Menu
2019-04-04T08:54:03-03:00
Estadão Conteúdo
Divórcio complicado

É inaceitável Parlamento Europeu se opor a extensão longa do Brexit, diz Tusk

27 Estados-membros remanescentes na União Europeia deram seu aval a um adiamento da data do acordo de saída para 22 de maio, mas apenas se a Câmara dos Comuns britânica aprovar o acordo de retirada já negociado com May

27 de março de 2019
11:17 - atualizado às 8:54
Brexit
Imagem: Shutterstock

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmou nesta quarta-feira no Parlamento Europeu ser "inaceitável" que os membros do Legislativo do bloco se contraponham a uma extensão mais longa do prazo do Brexit, que poderia ser concedida "se o Reino Unido desejar repensar sua estratégia" para o processo de separação.

Na última quinta-feira (21), os 27 Estados-membros remanescentes na União Europeia deram seu aval a um adiamento da data do Brexit para 22 de maio, mas apenas se a Câmara dos Comuns britânica aprovar, ainda esta semana, o acordo de retirada já negociado com a primeira-ministra Theresa May.

Senão, a postergação só valerá até 12 de abril e Bruxelas aguardaria a indicação de Londres sobre como ir adiante com o divórcio. Como Tusk já deixara claro em outras oportunidades, uma das possibilidades seria adiar a separação por mais tempo, ao menos até o fim de 2019, o que obrigaria o Reino Unido a participar das próximas eleições ao Parlamento Europeu, de 23 a 26 de maio.

"Houve vozes dizendo que isso seria danoso ou inconveniente para alguns dos senhores", disse o polonês em discurso preparado. "Os senhores não podem trair os seis milhões de pessoas que assinaram a petição para revogar o Artigo 50 (e cancelar o Brexit) ou um milhão de pessoas que marcharam por um Voto do Povo, ou a maioria crescente de pessoas que querem permanecer na União Europeia."

May, por outro lado, declarou repetidamente que a participação britânica na corrida ao Legislativo europeu "não é do interesse de ninguém".

Para Tusk, os detratores do divórcio podem até sentir que não são suficientemente representados pelo Parlamento do Reino Unido. "Mas eles têm de sentir que são representados pelos senhores nesta câmara (do Parlamento Europeu). Porque eles são europeus", encerrou.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

disciplina fiscal

Candidatos, Lira e Pacheco criam ruído no mercado com possibilidade de prorrogação do auxílio

Pacheco falou em sacrificar algumas premissas econômicas para “poder manter alguma forma de socorro a essas pessoas”; Lira disse que tinha a impressão de mercado poderia aceitar a medida, estando dentro do teto

eu vejo uma alta

Sem forward guidance, pergunta agora é: quando a Selic vai subir?

Aceleração da inflação e riscos do lado fiscal levam analistas a estimarem que primeira alta virá antes que o esperado

mudança de governança

CEO da Copel sinaliza que interferências políticas são coisas do passado

Daniel Slaviero apresentou ao mercado os pilares que nortearão a nova política de governança corporativa da elétrica

em são paulo

Luciano Hang tem alta hospitalar após ser internado com covid-19

Mais cedo, ele realizou uma live na rede social, em que contou que permaneceu assintomático

após reclamações

C6 Bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Procon ressalta que recebeu reclamações de consumidores de todo o Estado, que disseram que foram surpreendidos com empréstimos consignados não solicitados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies