Menu
2020-01-23T10:48:23-03:00
Estadão Conteúdo
primeira reunião do ano

BCE mantém política monetária inalterada, mas lança revisão de estratégia

Como previam analistas, o BCE manteve a taxa de refinanciamento em 0% e a de depósito em -0,50%

23 de janeiro de 2020
10:47 - atualizado às 10:48
christine-lagarde
Christine Lagarde - Imagem: Shutterstock

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu manter sua política monetária inalterada nesta quinta-feira, na primeira reunião de 2020 e a segunda sob o comando de Christine Lagarde, que sucedeu o italiano Mario Draghi na presidência da instituição em novembro. O BCE, no entanto, lançou uma revisão de sua estratégia de política monetária, cujos detalhes serão publicados às 11h30 (de Brasília).

Como previam analistas, o BCE manteve a taxa de refinanciamento em 0% e a de depósito em -0,50%.

Em comunicado, o BCE reafirmou que manterá o programa de relaxamento quantitativo (QE, pela sigla em inglês), através do qual vem comprando 20 bilhões de euros em ativos mensalmente desde novembro.

O QE será mantido "pelo tempo que for necessário para reforçar o impacto acomodatício das suas taxas de política" e terminará pouco tempo antes de o BCE "começar a elevar as taxas de juros", reiterou a instituição.

O BCE também reafirmou que os juros continuarão nos níveis atuais ou menores até que a inflação da zona do euro convirja "de forma robusta" para sua meta oficial, que é de uma taxa ligeiramente abaixo de 2%. Os dados mais recentes, referentes a dezembro, mostram que a inflação anual do bloco está muito abaixo desse patamar, em 1,3%.

Logo mais, a partir das 10h30 (de Brasília), Lagarde falará sobre a decisão de hoje em coletiva de imprensa.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies