões, um avanço de 1,6% na comparação com os meses de julho a setembro do ano passado. No trimestre, as despesas tiveram queda de 0,2%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Urgente

Guilherme Boulos é diagnosticado com Covid-19

As agendas de campanha foram todas suspensas, e a coordenação da campanha vai propor à TV Globo que o último debate, previsto para hoje, seja feito de forma virtual.

Novidade no mercado

CMN: corretora de título e valor mobiliários pode prestar serviço de pagamento

Com isso, as SCTVM e SDTVM deverão optar entre a manutenção das atuais contas de registro ou a utilização de contas de pagamento.

Novidades na bolsa

B3 vai lançar 37 BDRs de fundos de índices estrangeiros (ETF)

Com os novos BDRs, os investidores brasileiros poderão ficar expostos à variação de uma série de fundos que acompanham índices estrangeiros sem sair da B3

Retorno

Vale consegue licença para retomar operações em Serra Leste, no Pará

As operações estão paralisadas desde janeiro de 2019, após a mineradora ter atingido o limite da área até então licenciada para extração de minério de ferro.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies