Menu
2019-04-04T13:58:53-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Voltando para casa

Jair Bolsonaro recebe alta e ruma para Brasília

Presidente estava internado em São Paulo desde 27 de janeiro para reversão de colostomia

13 de fevereiro de 2019
12:48 - atualizado às 13:58
Presidente Jair Bolsonaro na abertura da Sessão Solene de Posse.
Imagem: Isac Nobrega/PR

O porta-voz da presidência da República, general Rêgo Barros, informou, há pouco, que o presidente Jair Bolsonaro recebeu alta médica e ruma para Brasília. O presidente ficará no Palácio da Alvorada e, até o momento, não tem previsão de compromissos no período da tarde.

Bolsonaro estava internado em São Paulo desde de 27 de janeiro para a reversão de um colostomia, resultado da facada que levou em 6 de setembro, enquanto fazia campanha em Juiz de Fora (MG).

No fim da semana passada, a saída do hospital foi adiada em função de uma pneumonia, agora atribuída à aspiração de líquidos do estômago. Novos antibióticos foram ministrados e o presidente apresentou rápida recuperação.

O presidente ainda deve levar alguns dias para retomar de forma plena a rotina de trabalho. A recepção de ministros e outros membros do governo ficará sob sua avaliação.

A grande expectativa é que seja levado a ele o texto-base que trata da reforma da Previdência, para que sejam fechados os detalhes e o projeto possa ser apresentado ao Congresso Nacional e à sociedade.

Na terça-feira, o secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse que a equipe econômica concluiu as bases do projeto, mas não apresentou detalhes.

Ainda assim, no fim da tarde e começo da noite, circularam notícias de que Bolsonaro teria fechado questão com relação à idade mínima, que seria de 57 anos para mulheres e 62 para homens. As idades seriam fixadas a partir de 2022 e haveria um gatilho para elevações automáticas até que homens e mulheres tenham idade mínima igual de 65 anos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

novata na bolsa

HBR Realty sobe mais de 1% em primeiro dia na B3

Empresa, que atua no segmento de desenvolvimento e administração de propriedades, optou por formato diferente de IPO

em evento

BNDES diz que seguirá firme na estratégia de vender participação acionária

Segundo Montezano, a estratégia de desinvestimentos passa por se desfazer de participações acionárias em “empresas maduras”, como “Petrobras, Vale, Suzano, Klabin e AES Tietê”

futuro da companhia

Vaga na Eletrobras abre disputa no governo e pode definir futuro da estatal

Enquanto a área econômica do governo quer encontrar um executivo à altura de Ferreira Júnior, que acredite na capitalização da companhia, o mundo político aposta no ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque

economia circular

Enjoei planeja ampliar acordos com grandes marcas, diz CEO

Empresa, que já tem parceira com a C&A, quer tornar a experiência de compra e venda de itens usados “menos pensada”; papéis já subiram 60% desde IPO

executivo dos sonhos

Otimismo toma conta de investidores da BR Distribuidora com chegada de ex-CEO da Eletrobras

Trabalho feito pelo executivo na Eletrobras anima investidor quanto às perspectivas futuras da distribuidora de combustíveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies