Menu
2019-04-25T17:28:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Estratégia

Sessão da CCJ na Câmara para discutir reforma começa com obstrução da oposição

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende que as discussões entrem a madrugada para viabilizar a apreciação da admissibilidade antes do feriado

16 de abril de 2019
12:14 - atualizado às 17:28
Sessão da CCJ da Câmara
CCJ da Câmara - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para discutir a reforma da Previdência começou na manhã desta terça-feira, 16, com obstrução da oposição, apesar da tentativa na segunda-feira, 15, de costurar um acordo para que os debates ocorressem sem manobras dos deputados que são contra a proposta. A reunião iniciou com a leitura da ata da sessão da véspera, que aprovou a admissibilidade da PEC do Orçamento Impositivo.

Em meio à estratégia de obstrução, a deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) também pediu a leitura do expediente da sessão e defendia requerimento para que todas as votações fossem nominais, mas depois foi retirado. Também há sobre a mesa da CCJ um pedido para a retirada de pauta da proposta de reforma da Previdência.

Mais de 100 deputados estão inscritos para falar contra e a favor da reforma.

Diante das manobras da segunda-feira para votar a PEC do Orçamento, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), previu que a votação da reforma deve ocorrer apenas na semana que vem.

Mas o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende que as discussões entrem a madrugada para viabilizar a apreciação da admissibilidade ainda antes do feriado.

Ainda dá tempo

O líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), disse que é possível votar o texto da reforma da Previdência até a quarta-feira. "Se todos colaborarem, dá sim", comentou.

Ele liberou que os correligionários, inscritos na comissão, reduzam seu tempo de fala. "É melhor que se vote logo e sinalizar para o Brasil que a Câmara tem a disposição de colaborar", afirmou.

Sobre o trâmite desta terça-feira, 16, na comissão, Nascimento disse que os líderes estão conversando para se chegar ao melhor caminho para finalizar o debate.

Para Nascimento, se a oposição ameaçar em obstruir será preciso encerrar a discussão.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Matéria-prima salgada

Commodities vão inflacionar o mercado de carros, diz presidente de consórcio que reúne Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën

Além da pandemia e da falta de chips, o executivo vê com preocupação o movimento inflacionário das commodities usadas pelo setor

MERCADOS HOJE

Dólar fica abaixo dos R$ 5 pela primeira vez em um ano; confira as razões para a queda da moeda

Entrada de fluxo estrangeiro no país é acompanhada de alguns critérios técnicos e uma melhora na percepção de risco.

Ampliando investimentos

GM amplia em 75% investimentos em carros elétricos e automáticos até 2025

A projeção da empresa é de que seu Ebit fique entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,5 bilhões na primeira metade do ano

Análise do presidente

Para Bolsonaro, derrubada ou perda da validade da MP da Eletrobras provocará caos

A MP não tem consenso entre líderes e corre o risco de ser derrubada ou ter a votação adiada

Banco mais verde

Itaú anuncia investimento de R$ 400 bilhões em iniciativas ESG até 2025

O Itaú destaca no comunicado que esses títulos têm sido bastante demandados pelo mercado e fazem parte de um segmento em que o Itaú se tornou referência em 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies