🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2019-04-22T16:17:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Desidratação vem forte?

Reforma pode sofrer modificações, mas não em ‘espinha dorsal’, diz Marinho

Rogério Marinho, secretário especial da Previdência, afirma que a maior parte dos partidos “alinhados” com a reforma estão convencidos da necessidade que a etapa da CCj seja ultrapassada. Votação deve acontecer na terça-feira, 23.

22 de abril de 2019
12:50 - atualizado às 16:17
Secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse nesta segunda-feira, 22, que o texto da reforma da Previdência poderá sofrer modificações na votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas que as mudanças não implicarão em impacto fiscal e nem mexerão na "espinha dorsal" do projeto. "O mérito iremos discutir oportunamente na comissão especial", afirmou.

Marinho falou rapidamente com a imprensa após deixar o edifício sede do Ministério da Economia, em Brasília.

Segundo ele, depois do adiamento da última terça-feira, o projeto será votado na terça, 23, na CCJ. "A informação que eu tenho dos líderes é que amanhã será votado, inclusive do presidente da CCJ (deputado Felipe Francischini, PSL-PR) e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)."

De acordo com o secretário, a maior parte dos partidos "alinhados" com a reforma está convencida da necessidade de que a etapa da CCJ seja ultrapassada.

Ele evitou entrar em detalhes do projeto que será votado na terça e disse que está conversando com deputados por telefone, já que muitos ainda não estão em Brasília. "Posso falar do projeto quando o acordo for efetivamente fechado", completou.

Nada de gordura

Marinho também foi enfático ao dizer que o projeto de reforma não tem "gordura" para ser cortada.

Ele afirmou que está conversando com líderes para chegar a um acordo em relação às mudanças no texto, mas disse que serão modificações pequenas, sem impacto fiscal.

"Estão todos afinados no sentido de que amanhã haverá votação com o mínimo de obstrução possível", afirmou.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Balanço do semestre

Dólar dispara em junho e é o melhor investimento do mês; mas com a alta dos juros, primeiro semestre foi da renda fixa

Bitcoin, por outro lado, vem apanhando em 2022, e foi o pior investimento do mês e do semestre

NOITE CRIPTO

Não deu pra segurar: bitcoin (BTC) despenca para US$ 18 mil; confira cotações

A maior criptomoeda do mundo mergulhou no vermelho acompanhando o mercado de ações; S&P 500 teve o pior semestre em mais de 50 anos

QUASE LÁ...

Auxílio Brasil mais gordo e mais próximo: Senado aprova PEC do estado de emergência; proposta é enviada para a Câmara

Medida também inclui vale-gás de cozinha; auxílios aos caminhoneiros e taxistas; gratuidade de transporte coletivo para idosos; compensação dos estados que concederem créditos tributários para o etanol e reforço do programa Alimenta Brasil

POLÊMICA NA ESTATAL

Caixa revela que sabia de denúncia de assédio contra Pedro Guimarães desde maio e aponta presidente interina

A Corregedoria aguardou até que o denunciante apresentasse um “conjunto de informações” suficiente para prosseguir com a investigação contra Pedro Guimarães

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies