Menu
2020-03-18T20:13:03-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Juros

BC surpreende ao fechar porta para novos cortes na Selic, diz Solange Srour, da ARX

Diante do choque provocado pela pandemia do coronavírus e dos impactos na economia, ela avalia que o mercado vai “exigir” novos cortes de juros

18 de março de 2020
20:12 - atualizado às 20:13
Tela mercado juros
Imagem: Shutterstock

O corte da taxa básica de juros (Selic) para 3,75% ao ano veio em linha com o esperado pelo mercado financeiro. Mas no comunicado que acompanhou a decisão, o Banco Central sinalizou que não haverá novas reduções daqui para frente, o que foi uma surpresa. A análise é de Solange Srour, economista-chefe da ARX Investimentos.

Diante do choque provocado pela pandemia do coronavírus e dos impactos na economia, ela avalia que a decisão vai manter a tensão no mercado, com a volta dos rumores de que o BC poderá anunciar cortes nas taxas de forma extraordinária.

“Provavelmente o mercado vai exigir mais queda de juros”, me disse a economista, que até esperava um único corte da Selic, mas de 1 ponto percentual – que reduziria a taxa para 3,25% ao ano.

Leia também:

Em situações normais, a sinalização mais conservadora (hawkish, no jargão de mercado) do BC poderia ajudar a estabilizar ou até a apreciar o câmbio, segundo a economista. “Mas diante do que está acontecendo, o câmbio não vai reagir à decisão do Copom.”

Quanto ao “arsenal” ao qual o BC se referiu no comunicado que acompanhou a decisão sobre a Selic, a economista da ARX avalia que, além de medidas de afrouxamento nas condições de crédito, a autoridade monetária poderá ampliar a ação no câmbio.

“O mercado está sentindo falta do BC estar mais presente. Uma intervenção maior no câmbio era esperada e não vem acontecendo” – Solange Srour, ARX Investimentos

Assim como praticamente todo o mercado, a economista reduziu a projeção para o PIB brasileiro em 2020 de 1,8% pra 1%. Ela indicou que essa estimativa “tem um viés de baixa muito forte”, mas prefere ter uma clareza maior de como a atividade vai se recuperar nos países afetados antes do Brasil para rever novamente as estimativas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Números fortes

Vale supera expectativas do mercado e informa lucro de US$ 2,9 bilhões no 3º tri

Lucro líquido cresceu quase 76% em relação ao terceiro trimestre do ano passado; Ebitda ajustado chegou a mais de US$ 6 bilhões

Análise

O mercado trucou, e o Banco Central mandou descer ao bancar juro baixo

Emparedado pelo repique da inflação e pelo aumento do risco fiscal, o BC foi inflexível e sustentou o “forward guidance”, a sinalização de que a Selic permanecerá baixa por um longo período

Acelerou

Bolsonaro assina sanção da lei que prorroga incentivos para setor automotivo

A sanção do projeto, assinada por Bolsonaro, deve ser publicada até esta quinta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU).

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, melhor do que o esperado

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Balanço

Bradesco supera projeções e tem lucro de R$ 5 bilhões no terceiro trimestre

O resultado do segundo maior banco privado brasileiro ainda é 23,1% menor que o do mesmo período de 2019, mas representa um avanço de 29,9% no trimestre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies