Menu
2019-05-22T09:07:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Botando os pontos nos is

Governo Bolsonaro altera Decreto de Armas após polêmica com fuzis

Decisão veio após a fabricante de armas Taurus divulgar que o decreto assinado pelo presidente dava margem para que pessoas comuns adquirissem o fuzil T4

22 de maio de 2019
8:43 - atualizado às 9:07
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Igo Estrela/Estadão Conteúdo

O governo publicou nesta quarta-feira (22), no Diário Oficial da União (DOU), modificações no Decreto de Armas, que altera as regras para posse e porte de arma de fogo por civis.

Dentre os pontos alterados pelo novo decreto está o conceito de arma de fogo, com a inclusão dos calibres permitidos, deixando mais claro quais armamentos são de uso restrito. O texto traz também a proibição expressa do porte de fuzis, carabinas e espingardas ao cidadão comum.  O decreto completo pode ser lido no site oficial do DOU.

A decisão de alterar o decreto original, publicado no dia 7 de maio, veio após críticas de diversas entidades e movimentação intensa nas redes sociais na última terça-feira (21). A fabricante de armas Taurus havia divulgado que o decreto assinado pelo presidente dava margem para que pessoas comuns adquirissem o fuzil T4, antes de uso exclusivo de militares e das Forças Armadas.

Segundo a empresa, mais de 2 mil clientes já estavam na fila para adquirir o armamento. A notícai fez as ações ON da Taurus (FJTA3) subirem 4,84%, enquanto os papéis PN (FJTA4) avançaram 7,60%.

As mudanças foram feitas em dois novos decretos. O Palácio do Planalto informou que as modificações foram feitas "com o objetivo de sanar erros meramente formais identificados na publicação original".

 

 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies