Menu
2019-05-21T12:25:47-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fim da exclusividade dos militares?

Ações da Taurus disparam após declaração que decreto de Bolsonaro libera a venda de fuzil para civis

Antes de exclusividade militar e de policiais, o fuzil T4 já tem uma fila de 2 mil pessoas. A fabricante de armas viu os seus papéis na Bolsa dispararem após o anúncio, com as ações preferenciais e ON ultrapassando a marca dos 10% por volta das 10h40

21 de maio de 2019
9:56 - atualizado às 12:25
Taurus
Fuzil T4 da Taurus - Imagem: Reprodução/ Site Taurus

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 7 de maio, flexibilizando o acesso de civis ao porte de armas, pode ter facilitado a compra de armamento ideal para uso militar, como o fuzil T4 da Taurus, pela população. Pelo menos é o que diz a fabricante de armas brasileiras, que já tem uma fila de espera de 2 mil clientes para o produto.

A declaração teve impacto nos papéis da empresa na Bolsa, e dispararam na abertura do mercado. Por volta das 10h40, as ações preferenciais da empresa (FJTA4) subiam 10,23%, enquanto os papéis ON (FJTA3) apresentavam alta de 10,54%. No Twitter, a fabricante de armas entrou para os Trending Topics da rede, se tornando um dos assuntos mais comentados da manhã desta terça-feira (21), com quase 50 mil menções.

O fuzil T4 é um semiautomático de calibre 5,56 e, de acordo com a TV Globo, a empresa só espera que a medida comece a valer para atender os seus clientes. A expectativa da companhia é que consiga supria a demanda em até três dias. No site da empresa, o armamento está listado como "ideal para o uso militar e policial".

Procurado pela equipe do jornal O Estado de São Paulo, a Casa Civil, do Palácio do Planalto, informou que a informação dada pela fabricante de armas não procede, já que o decreto não enquadra armamento de uso restrito, como seria o caso do fuzil T4 .

Mas segundo a Taurus, a energia cinética do fuzil é de 1.320 joules, inferior ao permitido pelo decreto do presidente. A medida aumenta o limite de energia cinética das armas para 1.620 joules .

Além disso, o decreto também liberou o uso de armas e armamentos antes restritos a militares e membros das Forças Armadas para civis. O texto também permite que 19 categorias tenham acesso facilitado para portar armas.

 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Estreia inspirada

Ações da Priner disparam 36% em estreia na B3

Empresa levantou R$ 200 milhões em oferta inicial de ações na sexta-feira, 14

Lançamento

Marfrig lança hambúrguer vegetal na rede Chicohamburger

Produto será vendido com o nome de Revolution Burger CH; hambúrguer vegetal da Marfrig já tinha sido novidade do cardápio do Burger King em 2019

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Mercados agora

Ibovespa sobe aos 115 mil pontos, atento aos sinais positivos da China; dólar avança a R$ 4,31

O Ibovespa abriu a semana em leve alta, pegando carona no bom humor externo com as medidas de estímulo adotadas pelo governo da China. Carrefour Brasil ON e Magazine Luiza ON estão entre os maiores avanços do índice

Exile on Wall Street

Você quer eliminar as perdas de seu portfólio?

Se você não está cometendo equívocos, é porque não está no seu limite, não está tentando o máximo que pode

maior desvalorização em 45 dias...

Fundos imobiliários perderam este ano R$ 3,28 milhões em valor de mercado

No total, a cesta que congrega os 131 fundos mais negociados do mercado, o Ifix, encolheu 5,15% em 2020 – em fevereiro, apesar da melhora dos últimos dias, a queda é de quase 1%

após IBC-Br

Mercado reduz projeção para alta do PIB em 2020

A atualização do número é apresentada após o próprio BC divulgar que o IBC-Br em 2019 avançou 0,89%, abaixo da previsão de analistas

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

11 notícias para começar o dia bem informado

A semana pré-carnaval promete ser intensa, com uma bateria de balanços corporativos. O dia começa com novidades vindas da Ásia sobre o coronavírus e o PIB do Japão. O Seu Dinheiro também traz um “check-up” das empresas de saúde, um segmento que ganhou relevância na bolsa nos últimos anos e que tem ações “queridinhas” dos […]

de olho no balanço

Lucro do Magazine Luiza cresce 54% e chega a R$ 921 milhões em 2019

Varejista divulgou as cifras do ano com os resultados do quarto trimestre de 2019. Entre os destaques dos últimos três meses, está novamente o e-commerce

Esquenta dos mercados

Atuação do BC chinês e agenda corporativa cheia dão força extra aos negócios

Os novos cortes nos juros pelo Banco Central chinês ajuda o mercado a balancear a notícia da queda do PIB japonês. As bolsas americanas ficam fechadas por conta de feriado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements