Menu
Robert Kiyosaki
Coluna do Pai Rico, Pai Pobre
Robert Kiyosaki
Robert Kiyosaki é autor do best seller Pai Rico, Pai Pobre e outros 25 livros sobre finanças
2020-01-27T09:07:46-03:00
COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Ter um emprego versus empreender

Veja como avaliar se é melhor ter um próprio negócio, ser autônomo ou arrumar um emprego.

25 de janeiro de 2020
3:30 - atualizado às 9:07
empreendedorismo
Imagem: Shutterstock

Muitas vezes ouço as pessoas dizerem: "Vou começar meu próprio negócio". Estamos vivendo a ascensão da "economia de contratos autônomos" e do empreendedorismo.

Aqui nos Estados Unidos, após o colapso do mercado em 2009, os profissionais desempregados começaram a trabalhar em posições de curto prazo por uma renda extra.

Desde então, essas atividades mais curtas e informais se tornaram uma opção de trabalho em período integral.

No geral, um componente-chave da economia de contratos é que seus trabalhadores são definidos “como aqueles que trabalham para si mesmos e prestam um serviço ou mão-de-obra sob denominações como freelancer, contratado independente, autônomo ou temporário.

A Amazon anunciou recentemente que pagaria seus funcionários para deixarem o emprego e iniciarem seus próprios negócios de entrega. Assim, incentivou os funcionários a ingressar na economia de contratos.

Alguns podem pensar: "Uau, a Amazon realmente deve se preocupar com seus funcionários". Mas a Amazon está tirando muito mais proveito dessa oferta do que seus funcionários.

A Amazon está numa guerra de entrega com o Walmart.

De acordo com um artigo no Yahoo! Finanças, “o Walmart acabou de aumentar as apostas nas guerras de envio com sua mais nova promessa — entrega gratuita no dia seguinte, sem taxa de assinatura pelo serviço”.

Além disso, “os clientes do Walmart.com podem acessar a possibilidade de entrega no dia seguinte, por meio de uma plataforma, onde podem buscar entre até 220.000 dos itens mais comprados, desde fraldas a produtos de limpeza, brinquedos e eletrônicos”.

É fácil perceber que se trata mais de acompanhar a concorrência do que de fazer "o bem".

“A expansão do programa faz parte do plano da empresa de ter mais controle sobre as entregas, no lugar de depender da UPS, dos correios e de outras transportadoras. Os custos iniciais para um funcionário da empresa abrir um negócio próprio começam em US$ 10.000, os contratados participantes podem alugar vans azuis com o logotipo da Amazon estampado na lateral”, de acordo com Joseph Pisani, da Associated Press.

Entrar nessa onda é uma boa ideia?

Costumo ouvir perguntas sobre se esses tipos de negócios são uma boa alternativa. A resposta, como sempre, é: "Depende".

Depende do que você está tentando alcançar. Se você deseja uma renda extra para aplicar em investimentos enquanto trabalha em período integral, pode ser ideal para você. Se, no entanto, você deseja ser dono de uma empresa, provavelmente não é.

A realidade é que aqueles que trabalham como autônomos não possuem um negócio. Em vez disso, eles têm um emprego. Os benefícios são piores do que aqueles que simplesmente trabalham em período integral.

O único benefício do trabalho autônomo é o controle sobre seu tempo…

Lembrando que você precisa trabalhar tanto que não sobra tempo de aproveitar.

De funcionário a autônomo

Muitas pessoas tendem a acreditar que o caminho para a segurança financeira e a felicidade é ser seu próprio chefe. Então, eu entendo as motivações daqueles que querem participar da era dos contratos autônomos. Parece que você está cuidando do que é seu.

Mas, na maioria dos casos, é simplesmente deixar de ser empregado e trabalhar por conta própria — passar do quadrante E para o quadrante A, o lado esquerdo do quadrante CASHFLOW®.

No quadrante A, você não está de fato tendo seu próprio negócio. Em vez disso, você está vendendo seu tempo e serviços para ajudar a estruturar alguém que é dono do próprio negócio.

O que é pior… o quadrante A é muito arriscado. Você não tem os benefícios tradicionais de que pelo menos os funcionários desfrutam e, quando chega a hora de cortar custos, os contratados são os primeiros afetados.

Habilidades comerciais tipo A versus tipo D

As empresas do tipo A e as empresas do tipo D têm diferentes forças, fraquezas, riscos e recompensas.

Muitas pessoas que desejam iniciar um negócio do tipo D acabam com um negócio do tipo A e ficam paralisadas em sua busca para passar para o lado direito do quadrante CASHFLOW — o D de grandes empresas e I de investidor.

Muitas pessoas tentam passar do quadrante A para o quadrante D, mas apenas algumas que tentam realmente conseguem.

Por quê? Porque as habilidades técnicas e pessoais necessárias para ter sucesso em cada quadrante são diferentes. Você deve aprender as habilidades e a mentalidade exigidas por um quadrante para encontrar o verdadeiro sucesso nele.

Se você possui uma empresa do tipo D, pode sair de férias por um ano, voltar e encontrar sua empresa mais lucrativa do que quando a deixou. Em uma empresa do tipo A, se você tirar férias de um ano, não terá mais negócios quando voltar.

Qual é a diferença?

Mais uma vez, em outras palavras, uma empresa do tipo A possui um emprego. Uma empresa do tipo D possui um sistema e, em seguida, contrata ótimos funcionários para operar esse sistema. É por isso que, se um proprietário de empresa do tipo D sair de férias, a renda permanece.

Para ter sucesso, um proprietário de empresa do tipo D precisa:

  • Ser dono e controlador de um sistema;
  • E ter capacidade de liderar pessoas.

Para os A evoluírem para os D, eles precisam converter quem são e o que sabem em um sistema, e muitas pessoas não conseguem fazer isso, especialmente os autônomos.

É muito difícil, por exemplo, deixar de ser motorista do Uber e ter seu próprio serviço que emprega outros motoristas. O Uber gastou bilhões construindo sistemas e estruturas para chegar a um negócio como esse.

No entanto, um exemplo no artigo da AP foi “Milton Collier, que trabalhava com fretes e iniciou seus negócios em Atlanta, nos EUA, há quase um ano. Desde então, cresceu para 120 funcionários com uma frota de 50 vans que podem realizar até 200 entregas em um dia”. Parece que ele está indo na direção certa.

De que lado do quadrante CASHFLOW® você deseja estar?

A verdade é que existem novas ideias ilimitadas, bilhões de pessoas com produtos e serviços a oferecer e poucas pessoas que sabem como construir um excelente sistema de negócios.

Se seu verdadeiro objetivo na vida é fazer o que tiver vontade e possuir um negócio próspero, comece a investir na construção de um sistema — talvez até um que possa fornecer trabalhos autônomos para outros, como Milton.

No final das contas, a pergunta é, como sempre: em que lado do quadrante CASHFLOW® você deseja estar?

Jogue com inteligência!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Recuperação intranquila

Ibovespa passa por instabilidade com possível demissão de Mandetta, mas ainda fecha em alta firme

O Ibovespa terminou a sessão com ganhos de mais de 6%, mas ainda assim ficou distante das máximas e aquém das bolsas americanas. Tudo por causa das incertezas relacionadas à permanência do ministro da Saúde no cargo

Números atualizados

Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados do novo coronavírus

Brasil chegou a 553 mortes em razão da pandemia do coronavírus, segundo atualizaçãodo Ministério da Saúde. Número representa um aumento de 13%

Fundos

Comprada em bolsa nos EUA, Verde Asset diz que volta de preços ocorrerá ‘mais rápido do que muitos imaginam’

Mercado já colocou nos preços uma brutal queda de lucratividade das empresas, que será revertida ao longo dos próximos anos, segundo a gestora

Não tem pra todo mundo

‘Não há como ajudar todos os setores’, diz presidente do Santander

Presidente do Santander Brasil, Sergio Rial afirmou que deve-se evitar que mais setores venham buscar dinheiro no governo por conta da crise

Premiê com covid-19

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, dá entrada em UTI

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deu entrada em uma unidade de terapia intensiva após a piora no seu quadro médico, disse a BBC

Tensão em Brasília e na bolsa

Ibovespa perde força após jornal afirmar que Bolsonaro vai demitir Mandetta ainda hoje

O Ibovespa se distanciou das máximas após as primeiras notícias quanto à demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

Dinheiro guardado

Poupança volta a captar em meio à crise do coronavírus

Os depósitos na poupança superaram os saques em R$ 12,168 bilhões no mês passado. Com isso, a captação líquida de março foi a maior da série histórica para o mês

Jogo franco

Não há condições para fazer com segurança nova projeção para 2020, diz Anfavea

Anfavea critica restrição de bancos em relação a crédito e cobra atuação do governo federal

efeito coronavírus

PIB do Brasil deve cair 2% em 2020, diz Fitch; América Latina deve encolher 2,6%

Projeção de queda para o PIB da América Latina é maior do que a observada durante a crise financeira global de 2008/2009

medida de prevenção

Doria estende em 15 dias quarentena em São Paulo

Segundo o governo, contágio já chegou a cem cidades paulistas; recomendação é que as pessoas fiquem em casa; serviços considerados essenciais continuam em funcionamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu