Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-19T16:32:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Impasse sem fim

Hoje não? Hoje sim. Parlamento britânico volta a adiar votação sobre acordo do Brexit

Foi um duro golpe para primeiro-ministro Boris Johnson, que poderá se ver obrigado a pedir à União Europeia o adiamento da saída do Reino Unido

19 de outubro de 2019
16:32
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. - Imagem: Shutterstock

Quando uma solução para a tumultuada saída do Reino Unido da União Europeia parecia finalmente encaminhada, os parlamentares do Reino Unido votaram neste sábado para adiar a decisão do chamado Brexit.

Foi um duro golpe para primeiro-ministro Boris Johnson, que havia anunciado o acordo para levar o país a deixar o bloco no fim deste mês. O premiê agora terá de pedir à UE o adiamento da saída do Reino Unido. Mas Johnson ainda não entregou os pontos e disse que deseja cumprir a meta.

Por 322 a 306, os parlamentares votaram para suspender a aprovação do acordo do Brexit até que a legislação para implementá-lo seja aprovada. Foi a primeira vez desde a Guerra das Malvinas, em 1982, que o Parlamento fez uma sessão no sábado.

Os parlamentares de oposição alertaram que Johnson precisa pedir o adiamento ou enfrentar consequências legais. Mas Johnson afirmou que qualquer atraso na data de saída do Reino Unido da União Europeia como "inútil, caro e profundamente corrosivo para a confiança pública".

Fora do Parlamento, dezenas de milhares de manifestantes anti-Brexit marcharam para a Praça do Parlamento, exigindo a realização de um novo referendo sobre se a Grã-Bretanha deveria deixar a UE ou permanecer.

*Com agências internacionais

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Polêmica

Reserva de emergência e aplicações de curto prazo: CDB 100% do CDI pode ser melhor que Tesouro Selic?

Com a Selic mais alta, vale a pena voltar a discutir qual a opção ideal para a reserva de emergência; e, nesse sentido, os CDBs que pagam 100% do CDI com liquidez diária podem sim ser uma boa pedida

De volta ao jogo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 6,25%

Renda fixa “voltou ao jogo”, mas ainda não dá para ficar rico. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

entrevista

BC briga para recuperar a credibilidade e poderia ter acelerado alta da Selic, diz economista-chefe da gestora Garde

Para Daniel Weeks, BC passou mais tempo do que o necessário com a sinalização de que manteria taxa de juros muito baixas; ele avalia que aumento poderia ter sido de 1,25 ponto e que discussão sobre fim do ciclo de ajustes ainda não acabou

Seu Dinheiro na sua noite

Seguindo a rota planejada

Decisão da Selic pelo Copom, juros nos Estados Unidos, dólar em alta e muitas outras notícias que mexeram com o mercado hoje

Vai mudar

Ultrapar (UGPA3): Marcos Lutz, ex-presidente da Cosan, assumirá como CEO em janeiro de 2022

Lutz já era membro do conselho de administração da Ultrapar (UGPA3) e, após o período como CEO, deve virar presidente do colegiado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies