Menu
2020-03-30T09:25:48-03:00
Estadão Conteúdo
inflação do aluguel

IGP-M avança 1,24% em março, depois de queda de 0,04% em fevereiro, revela FGV

No ano, o indicador acumula alta de 1,69%, enquanto em 12 meses o avanço é de 6,81%

30 de março de 2020
9:25
imóveis
Imagem: Divulgação

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 1,24% em março, acelerando significativamente em relação à taxa negativa de 0,04% em fevereiro, informou nesta segunda-feira (30) a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou acima da mediana de 1,16% da pesquisa do Projeções Broadcast, mas dentro do intervalo de 0,77% a 1,46%.

No ano, o indicador acumula alta de 1,69%, enquanto em 12 meses o avanço é de 6,81%. Nesse caso, o resultado também superou a mediana de 6,73%, mas dentro do intervalo de 0,77% a 7,05%.

A aceleração do IGP-M em março é explicada quase que totalmente pelo aumento forte do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), que passou de -0,19% em fevereiro para 1,76% neste mês. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) arrefeceu de 0,21% para 0,12%, enquanto o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) variou de 0,35% para 0,38%.

IPAs

No mês, a inflação de produtos agropecuários e industriais ganharam tração. O IPA agropecuário subiu 3,90%, de 0,45% em fevereiro, enquanto o IPA industrial avançou 1,01%, depois de recuar 0,41% no mês anterior.

No acumulado de 12 meses, a taxa do IPA chega a 8,48%, enquanto os produtos agropecuários somam alta de 14,80% e os industriais, de 6,34%.

Todos os estágios de produção tiveram acréscimo em suas taxas de variação em março. A maior aceleração ocorreu nas Matérias-Primas Brutas, que subiram 4,77%, depois de registrarem alta de 0,36% em fevereiro.

O comportamento do grupo foi puxado pela aceleração do minério de ferro (-0,01% para 9,73%), da soja em grão (-2,97% para 5,03%) e pelo café em grão (-6,61% para 10,60%). No sentido oposto, os destaques foram o milho em grão (5,17% para 4,02%), mandioca (4,93% para 2,16%) e arroz em casca (4,30% para 0,69%).

Os Bens Finais subiram 0,77%, depois de recuarem 0,55% em fevereiro. A principal contribuição para a reversão de sinal do grupo partiu de alimentos processados, cuja taxa passou de -1,57% para 1,27% no período.

Os Bens Intermediários também ganharam tração, apesar de ainda caírem 0,03%, depois de recuarem 0,33% em fevereiro. O principal responsável pelo movimento foi o subgrupo de materiais e componentes para manufatura, cuja taxa passou de 0,34% para 1,57%.

Em 12 meses, os Bens Intermediários acumulam taxa de 3,50%, enquanto os Bens Finais têm alta de 4,35% e as Matérias-Primas Brutas, de 19,30%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

cara nova

Cemig deixa capital social da Light e leva R$ 1,37 bilhão

Com saída da estatal mineira, distribuidora de energia deixa de ter um controlador e passa a ser uma corporation

decisão do copom

BC deve manter Selic a 2% e pode derrubar ‘forward guidance’ nesta quarta

Retirada do instrumento pode vir acompanhada de uma sinalização de que seu fim não tem relação mecânica com o começo do ciclo de aperto monetário

Ivan Sant'Anna - SD Premium

O segundo tempo do governo Bolsonaro começou mal. O que esperar daqui para frente?

Não quero dar uma de adivinho, muito menos pretender ser o dono da verdade, mas as perspectivas para a reeleição de Jair Bolsonaro em outubro de 2022 não são muito boas, embora no momento lidere todas as pesquisas de intenção de voto

dados do ministério da saúde

Brasil tem 1,1 mil mortes por covid-19 registradas em 24 horas

Com os novos óbitos, o total de vidas perdidas para a pandemia subiu para 211.491, segundo o Ministério da Saúde

seu dinheiro na sua noite

As incertezas da vez

Não sei vocês, mas desde que a pandemia de coronavírus começou, minha vida e rotina mudaram tanto, que tem estado difícil fazer planos para o futuro e ter boas perspectivas, do ponto de vista pessoal e social. Entrei no modo “um dia de cada vez”, já que ainda não temos uma data certa de quando […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies