Menu
2019-12-03T11:42:44-03:00
Marina Gazzoni
Marina Gazzoni
CEO do Seu Dinheiro. É CFP® (Certified Financial Planner). Tem graduação em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e MBA em Informação Econômico-Financeira e Mercado de Capitais no Instituto Educacional BM&FBovespa. Foi Diretora de Conteúdo e editora-chefe do Seu Dinheiro, editora de Economia do G1 e repórter de O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e do portal IG.
Sugestão de leitura

21 fundos imobiliários para comprar em dezembro

Investimento está em alta em tempos de juros baixos e permite lucrar com valorização imobiliária sem ter imóveis

3 de dezembro de 2019
11:20 - atualizado às 11:42
Imóveis
Imagem: Shutterstock

Os fundos imobiliários vêm se destacando como uma alternativa de investimentos nesses tempos de juros baixos. O Ifix, o índice de referência para os fundos listados na bolsa brasileira, acumula uma alta de cerca de 23% neste ano. É um jeito prático de ganhar com a alta do mercado imobiliário com pouco dinheiro e sem burocracia.

Mas quais são os bons fundos à venda? Os leitores do Seu Dinheiro frequentemente me escrevem em busca de indicações.

Saiu nesta segunda-feira (2) uma lista com 14 indicações de fundos imobiliários para comprar em dezembro se você deseja uma renda, ou seja, dinheiro pingando na conta. E outros 7 fundos para quem deseja lucrar com a valorização do ativo, como se fosse uma ação.

A indicação é do Alexandre Mastrocinque, em sua publicação na Empiricus. Ele também é colunista do Seu Dinheiro e, por isso, me deu uma forcinha para levar esse conteúdo aos nossos leitores por um precinho pra lá de camarada, de apenas R$ 5 por mês. Você pode acessar a lista de fundos indicados aqui.

Até o momento, a carteira sugerida pelo Alê, que tem um mix entre fundos para quem busca renda e capital, acumula valorização de 27% no ano.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

BANCÕES EM ALTA

Lucro do Banco do Brasil sobe 44,7% no 1º trimestre e atinge R$ 4,9 bilhões

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido ajustado de R$ 4,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 44,7% maior que os R$ 3,4 bilhões reportados em igual período de 2020 e 32,9% superior ao resultado obtido nos últimos três meses do ano passado. “O lucro recorde para um trimestre é resultado de uma estratégia […]

Vol é vida?

Lucro líquido da B3 cresce 22,5% e atinge R$ 1,25 bi no 1º trimestre

O lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,4 bilhão, alta de 15,5% frente ao mesmo período do ano passado e de 15,2% na comparação com o trimestre anterior

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Carnaval fora de época da Ambev e mais…

O varejo tem várias datas importantes: dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, Black Friday, Natal… Há uma data comemorativa em quase todos os meses, e todas são aguardadas com ansiedade pelo setor — afinal, qualquer impulso nas vendas é bem vindo. Pois para a Ambev, a coisa funciona um […]

FECHAMENTO DO DIA

Balanços e commodities metálicas ditam o ritmo e Ibovespa fecha em alta; dólar volta à casa dos R$ 5,20

Com a agenda de indicadores fracas e um Copom sem grandes surpresas, os investidores se debruçaram nos números do trimestre e no novo recorde do minério de ferro.

Queda no apetite

Fed sinaliza risco de tombo nos preços de ativos em relatório de estabilidade

O banco central dos EUA demonstrou preocupação com um possível declínio no apetito ao risco dos investidores norte-americanos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies