Menu
2019-11-07T20:01:13-03:00
Estadão Conteúdo
Motivos para comemorar

Bolsonaro diz que inflação demonstra que Brasil está se ‘civilizando’ cada vez mais

Resultado medido pelo IPCA fechou outubro em alta de 0,10%, o menor valor para o mês desde 1998

7 de novembro de 2019
20:41 - atualizado às 20:01
Jair Bolsonaro
Imagem: Marcos Corrêa/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro comemorou há pouco em sua transmissão ao vivo semanal pelo Facebook a inflação de outubro, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o mês com alta de 0,10%, o menor resultado para o mês desde 1998, quando a taxa ficou em 0,02%.

"A inflação demonstra que o País está se 'civilizando' cada vez mais", avaliou Bolsonaro. "A inflação está indo para um patamar abaixo da meta, isso é muito bem-vindo e, então, está de parabéns a equipe econômica", completou.

O resultado da inflação de outubro vem após recuo de 0,04% em setembro. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa acumulada pela inflação no ano foi de 2,60%. Em 12 meses o IPCA desacelerou de 2,89% em setembro para 2,54% em outubro, menor patamar desde setembro de 2017, quando também estava em 2,54%, e abaixo do piso da meta de 4,25% perseguida pelo Banco Central este ano (com margem de tolerância de 1,50% para cima ou para baixo).

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies