💰IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-05-22T09:07:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Botando os pontos nos is

Governo Bolsonaro altera Decreto de Armas após polêmica com fuzis

Decisão veio após a fabricante de armas Taurus divulgar que o decreto assinado pelo presidente dava margem para que pessoas comuns adquirissem o fuzil T4

22 de maio de 2019
8:43 - atualizado às 9:07
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Igo Estrela/Estadão Conteúdo

O governo publicou nesta quarta-feira (22), no Diário Oficial da União (DOU), modificações no Decreto de Armas, que altera as regras para posse e porte de arma de fogo por civis.

Dentre os pontos alterados pelo novo decreto está o conceito de arma de fogo, com a inclusão dos calibres permitidos, deixando mais claro quais armamentos são de uso restrito. O texto traz também a proibição expressa do porte de fuzis, carabinas e espingardas ao cidadão comum.  O decreto completo pode ser lido no site oficial do DOU.

A decisão de alterar o decreto original, publicado no dia 7 de maio, veio após críticas de diversas entidades e movimentação intensa nas redes sociais na última terça-feira (21). A fabricante de armas Taurus havia divulgado que o decreto assinado pelo presidente dava margem para que pessoas comuns adquirissem o fuzil T4, antes de uso exclusivo de militares e das Forças Armadas.

Segundo a empresa, mais de 2 mil clientes já estavam na fila para adquirir o armamento. A notícai fez as ações ON da Taurus (FJTA3) subirem 4,84%, enquanto os papéis PN (FJTA4) avançaram 7,60%.

As mudanças foram feitas em dois novos decretos. O Palácio do Planalto informou que as modificações foram feitas "com o objetivo de sanar erros meramente formais identificados na publicação original".

 

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NATAL CHEGOU MAIS CEDO?

CPFL Energia (CPFE3) paga última parcela de dividendos bilionários na próxima semana; veja quem terá direito a mais de R$ 1,8 bilhão em proventos

7 de dezembro de 2022 - 19:49

Serão distribuídos cerca de R$ 1,621140258 por ação na próxima semana, em 15 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha em queda de 1% e dólar também recua com commodities e votação da PEC da Transição no Senado; Magazine Luiza (MGLU3) anota o maior tombo dia

7 de dezembro de 2022 - 18:56

s a espera pelo veredito dos parlamentares não foi a única a dar o tom dos negócios hoje: a última reunião do Copom também gerou expectativa nos investidores

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Entre a hipérbole e o eufemismo

7 de dezembro de 2022 - 18:54

Se estamos prestes a cometer um erro grave, e parcialmente cegos em relação a isso, o mercado fornecerá rapidamente um simulacro dos resultados desse erro: desvalorização cambial, alta dos juros futuros, queda da Bolsa

CRISE INSTITUCIONAL

Autogolpe e impeachment no mesmo dia? Entenda o caos que se instalou no Peru e derrubou o presidente em menos de 24h

7 de dezembro de 2022 - 18:33

m apenas um ano e meio de poder, Castillo é alvo de três processos de cassação de mandato por corrupção. O presidente assumiu depois de mais de 40 dias da realização das eleições

ÚLTIMA REUNIÃO DO ANO

Copom cumpre o esperado e mantém a Selic em 13,75% ao ano — mas há preocupação com o cenário fiscal

7 de dezembro de 2022 - 18:32

Como já era esperado pelo mercado, a Selic se manteve estável em 13,75% ao ano, mas o BC deixou um recado para os riscos no radar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies