Menu
Marina Gazzoni

Eu sou a Marina Gazzoni, editora-chefe do Seu Dinheiro. Muito prazer! Tenho mais de 10 anos de experiência em jornalismo econômico nas principais redações do Brasil, como O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, G1 e IG.

Cheguei em São Paulo aos 22 anos, puxando uma mala na rodoviária Tietê rumo ao finado hotel Othon. Não sabia que o estabelecimento, que já recebeu a rainha da Inglaterra nos anos 60, era um endereço decadente no centrão de São Paulo. Lá fiquei hospedada para fazer o programa de trainee da Folha de S. Paulo. Cenas lamentáveis da cidade grande me chocavam na época, mas não o suficiente para me fazer desistir do meu sonho: trabalhar em um grande jornal.

Para correr atrás desse objetivo, tive que me mudar mais de uma vez. No meu tempo de adolescente, o jovem de cidade pequena tinha que sair de casa para estudar. E por isso deixei minha cidade lá no Sudoeste do Paraná. A primeira parada foi Florianópolis e o curso de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Foi nessa época que comecei a me interessar por economia. Fiz aulas de macro e microeconomia e enchi minha família de orgulho quando consegui um estágio no Banco do Brasil.

Ouvi falar pela primeira vez do Tesouro Direto quando fiz uma disciplina eletiva que ensinava finanças pessoais para universitários. Fiquei surpresa. Escrevi por um ano na agência de notícias interna do banco sobre novidades em títulos de capitalização e planos de previdência privada, mas nunca gastei uma linha para divulgar esse produto escondido na prateleira. Depois disso, virei a louca do Tesouro Direto. Ajudava os conhecidos a comprar títulos públicos e a entender a sopa de letrinhas que definia cada um deles.

Quando mudei para São Paulo, abracei o jornalismo econômico. Fiz MBA em Informação Econômica e Mercado de Capitais no Instituto Educacional da BM&F Bovespa (anos depois rebatizada de B3). Mas a melhor escola foi a redação. Como jornalista, acompanhei de perto as profundas transformações que a economia brasileira passou nos últimos anos.

Vi a euforia da concessão do grau de investimento para o Brasil e também a decepção da sua retirada anos depois. No Estadão, me especializei na cobertura de negócios e entrevistei diversos CEOs de grandes empresas. Nos tempos áureos, escrevia sobre planos de expansão, fábricas novas e grandes investimentos. Anos depois, os temas recorrentes mudaram para fábricas fechadas, demissões e pedidos de recuperação judicial. E foram muitas fusões e aquisições.

No meio de tanta notícia sobre negócios, fiz minhas próprias reflexões sobre o futuro do jornalismo. Fui um dos 19 jornalistas de 17 países premiados pelo Citi Journalistic Excellence Award com um curso na Columbia University, em Nova York. Lá tive acesso às principais tendências internacionais e voltei decidida a abandonar o papel e migrar para o jornalismo online. Meses depois, fui trabalhar no G1 como editora de economia.

Em julho, aceitei o desafio de construir um novo site sobre investimentos, com a proposta de unir o que há de melhor no jornalismo tradicional com a ousadia e o espírito inovador da internet. Hoje me divido entre estudos sobre economia, métricas de audiência e reflexões sobre como fazer o melhor conteúdo digital para você.

Não posso deixar de lembrar que, mesmo no auge da crise brasileira, vi muita gente se dar bem. Empresas e investidores que compraram bons ativos a preço de banana. Empreendedores que enxergaram oportunidades na crise e construíram negócios de sucesso. Eu mesma comprei um apartamento dois dias depois do “Joesley Day” com um bom desconto…

Essas histórias me fazem ser uma eterna otimista. Acredito mesmo que as oportunidades estão por aí, mesmo nas horas difíceis. Eu estou alerta para tentar identificar quais delas estão passando neste momento bem na sua frente e te contar em primeira mão. Essa será a essência do meu trabalho no Seu Dinheiro: garantir que você receberá informações para tomar decisões mais inteligentes para a construção do seu patrimônio.

Grande abraço

Marina Gazzoni

Mostrar mais
Publicações
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

A falácia do limite de capital estrangeiro nas empresas aéreas

Eu lembro muito bem o dia em que a TAM e a LAN anunciaram a fusão. Era uma sexta-feira 13 de agosto de 2010. Eu queria ir embora quando saiu esse super negócio com uma estrutura pouco usual. Pessoalmente, acho complicado cobrir “fusões”. Em 99% das vezes é uma empresa comprando outra, mas é mais […]

LIBEROU GERAL

Empresas aéreas brasileiras já têm capital estrangeiro – talvez não precisem mais disfarçar

A Câmara dos Deputados aprovou (finalmente!) nesta quarta-feira, a liberação de 100% do capital estrangeiro em companhias aéreas nacionais, o que representa um passo importante para acabar com a barreira atual

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

E se Mary Poppins for para Brasília?

As coisas não vão nada bem na casa da família Banks quando uma babá chega para arrumar a casa. As crianças não se comportam e ninguém é feliz. Mary Poppins chega para mudar a vida deles. Ela voa no seu guarda-chuva encantado, pula dentro de desenhos do parque e dança com limpadores de chaminé nos […]

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

A festa ainda vai longe?

Ao longo de muitos anos, trabalhei até tarde da noite. Geralmente, saía da redação entre 21h e 22h. Na melhor das hipóteses, às 20h30. No pior cenário, virava a madrugada. O horário noturno tem lá suas vantagens – não pegar trânsito é a maior delas -, mas também tem seus reveses. Eu, que adoro um […]

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Os engravatados vão decidir sobre seu dinheiro

Dois grupos bem restritos de engravatados vão se reunir nesta semana para tomar decisões que vão mexer diretamente com o seu bolso. Dependendo do entendimento deles, você vai ganhar mais ou menos dinheiro no seu fundo DI. Eles também podem melhorar (ou azedar) o humor dos investidores com a bolsa – e impactar diretamente no […]

BOMBOU NA SEMANA!

MAIS LIDAS: a reforma subiu no telhado… e fez barulho

Coluna de estreia de Angela Bittencourt lidera o ranking da semana. Avaliação sobre ação da Taurus é segunda colocada.

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Que tal fechar a despensa (de vez)?

Na casa em que eu cresci, tínhamos um cômodo rodeado de prateleiras só para guardar comida e produtos de higiene pessoal. Desodorante, sabão em pó, saco de arroz, lata de milho, tudo que tinha prazo de validade acima de um mês ficava lá. Com as mudanças da família – e da economia brasileira – a […]

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Já vai tarde, Mu Hak

Um grupo de desconhecidos se reuniu na primeira assembleia de condomínio de um prédio novinho em folha. Era véspera de Natal e muita gente faltou. Quem foi estava apressado para resolver aquele que era mais um trâmite burocrático antes da entrega do apartamento. O grupo que comprou à vista queria acabar logo para pegar a […]

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

O tic tac do relógio no ouvido de Bolsonaro e Guedes

Timing é tudo. Eu aprendi isso no jornalismo, mas serve para muita coisa na vida. No tempo em que trabalhei em jornal, o fechamento do texto era uma corrida contra o relógio. Até as 20h30 ou 21h, dependendo do cronograma de impressão, tudo tem que estar na página. A matéria perfeita entregue depois do fechamento […]

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Bolha ou bala? O que puxa os negócios da Taurus

A primeira vez que ouvi falar da Taurus foi quando a companhia sofreu uma das suas maiores crises de imagem. A empresa teve problemas com a qualidade de suas armas, como disparos acidentais que mataram os próprios donos. O problema técnico abalou os negócios. Lá por 2015 e 2016, a Taurus estava praticamente com o […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu