Menu
Robert Kiyosaki
Coluna do Pai Rico, Pai Pobre
Robert Kiyosaki
Robert Kiyosaki é autor do best seller Pai Rico, Pai Pobre e outros 25 livros sobre finanças
2020-06-19T13:03:34-03:00
COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

A melhor forma de comprar ouro, na visão do ‘Pai Rico’

Eu mantenho minhas reservas líquidas aplicadas em ouro e prata porque, por milhares de anos, eles foram dinheiro de verdade. Eu me sinto mais seguro mantendo meu dinheiro aplicado em metais preciosos do que em moeda fiduciária. Veja como eu compro.

20 de junho de 2020
5:50 - atualizado às 13:03
ouro sobre fundo preto com um gráfico conceito financeiro
Imagem: Shutterstock

Caro leitor,

Na Rich Dad Company costumamos dizer que "Conhecimento é o novo dinheiro". Isso porque a riqueza é conquistada pela sua capacidade de entender o que está acontecendo nos mercados e agir de acordo. Isso significa que se sua moeda está caindo, você terá conhecimento suficiente para investir em coisas que funcionam como um "hedge" contra a desvalorização da moeda — o ouro.

O ouro foi o meu primeiro investimento de verdade como um jovem adulto. Comecei a investir em ouro antes de começar a investir no mercado imobiliário. Em 1972, quando tinha 25 anos, passei a comprar moedas de ouro quando o preço da onça estava em torno de US$ 70. Para mim, ouro e prata são um "hedge", um investimento de proteção, não um veículo de investimento primário.

Como já escrevi anteriormente, é sempre uma decisão inteligente ter à mão investimentos com liquidez. Eu e Kim temos investimentos líquidos equivalentes a um ano de renda que podemos vender rapidamente caso seja necessário.

Para muitas pessoas, a classe de ativos preferida de investimentos líquidos é ações ou dinheiro. Nós sabemos que o dinheiro não vale nada, então não vou considerá-lo um investimento. Ele vai perder valor e pode chegar a zero bem rapidamente. Quando isso ocorre, ativos com valor inerente, como ouro e prata, valerão mais, não menos. Eu não conto com as ações por vários motivos, mas um deles é porque você nunca sabe o que ou quando uma catástrofe vai eliminar todos os seus ganhos (pense em 2008 ou agora com o coronavírus).

Eu compro ouro e prata porque, por milhares de anos, eles foram dinheiro de verdade. Eu me sinto mais seguro mantendo meu dinheiro aplicado em metais preciosos do que em moeda fiduciária.

Um portfólio balanceado

Muitas pessoas se gabam de ter um portfólio bem balanceado. O que elas querem dizer de fato é que possuem várias ações, títulos e fundos mútuos. Na verdade, esse é um portfólio recheado com um único tipo de ativo, os ativos de papéis. Isso não é um portfólio balanceado.

Um portfólio verdadeiramente balanceado terá investimentos das quatro classes de ativos: 

  1. negócios, 
  2. mercado imobiliário, 
  3. ativos de papel
  4. commodities. 

Para mim, commodities como ouro e prata, entre outras, fazem parte do meu portfólio diversificado. Elas não fazem parte da minha principal estratégia de investimento, mas são um investimento muito melhor do que o dinheiro em si. No fim das contas, minha principal estratégia de investimento tem sido sempre a mesma: fluxo de caixa, ou seja, a renda passiva.

Infelizmente, muita gente não sabe como criar essas fontes de renda passiva. Se esse é o seu caso, e quiser aprender como você pode fazer isso sem precisar sair de casa, recomendo que assista ao vídeo onde meu analista apresenta o Cash Flow Machine, O Meu Sistema Gerador de Renda Passiva, Com esse sistema você vai poder em poucos minutos ter uma renda passiva semanal usando o mercado financeiro.

Antes de entrarmos na parte de como comprar ouro e prata, há um veículo de investimento em metais preciosos que você precisa conhecer, especialmente as suas armadilhas. Quando eu falo sobre investir em ouro e prata, eu estou me referindo a comprar esses metais de verdade.

ETFs

A sigla ETF quer dizer "exchange-traded fund", que em português significa fundo negociado em bolsa.

Há ETFs atrelados ao ouro, mas vou explicar por que eu não tocaria num ETF: grande parte do sistema bancário global funciona com base no sistema de reserva fracionária.

O sistema financeiro mundial funciona com base nesse sistema, que vem comandando o mundo por milhares de anos. Vou explicar a seguir de forma simplificada o sistema de reserva fracionária.

Considere que mil anos atrás você era o dono de uma loja. Você tem dez moedas de ouro. Para comprar produtos para a sua loja, você precisa viajar 1.600 km, tem que atravessar áreas inóspitas do país com grande chance de se deparar com indivíduos perigosos.

Você vai até o banco local e o gerente aceita guardar suas dez moedas de ouro no cofre. O gerente te dá um papel que diz que você deixou em poder do banco dez moedas de ouro.

Você então cruza o país apenas com um pedaço de papel. Suas moedas de ouro estão seguras. Você compra produtos para o seu negócio, entrega seu pedaço de papel para a pessoa que te vendeu as mercadorias e pega o caminho de volta para casa.

O vendedor vai ao banco com o qual trabalha buscar o ouro. E assim você e o vendedor acabam percebendo que o papel é muito mais conveniente do que as moedas de ouro. Ambos passam a deixar as moedas de ouro no banco e a usar os chamados Certificados de Depósito Bancário como dinheiro em papel.

Pessoas que precisam de dinheiro vão ao seu banco e pedem um "empréstimo". O banco empresta nove das suas dez moedas de ouro. A única moeda que o banco mantém em seu cofre é a tal "reserva fracionada". Nesse exemplo, a reserva fracionada é uma moeda, ou seja, 10%.

Aqui é que a coisa começa a ficar interessante. A pessoa que tomou emprestado nove das suas dez moedas de ouro vai ao banco dela e deposita as nove moedas. E o banco dela concede então 10% dessas nove moedas a outros tomadores de empréstimo, ou seja, 8,1 moedas. E eles por sua vez fazem a mesma coisa com seus respectivos bancos.

Dessa forma, suas dez moedas de ouro de verdade podem facilmente se tornar 1.000 moedas de ouro "de mentira". E está tudo bem — desde que ninguém queira as moedas de ouro de verdade. Assim é que funciona o moderno sistema bancário.

A razão pela qual eu quero minhas moedas de ouro reais em meu próprio cofre privado e não moedas de ouro de papel em um cofre de um fundo ETF é porque, para cada moeda de ouro verdadeira, estima-se que existam entre 100 e 500 moedas de mentira, de papel. Tudo ficará bem… desde que ninguém queira as moedas de verdade.

O sistema bancário de reserva fracionada se aplica a tudo, não apenas a dinheiro e ouro. Todo o sistema bancário se baseia na confiança de terceiros.

Eu prefiro confiar no "dinheiro de Deus" — prata e ouro de verdade — em vez de confiar nas elites que imprimem nosso dinheiro, comandam nosso governo, os bancos centrais, os bancos, os mercados de títulos e os mercados de ações.

Lembre-se sempre: o ouro e a prata continuarão ainda por aqui muito tempo depois de que eu, você, as elites e as baratas se forem.

Onde comprar ouro e prata

A primeira coisa que você precisa fazer para comprar metais preciosos é encontrar um revendedor confiável que lhe ofereça bom serviço e orientação. Para comprar ouro e prata físicos, há basicamente dois tipos de revendedores: os de loja física e de loja on-line.

Como em qualquer outro mercado, o preço e a qualidade do serviço variam, portanto encontrar um revendedor confiável é o primeiro passo crucial. Idealmente, existiriam vários perto da sua casa ou do trabalho. Mas não é assim, os revendedores de ouro são escassos. Reforço veementemente a importância de você fazer uma pesquisa extremamente cuidadosa.

No Brasil, para comprar ouro físico, você deve procurar instituições credenciadas pelo Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Geralmente essas empresas também se comprometem a recomprar o metal que venderam, o que oferece uma certa garantia de liquidez.

Abraço!

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Novo nome no MEC

Bolsonaro anuncia pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

Decreto presidencial nomeou professor para o cargo nesta sexta-feira

Investimento para o cliente

Corretora Warren recebe aporte de R$ 120 milhões para investimento em plataformas digitais

Fintech visa multiplicar por cinco patrimônio sob gestão até o fim de 2021 e aumentar alcance da marca: ‘Nossa meta é seguir investindo em tecnologia’

Chegou lá

E o Ibovespa, quem diria, voltou aos 100 mil pontos. O que isso significa?

Depois de mais de quatro meses, o Ibovespa finalmente reconquistou o patamar dos três dígitos. Algumas boas notícias da economia doméstica ajudam a explicar o otimismo na semana, mas há mais fatores que influenciaram esse movimento

Crise se afastando?

Barômetros globais sinalizam retomada gradual da economia mundial, diz FGV

Melhoras ainda estão condicionadas a um ‘grau elevado’ de incerteza diante da pandemia, pondera pesquisador

desconfiança justa?

Amazon pede que funcionários excluam TikTok por questões de ‘segurança’

Segundo uma captura de tela obtida pelo The New York Times, a empresa de e-commerce enviou um e-mail solicitando a exclusão do app

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu