Menu
2019-04-04T13:58:53-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Voltando para casa

Jair Bolsonaro recebe alta e ruma para Brasília

Presidente estava internado em São Paulo desde 27 de janeiro para reversão de colostomia

13 de fevereiro de 2019
12:48 - atualizado às 13:58
Presidente Jair Bolsonaro na abertura da Sessão Solene de Posse.
Imagem: Isac Nobrega/PR

O porta-voz da presidência da República, general Rêgo Barros, informou, há pouco, que o presidente Jair Bolsonaro recebeu alta médica e ruma para Brasília. O presidente ficará no Palácio da Alvorada e, até o momento, não tem previsão de compromissos no período da tarde.

Bolsonaro estava internado em São Paulo desde de 27 de janeiro para a reversão de um colostomia, resultado da facada que levou em 6 de setembro, enquanto fazia campanha em Juiz de Fora (MG).

No fim da semana passada, a saída do hospital foi adiada em função de uma pneumonia, agora atribuída à aspiração de líquidos do estômago. Novos antibióticos foram ministrados e o presidente apresentou rápida recuperação.

O presidente ainda deve levar alguns dias para retomar de forma plena a rotina de trabalho. A recepção de ministros e outros membros do governo ficará sob sua avaliação.

A grande expectativa é que seja levado a ele o texto-base que trata da reforma da Previdência, para que sejam fechados os detalhes e o projeto possa ser apresentado ao Congresso Nacional e à sociedade.

Na terça-feira, o secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse que a equipe econômica concluiu as bases do projeto, mas não apresentou detalhes.

Ainda assim, no fim da tarde e começo da noite, circularam notícias de que Bolsonaro teria fechado questão com relação à idade mínima, que seria de 57 anos para mulheres e 62 para homens. As idades seriam fixadas a partir de 2022 e haveria um gatilho para elevações automáticas até que homens e mulheres tenham idade mínima igual de 65 anos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Reação ao balanço

Lucrou, mas não empolgou. Ações do IRB caem mesmo com melhora no resultado

Papéis da resseguradora (IRBR3) estavam entre as maiores quedas do Ibovespa nesta sexta-feira; Credit Suisse vê piora operacional da companhia

Prepare o bolso

Petrobras diz que manterá ritmo de reajustes nos preços de combustíveis

Um executivo confirmou que não haverá mudanças na política de preços da estatal, que segue sem frequência definida

Educação

Ações da Cogna avançam, mesmo com prejuízo líquido de R$ 90,975 milhões no 1º trimestre

Confira outros destaques do balanço da empresa, que viu uma queda de 18,1% nos investimentos

Exile on Wall Street

As bolsas deixaram os fundamentos de lado esta semana — mas você não deve!

A semana é de resultados, mas não se fala em outra coisa a não ser na alta de juros, após reunião do Copom que levou a Selic para 3,5% ao ano. Além disso, a inflação americana, que veio acima da expectativa, elevou as estimativas de juros futuros nos Estados Unidos.  Com isso, mesmo empresas com […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies