Menu
2019-05-21T12:25:47-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fim da exclusividade dos militares?

Ações da Taurus disparam após declaração que decreto de Bolsonaro libera a venda de fuzil para civis

Antes de exclusividade militar e de policiais, o fuzil T4 já tem uma fila de 2 mil pessoas. A fabricante de armas viu os seus papéis na Bolsa dispararem após o anúncio, com as ações preferenciais e ON ultrapassando a marca dos 10% por volta das 10h40

21 de maio de 2019
9:56 - atualizado às 12:25
Taurus
Fuzil T4 da Taurus - Imagem: Reprodução/ Site Taurus

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 7 de maio, flexibilizando o acesso de civis ao porte de armas, pode ter facilitado a compra de armamento ideal para uso militar, como o fuzil T4 da Taurus, pela população. Pelo menos é o que diz a fabricante de armas brasileiras, que já tem uma fila de espera de 2 mil clientes para o produto.

A declaração teve impacto nos papéis da empresa na Bolsa, e dispararam na abertura do mercado. Por volta das 10h40, as ações preferenciais da empresa (FJTA4) subiam 10,23%, enquanto os papéis ON (FJTA3) apresentavam alta de 10,54%. No Twitter, a fabricante de armas entrou para os Trending Topics da rede, se tornando um dos assuntos mais comentados da manhã desta terça-feira (21), com quase 50 mil menções.

O fuzil T4 é um semiautomático de calibre 5,56 e, de acordo com a TV Globo, a empresa só espera que a medida comece a valer para atender os seus clientes. A expectativa da companhia é que consiga supria a demanda em até três dias. No site da empresa, o armamento está listado como "ideal para o uso militar e policial".

Procurado pela equipe do jornal O Estado de São Paulo, a Casa Civil, do Palácio do Planalto, informou que a informação dada pela fabricante de armas não procede, já que o decreto não enquadra armamento de uso restrito, como seria o caso do fuzil T4 .

Mas segundo a Taurus, a energia cinética do fuzil é de 1.320 joules, inferior ao permitido pelo decreto do presidente. A medida aumenta o limite de energia cinética das armas para 1.620 joules .

Além disso, o decreto também liberou o uso de armas e armamentos antes restritos a militares e membros das Forças Armadas para civis. O texto também permite que 19 categorias tenham acesso facilitado para portar armas.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Renda fixa que varia

Após abalo na crise, debêntures voltam a render acima do CDI; vale a pena investir?

Após queda de 8% em março com temor de calote de empresas na crise, índice de debêntures voltou ao positivo e rende 2,1% no acumulado do ano, contra 2% do CDI

guru de bolsonaro

Olavo de Carvalho diz que teve conta no Paypal fechada

“Eis o tipo de debate democrático que os comunistas praticam: tanto se esforçaram, que conseguiram fechar a minha conta do Paypal”, disse Olavo de Carvalho

apesar da retomada

Dia dos pais não anima varejo e só 19% dos empresários estão otimistas com vendas

Na análise por setor, a perspectiva de aumento é de 15% no comércio, 10% em serviços, e 29% para a indústria

projeto em discussão

Relator no Senado mantém limite de 30% em juros do cheque e cartão crédito

Lasier Martins disse que não vai aceitar mais emendas ao parecer, mas relatou forte pressão para desidratar a medida

11 lotes

Aneel aprova edital de leilão de transmissão; investimentos serão de R$ 7,3 bilhões

Estimativa é que sejam gerados 15 mil empregos. Os contratos terão prazo de 30 anos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements