Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-03T14:28:28-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ajeitando os prazos

Segundo turno da reforma da Previdência será depois do dia 21, diz vice-líder do governo

Calendário fechado por líderes partidários previa a votação do segundo turno para o próximo dia 10; o próprio líder do governo, no entanto, evitou cravar uma data

3 de outubro de 2019
14:27 - atualizado às 14:28
Plenário do Senado
 "Chance zero de votar antes [do dia 22]", disse o senador. - Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), um dos vice-líderes do governo no Senado, afirmou que a votação da reforma da Previdência em segundo turno vai ficar somente para o dia 22 de outubro ou ainda depois dessa data. "Chance zero de votar antes", disse.

O calendário fechado por líderes partidários previa a votação do segundo turno para o próximo dia 10. Mas, segundo Rodrigues, as próximas duas semanas serão mais esvaziadas no Senado. Ele lembra que um grupo de parlamentares viajará a Roma para a canonização de Irmã Dulce. A cerimônia está marcada para dia 13.

Além dos ruídos no calendário, a votação do segundo turno da reforma corre risco diante da preocupação de senadores com a indefinição na divisão dos recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. Além disso, há outras demandas, como a liberação de emendas parlamentares.

Chico Rodrigues, no entanto, nega que o problema seja o impasse na negociação política. "O acordo da cessão onerosa está feito, não se pode criar barganha", declarou. Ele ainda afastou a possibilidade de a reforma ser ainda mais desidratada no segundo turno.

Até agora, o Senado já retirou R$ 133,2 bilhões da economia da proposta em dez anos.

O líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), evitou se comprometer com uma data. Ele disse que o prazo será definido pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Na quarta-feira, Alcolumbre citou a semana entre 14 e 18 de setembro como cenário para o segundo turno.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Aquele 1%

Com juros em alta, esses títulos de renda fixa te pagam 1% ao mês, com baixíssimo risco e pouco esforço

A rentabilidade dos sonhos do brasileiro está de volta aos investimentos conservadores, e CDBs que pagam 1% ao mês ou mais já estão fáceis de encontrar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Alta da Selic, bons números da Weg, IPO do Nubank e dividendos da Gerdau: veja o que marcou o mercado hoje

Há cerca de um mês, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a autoridade não mudaria o “plano de voo” a cada novo dado da economia brasileira. Mas, veja só, a realidade obrigou a instituição a recalcular a rota: há pouco, o Copom elevou a Selic em 1,50 ponto percentual, ao […]

Referência em SP

Na corrida do setor de saúde, Rede D’Or (RDOR3) garante fôlego com a compra do Hospital Santa Isabel

O ativo está avaliado em R$ 280 milhões. Porém, conforme explica a empresa, seu endividamento líquido será deduzido na conta final da transação

Ser conservador compensa

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 7,75%

Agora até a poupança ganha da inflação projetada. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom sobre a Selic

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado do Copom a respeito da Selic; a taxa básica de juros foi elevada ao patamar de 7,75% ao ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies