Menu
2019-12-13T06:44:22-03:00
mais próximo do brexit

Boris Johnson vence eleições no Reino Unido

Primeiro-ministro, que havia sucedido Theresa May na missão de liderar o Brexit num movimento interno do Parlamento, agora tem a chancela eleitoral

13 de dezembro de 2019
6:39 - atualizado às 6:44
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. - Imagem: Shutterstock

O premiê britânico, Boris Johnson, vai governar o Reino Unido com maioria absoluta. Os votos das eleições dessa quinta-feira (12) ainda estão sendo contados, mas o partido do primeiro-ministro já conquistou a maioria absoluta, ultrapassando os 326 lugares necessários para ter a maioria no Parlamento.

É uma vitória esmagadora dos conservadores e uma derrota histórica dos trabalhistas. Jeremy Corbyn foi um dos grandes derrotados nas eleições. Ele admitiu que o resultado "é decepcionante" e, por isso, não continuará à frente do Partido Trabalhista.

"Quero deixar claro que não vou liderar o partido em nenhuma futura eleição. Vou discutir com o partido para garantir um processo de reflexão sobre esse resultado e sobre as políticas que vai manter no futuro. E vou liderar o partido durante esse período", declarou em Islington, em discurso feito de madrugada.

Líder trabalhista

"Esta é obviamente uma noite muito decepcionante para o Partido Trabalhista, com o resultado que temos. Mas quero dizer que, na campanha eleitoral, apresentamos um programa de esperança, de unidade e um programa que ajudaria a corrigir os erros, as injustiças e as desigualdades existentes neste país", acrescentou.

Jeremy Corbyn salientou que a questão do Brexit - saída do Reino Unido da União Europeia - transformou-se em um debate dividido e polarizado, tendo substituído o debate político normal. "Reconheço que isso contribuiu para os resultados que o Partido Trabalhista registrou esta noite em todo o país".

Novo mandato

O candidato do Partido Conservador, o primeiro-ministro Boris Johnson, é uma personalidade controversa. Sucedeu a Theresa May na missão de concretizar o Brexit.

No discurso de vitória, o primeiro-ministro agradeceu ao povo do Reino Unido e prometeu "levar o país para a frente", num trabalho "que começa hoje".

"Parece que ao governo conservador foi outorgado novo e poderoso mandato para fazer o Brexit, e não só fazer o Brexit mas unir o país, levá-lo para a frente e focar nas prioridades", disse.

Johnson considera que a eleição foi "histórica" e dará oportunidade ao governo "de respeitar a vontade democrática do povo britânico, mudar para melhorar e libertar o potencial de todo o povo". Ele repetiu a promessa de contratar mais 50 mil enfermeiros, 6 mil médicos e construir mais 40 hospitais.

*Com Agência Brasil

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

veja ao vivo!

Podcast Touros & Ursos: Onde investir após a ressaca de juros?

Overdose de decisões de política monetária movimentou a semana dos mercados. Onde pôr o dinheiro em um mundo de taxas reais negativas? Veja no nosso podcast ao vivo

diga lá, presidente

Agronegócio evitou que Brasil entrasse em colapso econômico, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a enaltecer a participação do agronegócio na manutenção da economia brasileira durante o período da pandemia da covid-19

Gênios bilionários

Seria Elon Musk o próximo Steve Jobs? Veja a resposta de Bill Gates

Fundador da Microsoft foi perguntado se o CEO da Tesla seria parecido com o fundador da Apple; ele respondeu apontando diferenças entre os executivos

Exile on Wall Street

#SomosTodosDesqualificados

Quer diversificar sua carteira com um fundo que investe 100% no exterior? E que tal um veículo que compra empresas que não são listadas em Bolsa, os fundos de private equity? Essas duas categorias não estarão disponíveis para o Neivaldo, que tem menos de R$ 1 milhão investidos.

Trump vs. TikTok

TikTok na bolsa de Nova York? ByteDance estuda oferta de ações para ‘driblar’ Donald Trump

Fontes ouvidas pela CNBC informaram que a companhia chinesa estuda realizar uma oferta inicial de ações na bolsa americana, já que o movimento cumpriria os critérios impostos pelo governo americano e a ByteDance deixaria de ser o acionista majoritário do app

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements