Menu
2019-04-22T16:17:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Desidratação vem forte?

Reforma pode sofrer modificações, mas não em ‘espinha dorsal’, diz Marinho

Rogério Marinho, secretário especial da Previdência, afirma que a maior parte dos partidos “alinhados” com a reforma estão convencidos da necessidade que a etapa da CCj seja ultrapassada. Votação deve acontecer na terça-feira, 23.

22 de abril de 2019
12:50 - atualizado às 16:17
Secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse nesta segunda-feira, 22, que o texto da reforma da Previdência poderá sofrer modificações na votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas que as mudanças não implicarão em impacto fiscal e nem mexerão na "espinha dorsal" do projeto. "O mérito iremos discutir oportunamente na comissão especial", afirmou.

Marinho falou rapidamente com a imprensa após deixar o edifício sede do Ministério da Economia, em Brasília.

Segundo ele, depois do adiamento da última terça-feira, o projeto será votado na terça, 23, na CCJ. "A informação que eu tenho dos líderes é que amanhã será votado, inclusive do presidente da CCJ (deputado Felipe Francischini, PSL-PR) e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)."

De acordo com o secretário, a maior parte dos partidos "alinhados" com a reforma está convencida da necessidade de que a etapa da CCJ seja ultrapassada.

Ele evitou entrar em detalhes do projeto que será votado na terça e disse que está conversando com deputados por telefone, já que muitos ainda não estão em Brasília. "Posso falar do projeto quando o acordo for efetivamente fechado", completou.

Nada de gordura

Marinho também foi enfático ao dizer que o projeto de reforma não tem "gordura" para ser cortada.

Ele afirmou que está conversando com líderes para chegar a um acordo em relação às mudanças no texto, mas disse que serão modificações pequenas, sem impacto fiscal.

"Estão todos afinados no sentido de que amanhã haverá votação com o mínimo de obstrução possível", afirmou.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

números do governo

Brasil registra 175,2 mil mortes e 6,48 milhões de casos da covid-19

Nas últimas 24 horas, foram registrados 755 novos óbitos, segundo informações do Ministério da Saúde

pandemia

Levantamento indica que 13 capitais têm tendência de avanço da covid-19

Em apenas quatro estados, as tendências de curto e longo prazo apresentam sinal de queda ou estabilização em todas as suas macrorregiões de saúde

emergência

Senado aprova MP que destina R$ 1,9 bilhão para vacina

Recursos serão destinados para custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca

o melhor do seu dinheiro

Um V meio capenga

Eu nunca tive letra bonita nem fiz exercícios de caligrafia na infância. Mas também não fazia garrancho. As duas pernas do meu V têm o mesmo tamanho, e as suas? De acordo com diversas projeções, o desempenho da economia em 2020 poderia tomar a forma de tantas letras diferentes do alfabeto latino que Mário Quintana […]

Recuperação

Em evento, Guedes nega frustração com PIB e diz que transporte público, saúde e educação podem ter alíquota menor de IVA

Durante a sua fala, Guedes disse que a recuperação da economia está sendo generalizada, destacando o desempenho da indústria e dos investimentos no terceiro trimestre.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies