Menu
2019-11-19T13:49:54-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
possíveis novatas

Hapvida, SulAmerica e Totvs devem entrar para o Ibovespa em janeiro, diz BTG

Futura carteira é válida até abril; a própria B3 ainda não divulgou nenhuma prévia da composição do índice; segundo analistas do BTG, nenhum papel deve deixar o Ibovespa

19 de novembro de 2019
11:38 - atualizado às 13:49
Sede da B3 em São Paulo
Sede da B3 em São Paulo - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa, deve ganhar três novas ações em janeiro de 2020: a operadora de planos de saúde Hapvida (HAPV3), o grupo de seguros SulAmerica (SULA11) e a empresa de desenvolvimento de software de gestão Totvs (TOTS3).

A projeção é da equipe de análise do BTG Pactual e refere-se a carteira com validade até abril do próximo ano. É de praxe a bolsa rebalancear os papéis do Ibovespa a cada quadrimestre, assim como lançar prévias da futura composição - o que ainda não foi feito.

Nas contas dos analistas do BTG, as ações da Hapvida devem entrar com uma participação de 0,60% no Ibovespa e os papéis da SulAmerica terão participação de 0,77% no índice. Já os ativos da Totvs farão parte de 0,46% da carteira.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em comum, as três companhias fizeram grandes oferta de ações e aquisições neste ano. A Hapvida levantou R$ 2,3 bilhões em julho e, no primeiro semestre, comprou os grupos São Francisco e o América. Os papeis acumulam alta de 74% desde janeiro.

Já o SulAmerica, cujos papeis tem alta de 84% no ano, vendeu por R$ 3 bilhões sua operação de automóveis e os chamados pelo setor de ramos elementares (que protegem o patrimônio, como casas e prédios) para a Allianz Seguros. Os recursos reforçaram o caixa da companhia, que mira operações nos ramos em que atua.

A Totvs, depois de captar R$ 1 bilhão em uma oferta subsequente de ações, comprou uma companhia focada em crédito B2B, entre clientes e fornecedores: a Supplier. A aquisição, feita em outubro, deve acelerar a estratégia de criar novos mercados. No ano, a valorização dos ativos é da ordem de 139%.

Quem mais pode entrar

Existe ainda uma chance de os papéis do Carrefour Brasil (CRFB3) aparecerem entre as novidades, mas se a renovação da carteira acontecesse hoje eles não entrariam, escreveram os analistas, em um relatório a clientes. Não é a primeira vez que o BTG coloca o Carrefour como uma possibilidade.

Antes da nova composição do Ibovespa, a bolsa divulga três prévias - a primeira no dia 2 de dezembro. O BTG não espera que nenhuma ação deixe o índice no próximo rebalanceamento.

Para as ações de uma empresa estarem no Ibovespa é preciso que elas estejam entre os ativos mais negociados da bolsa nos últimos 12 meses, tanto em volume quanto em presença nos pregões.

Cada ação tem um peso diferente, que leva em conta o seu valor de mercado em negociação na bolsa, o chamado free float. Ou seja, quanto maior o valor de mercado das ações negociadas de uma determinada empresa, maior a sua participação no índice.

A carteira atual tem 68 ações ou units (certificados de ações) de 65 empresas. As ações preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4) possuem hoje a maior participação no Ibovespa, com 9,4%.

Magazine Luiza, Petrobras e B3

Os especialistas do BTG ainda apontam uma possível alteração no peso de companhias que já fazem parte do índice: Magazine Luiza, Petrobras e B3.

Para eles, deve aumentar o peso dos papéis do Magazine Luiza no Ibovespa devido a mais recente oferta de ações da companhia.

No início de novembro, a varejista levantou R$ 4,3 bilhões na bolsa. Para os analistas, no próximo dia 28 a empresa deve ganhar 25 pontos-base na composição da carteira, tornando-se a 14ª companhia mais relevante da bolsa.

Petrobras e B3 devem perder participação: respectivamente, 0,33 pontos percentuais e 0,8 p.p. Mas será um movimento irrelevante, visto que os papéis dessas empresas têm alta liquidez, lembram os analistas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

motivo de preocupação dos mercados

Brasil investiga caso suspeito de coronavírus

Caso a infecção por coronavírus seja confirmada, o nível de alerta no país sobe para de Emergência de Saúde Pública Nacional, quando há a possibilidade de o vírus já estar em circulação no país

olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

Câmbio

A alta do dólar preocupa? Com a palavra, o presidente do Banco Central

Campos Neto disse que o BC avalia constantemente se a alta do dólar retarda as decisões de investimento ou contamina as perspectivas de inflação

de olho nas finanças

48% dos brasileiros não controlam o próprio orçamento, mostra pesquisa CNDL/SPC

Segundo o levantamento, a frequência de análise de orçamento é inadequada mesmo entre a maioria dos 52% de brasileiros que utilizam alguma forma de controle de suas finanças

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

presidente ficou irritado

Assessor do Planalto é afastado por usar avião da FAB

Vicente Santini usou uma aeronave oficial para se deslocar até Nova Délhi, na Índia

Exile on Wall Street

Contágio: e agora, o que fazer?

Medo de uma grande pandemia transmitida rapidamente num mundo globalizado e interconectado encontra representação mitológica tão forte que virou blockbuster em Hollywood

Alívio

Ibovespa acompanha o exterior e opera em alta, recuperando parte das baixas de ontem

O Ibovespa ensaia uma recuperação após as perdas massivas da sessão passada, apesar de o noticiário referente ao coronavírus continuar inspirando cautela

Nunca vi contexto tão favorável para negócios no Brasil, diz CEO do Magazine Luiza

Frederico Trajano afirmou ter planos “extremamente ambiciosos” para a rede varejista nos próximos anos após oferta de ações de quase R$ 5 bilhões

atento ao cenário

Coronavírus pode reduzir previsão de crescimento, mas é cedo para cravar, diz OMC

Diretor da entidade disse que, por enquanto, há apenas especulação dos economistas apontando revisão para baixo dos números

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements