Menu
2019-05-08T07:41:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sem tigrão e tchutchuca

PSL se prepara para blindar Guedes na Comissão Especial

O plano é tentar “monopolizar” o início do debate e evitar a impressão de que a reforma tem mais opositores do que apoiadores

8 de maio de 2019
7:41
Ministro Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Isac Nóbrega/PR

A bancada do PSL se prepara para blindar o ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão Especial que debate a reforma da Previdência. Os deputados do partido de Jair Bolsonaro planejam ocupar as primeiras fileiras no plenário e colocar seus nomes no topo das inscrições para o debate.

A estratégia é chegar bem cedo à Câmara mesmo que isso renda horas de espera aos parlamentares, já que a sessão está prevista para começar somente no início da tarde. O plano é tentar "monopolizar" o início do debate e evitar a impressão de que a reforma tem mais opositores do que apoiadores. Ao longo da sessão, a estratégia é alternar falas com as da oposição.

Os deputados do PSL acreditam que, desta vez, estarão mais bem preparados para a discussão, já que vêm tendo aulas com técnicos do governo sobre a reforma.

Sem tigrão e tchutchuca

A preocupação do grupo de parlamentares é não repetir os erros de articulação que levaram Guedes a sofrer com um bombardeio da oposição quando foi falar à Comissão de Constituição e Justiça.

A audiência no início de abril acabou em briga. As primeiras cinco horas foram completamente dominadas pela oposição. Ao final, o ministro caiu na provocação do deputado Zeca Dirceu (PT-PR) que o acusou de ser "tigrão" com os aposentados, idosos de baixa renda e agricultores, mas "tchutchuca" com privilegiados do Brasil.

Na época, a bancada do PSL e a articulação do governo foram criticadas por falta de traquejo para lidar com a oposição. Agora, na Comissão Especial, a responsabilidade dos parlamentares governistas é maior. É nessa etapa que a reforma da Previdência pode ser "desidratada", o que coloca em risco a meta do governo de economizar ao menos R$ 1 trilhão em dez anos.

Líder de Bolsonaro no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que Paulo Guedes estará "blindadíssimo com uma turma ao redor dele". Presidente da CCJ e membro da Comissão Especial, Felipe Francischini (PSL-PR) afirmou que a bancada estará organizada: "Não permitiremos bravatas".

O coordenador da bancada na Comissão Especial, Alexandre Frota (PSL-RJ), chegou a pedir na sessão de ontem para que os deputados não xinguem o ministro. "Guedes é extremamente preparado", disse. "O que ele precisa é ter tranquilidade."

Sem desaforo 

A equipe econômica também traçava estratégias às vésperas da audiência. Guedes se reuniu com seu time de comunicação ontem para falar sobre a comissão. Um assessor disse que a ideia é ele manter-se tranquilo diante de provocações, mas que não levará "desaforo para casa".

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, também vai à comissão hoje e recebeu treinamento da comunicação. Marinho tentou ontem, inclusive, encorpar a articulação para blindar a equipe econômica. No Congresso para falar sobre a medida provisória antifraudes, aproveitou para arregimentar tropas. Ao deputado João Roma (PRB-BA), por exemplo, disse que seria importante a presença dele na comissão, apesar de Roma nem estar no colegiado.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DADOS OFICIAIS

Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia

País registra 28.629 novos casos e 510 novas mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo Ministério da Saúde

Bons presságios

O que esperar para cada segmento do mercado imobiliário, segundo o BTG – e uma ação para ficar de olho

Em relatórios setoriais, analistas do banco dizem o que esperam para os resultados do terceiro trimestre das companhias ligadas aos diferentes segmentos do mercado; visão, em geral, é otimista

Que bolsa é essa? - SD Premium

Telefone pra você: uma empresa líder na bolsa — e com o conforto dos dividendos

Nos níveis atuais, acho bastante interessante comprar as ações. Mesmo que não haja nenhum grande gatilho de curto prazo, os dividendos te compensam pela espera

em meio à crise

GPA tem alta de 150% no lucro, com melhora operacional no Brasil

Cifra atingiu R$ 386 milhões; Assaí apresentou faturamento de R$ 10,1 bilhões, incremento de R$ 2,5 bilhões contra o ano anterior

Números fortes

Vale tem lucro líquido de US$ 2,9 bilhões no 3º tri, alta de 76% na comparação anual

Lucro líquido cresceu quase 76% em relação ao terceiro trimestre do ano passado; Ebitda ajustado chegou a mais de US$ 6 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies