Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-15T20:09:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

15 de outubro de 2021
20:09
foto de prédio da Hapvida
Vale destacar que, atualmente, a companhia conta com cerca de 1,316 bilhão de ações ordinárias em circulação. Imagem: Divulgação

A Hapvida (HAPV3) até que começou o ano bem, anotando ganhos de cerca de 28% em janeiro, mas, de lá para cá, o apetite dos investidores pela empresa azedou. Os papéis não conseguiram manter o ânimo e já acumulam perdas de 17% neste ano.

Nesse contexto, e buscando formas de maximizar a geração de valor para seus acionistas, a operadora de saúde verticalizada anunciou nesta sexta-feira (15) que dará início a um programa de recompra de ações.

A companhia poderá recomprar até 100 milhões de ações, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). As operações serão realizadas na B3, a bolsa de valores brasileira, a preços de mercado.

Ainda segundo o documento, o programa terá duração de até 18 meses, contados a partir de hoje. Ou seja, o movimento deverá ser encerrado em 15 de abril de 2023.

Vale destacar que, atualmente, a companhia conta com cerca de 1,316 bilhão de ações ordinárias em circulação.

Empresa também comprou hospital

Poucos dias antes do anúncio do programa de recompra de ações, na última quarta-feira (13), a Hapvida também comunicou ao mercado a compra, por meio da subsidiária Ultra Som Serviços Médicos, da Viventi Hospital Asa Sul, em Brasília (DF), por R$ 22 milhões.

Segundo a operadora de saúde, a Viventi possui contrato de locação pelo período de 30 anos de um hospital localizado em área nobre da Asa Sul de Brasília e é detentora das licenças de operação do hospital.

O hospital terá capacidade para até 114 leitos e contará com centro cirúrgico, serviço de quimioterapia e hemodinâmica, e unidade de diagnóstico.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

INCERTEZAS NO RADAR

CEO da Moderna levanta dúvidas sobre eficácia de vacinas contra a ômicron e provoca reação negativa nos mercados

Stéphane Bancel disse que cientistas consultados por ele esperam ‘queda significativa’ na eficácia dos imunizantes contra a nova cepa

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Os investidores agora viraram virologistas: os impactos da Ômicron sobre os mercados

Ainda não sabemos o bastante para decidir se esta é uma oportunidade de compra, mas parecemos estar mais preparados como sociedade para enfrentar o problema

VAREJO DECEPCIONADO?

Black Friday supera prévias, mas vendas do fim de semana ainda ainda perdem para os números registrados em 2019

Segundo índice calculado pela Cielo, as vendas cresceram 6,9% em relação ao ano passado, mas foram 3,8% inferiores ao período pré-pandemia

Adeus ano velho

Ano novo, impostos novos! Reforma do IR fica para 2022, confirma presidente do Senado

O governo Bolsonaro pressionava pela aprovação da proposta para financiar o Auxílio Brasil, mas não conseguiu apoio na Casa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bitcoin e bolsa se recuperam após susto com nova variante, Azul e Latam sobem o tom e outros destaques do dia

Pouco se sabe ainda sobre a nova variante do coronavírus detectada na África do Sul, mas o que veio à público até agora é muito melhor do que o mercado financeiro precificou na última sexta-feira (26). Sem o pânico visto na semana passada, o Ibovespa encontrou forças para abrir a semana em alta.  Um estudo […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies